Filho único

Revisado por Equipe Editorial a 13 janeiro 2018

Se tem muitos irmãos, talvez saiba o que significa crescer no seio de uma família numerosa, nomeadamente disputar a atenção dos pais exaustos e competir com os seus irmãos para que lhe encham mais o prato à mesa. Talvez pense que lhe falta a calma e a atenção total de que um filho único beneficia. Pense melhor – à medida que vai envelhecendo, o «papel protector» da família numerosa faz-se sentir e as vantagens de ter muita gente à sua volta começam a revelar-se.

Os cientistas descobriram que os avós que têm poucos irmãos vivem menos do que aqueles que têm muitos; ser filho único pode custar-lhe cinco anos de esperança de vida. Se for pai e tiver muitos filhos, verificará que o efeito é semelhante: talvez eles o desgastem quando é jovem, mas acabam por ajudá-lo a continuar a viver.