Estresse pode causar queda de cabelo

Revisado por Equipe Editorial a 22 outubro 2018

Dentre tantos fatores que podem desencadear a queda dos cabelos, certamente o estresse detém uma participação bem expressiva, uma vez que ele interfere na circulação do sangue no couro cabeludo, comprometendo consideravelmente a fixação dos fios. Além disso, o estresse também é responsável por ampliar a síntese de estriol, elemento que prejudica a penetração de nutrientes no couro cabeludo, afetando diretamente o desenvolvimento dos fios.

Estresse pode causar queda de cabelo

Some-se a isso a oleosidade que o estresse provoca na mesma região, criando o ambiente propício à formação de caspa, o que no futuro pode acarretar na queda dos fios.

Como evitar a queda de cabelos

Existe uma série de medidas que pode diminuir as chances do indivíduo vir a sofrer quedas acentuadas de cabelos. Essas ações visam reduzir os índices de ansiedade e estresse, contribuindo para a minimização da taxa de oleosidade no couro cabeludo.

Assim, deve-se manter os fios constantemente limpos, lavando-os diariamente. Outra medida importante é aplicar corretamente o xampu e o condicionador. Enquanto o primeiro deve entrar em contato direto com o couro cabeludo e com as raízes dos fios, em vez de priorizar a metade e as pontas dos cabelos, o segundo deve evitar as raízes, espalhando-se por toda a extensão dos fios e pontas. Em seguida, os cabelos devem ser totalmente enxaguados.

Enquanto estiverem molhados ou úmidos, os cabelos devem permanecer soltos. Além disso, é necessário que eles estejam completamente secos antes de dormir.

Por fim, ter uma alimentação equilibrada também é vital para a boa saúde capilar. Pensando nisso, vale a pena investir no leite e derivados, além da carne vermelha, ambos ricos em proteínas.

Produtos destinados a evitar a queda de cabelos

Devido à força desse segmento, a gama de produtos direcionada a evitar a queda de cabelos é bem extensa. Logo, é comum que tantos produtos e marcas causem algumas dúvidas entre os consumidores.

Dentre alguns produtos, testados e aprovados por muitos usuários, estão as Máscaras Anti-age, e Age Premium, distribuídas pelas marcas Amend, e Kerastase pelo preço médio de R$ 22,00 e R$ 160,00, respectivamente. Outras alternativas são o Silk Serum Healing Strength (L’Anza), comercializado por R$ 112,00, e o Age Defy (Pantene), disponível por R$ 55,00. Também merece menção o xampu Amplexe Hydra Balm (Adatina), que pode ser encontrado por R$ 56,00.

Todos os produtos listados são comercializados por farmácias e drogarias. Em alguns casos, principalmente em se tratando dos importados, pode ser necessário recorrer a uma loja virtual específica. Em outras situações, eles constam até em prateleiras de supermercados.

Cabe ressaltar que todos os preços indicados são aproximados.

Vitaminas para evitar a queda dos cabelos

Existem também linhas especias de vitaminas que ajudam a amenizar a queda excessiva de cabelos.

Duas das vitaminas mais utilizadas para esse fim são a Rennove Hair, e Nail Solution, ambas da marca Nutrilatina. Contudo, existem outras alternativas, como o Colágeno, distribuído pela Nutriway, e o Exímia Fortalizier, produzido pela FQM Derma.

Igualmente eficazes são as vitaminas Imecap Hari (Imecap), o produto intitulado Cabelo & Unhas (Oenobial Paris), e a Massa Capilar Antiqueda (Innéov).

Essas vitaminas podem ser encontradas contendo 30, 60, ou 90 cápsulas, quantidades determinadas por cada fabricante conforme a concentração de substâncias embutidas em cada cápsula. Os preços variam entre R$ 22,00 e R$ 115,00, aproximadamente.

A importância da dieta para evitar a queda de cabelos

A seleção adequada dos alimentos também presta uma valorosa colaboração para suavizar a queda de cabelo. Nesse caso, a orientação é reforçar o cardápio, acrescentando alimentos que sejam ótimas fontes de vitaminas C e E, presentes em boas concentrações nas amêndoas, amendoim, limão, laranja, e morango. Também é importante consumir abacaxi e abacate, ricos em magnésio, e aumentar a ingestão de ômega 3 e de ômega 6, fornecidos pelo salmão e pelas castanhas, respectivamente.

Casos específicos

Em casos mais graves, nos quais a queda dos fios atingiu níveis alarmantes, é provável que as orientações repassadas não surtam o efeito desejado. Logo, deve-se procurar atendimento médico especializado com o intuito de realizar uma radiografia do couro cabeludo e exame de sangue. Com esses dados, o médico poderá recomendar um tratamento mais preciso e direto para o problema diagnosticado.