Fator RH

Revisado por Reinaldo Rodrigues (Enfermeiro - Coren nº 491692) a 12 dezembro 2018

O fator Rh (factor Rhesus), é a base do sistema Rh de grupos sanguíneos, que é independente do sistema AB0. O factor Rh foi descoberto no sangue do macaco Rhesus. Oitenta e cinco por cento da população é Rh positivo. As pessoas sem factor Rh, são Rh negativo. Se fizer uma transfusão de sangue Rh positivo para uma pessoa Rh negativo formam-se anti corpos rhesus (aglutininas). Não há qualquer reacção adversa da primeira vez que isso ocorre. Mas em transfusões subsequentes de sangue Rh positivo resultará uma reacção à transfusão em que os glóbulos vermelhos da pessoas com Rh negativo serão destruídos. Por esse motivo é essencial que o sangue seja agrupado por grupos A, B, 0 e fatores Rh antes de se efectuar uma transfusão.

A doença hemolítica do recém-nascido resulta de uma incompatibilidade de um bebé Rh positivo com uma mãe Rh negativo. Assim que souber que está grávida deve fazer uma análise ao sangue para determinar (entre outras coisas) qual o seu grupo sanguíneo. Deverá saber também qual o grupo sanguíneo do pai do bebé. Caso haja uma incompatibilidade entre o sangue da mãe o sangue do pai, é possível que exista a mesma incompatibilidade entre o sangue da mãe e o sangue do bebé.

Caso não seja detectado este problema, e caso se confirme a incompatibilidade, o bebé poderá apresentar-se anémico ou ter icterícia, em casos mais graves podem surgir lesões cerebrais e poderá mesmo ocorrer a morte. Os bebés com este tipo de problema recebem pelo menos uma (podendo por vezes ir até três) transfusões, em que todo o sangue Rh positivo do organismo é substituído por sangue Rh negativo. Em casos especiais esta transfusão pode ser feita antes do nascimento, embora seja raro.

A ocorrência deste tipo de problemas é raro num primeiro filho, uma vez que a placenta ainda tem elasticidade, não deixando que haja qualquer contacto entre o sangue da mãe e o sangue do bebé.

Após a análise ao sangue, e caso haja uma mãe com Rh negativo e um pai com Rh positivo, deverá a mãe levar uma injecção de gamaglobolina durante a gravidez (cerca das 28 semanas) e novamente logo após o parto. Esta injecção impede o desenvolvimento de anticorpos na maioria das mães e reduz o risco de doença hemolítica no bebé.

A injecção de gamaglobolina deve ser dada em todas as gravidezes. Caso numa primeira gravidez não tenha havido este tipo de procedimento, injecções subsequentes não serão eficazes.

Ler também:

–  O fator Rh. Como afecta o bebé?