Como fazer um exame caseiro para detectar infecção urinária

Revisado por Dr Nilo Jorge Leão Barretto (Urologista - CRM-BA 22237). Publicado em 12 de dezembro de 2018

A infecção urinária é um transtorno que aflige milhares de mulheres ao redor do mundo. Os homens também podem ser acometidos por esse tipo de infecção. No entanto, as mulheres são as maiores vítimas devido à menor distância entre a uretra e o ânus.

Vale lembrar que as infecções do trato urinário acontecem pela ação das bactérias que habitam o intestino. Por isso, o encurtamento dessa distância é tão determinante para a grande incidência dessas infecções nas mulheres.

Naturalmente, o diagnóstico da infecção do trato urinário é confirmado em consultório clínico. Mas você sabia que também existem testes caseiros que ajudam a tirar essa dúvida?

Além de exibir o resultado após breves minutos, esses testes podem ser executados a qualquer momento. Isso é possível devido à simplicidade do método, que consiste no uso de uma pequena tira. Essa tira deve ser mergulhada na urina da mulher infectada.

Contudo, a ida ao consultório médico é insubstituível. O exame laboratorial é substancial para que o tipo de bactéria seja identificado. Essa informação é vital para que o médico possa prescrever o antibiótico mais apropriado para aquele caso.

A praticidade do exame caseiro é bem-vinda porque ajuda a mulher a esclarecer uma dúvida inicial sobre a infecção suspeita. Após a realização do exame em casa, fica mais fácil saber se a ida ao médico é realmente necessária. Por isso, conheça os sinais indicadores de uma infecção urinária em: Sintomas de infecção urinária.

Como fazer o exame de urina de farmácia

Esse exame é concluído após algumas breves etapas. Confira cada uma delas na sequência:

Exame Caseiro Para Infecção Urinária

  • 1 – Separe um recipiente de plástico completamente limpo (pode ser um copo descartável) e urine dentro dele;
  • 2 – Mergulhe a tira do teste no recipiente durante apenas 1 segundo. Passado esse intervalo, retire a tira imediatamente;
  • 3 – Espere a tira secar completamente (após aproximadamente 2 minutos);
  • 4 – Compare as cores da tira com a tabela de cores contida no rótulo da embalagem do produto de testes (como mostra a imagem abaixo).

Interpretar Os Resultados Do Exame Caseiro Para Infecção Urinária

Todo esse procedimento deve ser efetuado após uma leitura atenta das instruções disponibilizadas pelo fabricante. As recomendações de cada teste podem oscilar de um fabricante para outro.

É preciso respeitar todas as orientações — com atenção especial ao tempo em que a tira deve secar antes de se comparar os resultados com as cores da tabela.

Outro cuidado se refere à área vaginal, a qual deve estar bem limpa. Além disso, a mulher deve descartar a primeira urina. Somente o segundo jato deve ser coletado para a amostra de teste. Após a conclusão do teste, a amostra deve ser descartada no lixo apropriado.

Como entender os resultados do teste

Um ponto que pode confundir algumas pessoas diz respeito à interpretação do teste. Aquela tabela (mencionada anteriormente) contém diversas escalas de cores.

Cada tonalidade representa um dos compostos que podem ser encontrados na urina. Quando há uma infecção urinária, os padrões de cores desses elementos sofrem uma variação.

Que substâncias o exame pode detectar?

Exame Caseiro Para Infecção Urinária

As substâncias que podem ser verificadas através do teste incluem:

  • Valor do pH (medida da acidez da urina. Os valores normais, dependendo da dieta, variam entre 5 a 7, em que valores abaixo de 5 são muito ácidos e valores acima de 7 não são suficientemente ácidos)
  • Proteína (geralmente não encontrada na urina)
  • Açúcar (glicose, geralmente não encontrado na urina)
  • Nitrito (geralmente não encontrado na urina)
  • Cetonas (um produto metabólico, geralmente não encontrado na urina)
  • Bilirrubina (produto de degradação da hemoglobina, geralmente não encontrado na urina)
  • Urobilinogênio (produto de degradação da bilirrubina, geralmente não encontrado na urina)
  • Glóbulos vermelhos (eritrócitos, geralmente não encontrados na urina)
  • Glóbulos brancos (leucócitos, geralmente não encontrados na urina)

O que dizem os resultados?

O valor do pH, por exemplo, pode ser usado para descobrir se há um risco aumentado de desenvolvimento de cálculos urinários. Esse é o caso se o pH for muito ácido (se o valor for inferior a 5). Um valor de pH acima de 7 pode ser um sinal de uma infecção bacteriana do trato urinário.

Os níveis elevados de proteína podem ser um sinal de nefrite (inflamação dos rins). As cetonas e o açúcar na urina são sinais de açúcar elevado no sangue. Os leucócitos ou os nitritos podem ser um sinal de infecção bacteriana.

No caso de infecção urinária, as cores equivalentes aos nitritos, pH, sangue e glóbulos brancos divergem da sequência padrão. Essas mudanças, entretanto, não acontecem necessariamente de forma simultânea. Deve-se considerar outro importante fator: a densidade de cada cor. Isso porque o nível de gravidade da infecção urinária é diretamente proporcional à intensidade das cores.

Há a possibilidade de que as modificações das cores da tira apareçam somente nas laterais dos campos (alguns pequenos quadrados). Esse tipo de resultado não tem validade. O mesmo se aplica a uma conferência realizada depois do tempo informado pelo fabricante.

O que fazer se os resultados tiverem alterados

Se a mulher seguir corretamente as instruções e a tira do teste exibir cores mais intensas do que o padrão, ela deve marcar uma consulta com um urologista. Este é o profissional especializado em infecções do trato urinário.

Caso a referida infecção realmente se confirme, o profissional indicará um antibiótico eficaz no combate das bactérias causadoras do problema. Simultaneamente ao tratamento, é recomendado o consumo diário de um generoso volume de água.

A infecção urinária é um mal que tira a tranquilidade da vida de muitas mulheres. Na maioria dos casos, é possível tratar a infecção de um modo bem efetivo. Se houver negligência, as bactérias podem acessar a bexiga e, em última instância, os rins. Os casos que envolvem os rins são mais raros, mas servem de alerta para a importância de tratar a infecção urinária o quanto antes. Afinal, as consequências podem ser graves, como a própria morte da paciente.

A informação foi útil? Sim / Não

Ajude-nos a melhorar a informação do Educar Saúde.

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.

Referências

Understanding urine tests – Informed Health Online – NCBI
https://www.ncbi.nlm.nih.gov/books/NBK279350/

Autores
Dr Nilo Jorge Leão Barretto (Urologista - CRM-BA 22237)

Urologista - CRM-BA 22237

Consultar > Currículo Lattes.

O Dr. Nilo Jorge é Graduado em Medicina pela Escola Bahiana de Medicina e Saúde Publica- 2010. Além disso possui:

- Especialização em Urologia e Cirurgia Geral na Universidade de São Paulo – 2013/2015.

- Título de especialista em Especialização em Fellowship em UroOncologia, Laparoscopia e Cirurgia Robótica.

Fundação Antônio Prudente- AC Camargo Câncer Center, AC CAMARGO, Brasil.

Título: Cirurgias Laparoscópicas e Robótica em Urologia. - Orientador: Dr. Gustavo Cardoso Guimarães – 2017.

- Coordenador do Núcleo de Uro-Oncologia do Hospital Santo Antônio- Obras Sociais Irmã Dulce. Preceptor do núcleo de Urologia do Hospital São Rafael. Uro-oncologista do Grupo OncoClinicas do Brasil e sócio do grupo Uroclinica da Bahia.

Membro titular da Sociedade Brasileira de Urologia, cirurgião geral e urologista pela Universidade de São Paulo (USP- RP). Fellowship em Uro oncologia, laparoscopia e cirurgia robótica no AC Camargo Câncer Center.

Cirurgião robótico certificado pela Intuitive/Strattner. "International Member" da European Association of Urology (EAU) e da "American Urological Association" (AUA). Possui trabalhos publicados em congressos, periódicos e livros em Urologia.

Endereço: Rua Anita Garibaldi, 1815 CME Federação, Salvador/BA - Telefone: (70) 3235-0867 / 2626-3030

Também pode encontrar o Dr. Nilo Jorge na sua página www.nilojorge-leaobarretto.com, ou no Linkedin e Instagram.

Última atualização da página em 15/12/18