-->Estimulação pré natal - Beneficios - Educar Saúde

Estimulação pré natal – Beneficios

Publicado em 28/06/2010. Revisado por Drª Raquel Pires (Nutricionista - CRN-6 nº 23653) a 8 dezembro 2018

Conheça os beneficios da Estimulação pré-natal – Apesar de estar bem resguardado e protegido dentro da bolsa amniótica, não se encontra perfeitamente alheio ao mundo exterior nem afastado dos estímulos que recebe.

As normas da estimulação pré natal
Há poucos anos que se praticam e, como toda a iniciativa nova e desconhecida, suscita dúvidas e inclusivamente desconfiança. Adriana Tribiño, especialista em estimulação pré e pós natal, clarifica algumas das interrogações mais frequentes:

Que vantagens e beneficios tem a estimulação pré natal?
Ajuda a tomar consciência da maternidade e contribui para estreitar os laços afectivos com o bebé que vai nascer. Ambas as coisas facilitam a futura relação entre os pais e o filho e beneficiam a evolução física e psíquica deste.

Como fazer a estimulação pré-natal?
Qualquer mãe, qualquer pai podem fazê-la na sua casa, de forma instintiva e natural: cantando canções ao bebé, acariciando-o, imaginando-o, acariciando-o no ventre, respondendo aos seus movimentos… Se os pais desejarem aprofundar o tema, podem procurar material especializado (manuais, vídeos) ou dirigirem-se a um centro de educação pré-natal.

Que método escolher?
Todos podem ser válidos, sempre que tenham como objectivo prioritário satisfazer as necessidades afectivas do bebé e não tenham fins puramente intelectuais. Potenciar o desenvolvimento da inteligência, como alguns sistemas propõem, deve ser sempre um fim secundário.

É necessária ?
É aconselhável em todos os casos e especialmente naqueles em que existe algum tipo de dificuldade com a gravidez (problemas na aceitação da maternidade, filhos não desejados, etc.). «Se uma mãe sente afastamento pelo seu bebé, é preciso que trabalhe esses sentimentos, porque caso contrário, não vai puder desfrutar da maternidade e essas emoções vão aflorar depois, com as consequências negativas que isso possa ter no posterior desenvolvimento da criança», informa a psicóloga.

Quem deve participar?
O ideal é que o pai também tome contacto com o bebé; isso faz com que se sinta muito mais envolvido na gravidez e melhora a relação familiar do casal. Se há mais filhos, também eles podem participar; se o desejarem, podem falar ao seu futuro irmão, mexer na barriga da mamã, sentir os seus pequenos pontapés…

Saiba mais sobre:
A informação foi útil? Sim / Não

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.
Autores
Drª Raquel Pires (Nutricionista - CRN-6 nº 23653)

Nutricionista Clínica - CRN-6 nº 23653

A Drª Raquel Pires é Nutricionista, Health Coach e Personal Diet, com grande experiência em atendimento em consultório e Idealizadora do Projeto ESD (Emagrecimento sem Dor).

Formação Acadêmica

- Graduada pela Universidade Santa Úrsula. - Pós Graduada em Nutrição Clínica. - Pós Graduada em Prescrição de Fitoterápicos e suplementação Nutricional Clínica e Esportiva. - Pós Graduada em Nutrição Aplicada ao Emagrecimento e Estética.

Também pode encontrar a Drª Raquel no Linkedin, Facebook e Youtube

Marcação de consultas 85-99992-2120