Finasterida

Revisado por Equipe Editorial a 13 janeiro 2018

Finasterida – Mitos e Verdades do Tratamento que Promete Excelentes Resultados na Queda de Cabelo.

A finasterida representa, não só um dos mais populares, como também um dos mais renomados medicamentos utilizados no combate à calvície. Apesar de ser conhecido como um dos pouquíssimos medicamentos existentes verdadeiramente capazes de surtir resultados positivos na diminuição dos níveis de queda de cabelo em pessoas que estejam a perdê-lo definitivamente, existe ainda muita desinformação relativamente à natureza deste produto, que tão concorrido se te vindo a revelar por todos aqueles que sofrem de problemas de queda de cabelo.

Ler: Preço da Finasterida

Apesar de todas as vantagens que poderão ser alcançadas através da utilização deste medicamento, existem, também, alguns contras, e por isso é importante que antes de tomar a decisão de iniciar um tratamento à base de Finasterida desenvolva um bom conhecimento relativamente às principais características deste produto.

Apesar de ser particularmente utilizado no tratamento da queda de cabelo, a Finasterida foi, inicialmente, desenvolvida com o intuito de tratar os pacientes hiperplasia prostática, condição caracterizada pelo aumento da próstata, o que resulta no desenvolvimento de dificuldade em urinar. No entanto, o facto de muitos dos pacientes terem começado a verificar um crescimento acentuado dos seus próprios cabelos chamou a atenção da industria farmaceutica, que a partir daí começou a apostar no estudo desta substância, desenvolvendo-a posteriormente como um poderoso medicamento destinado ao combate à calvície.

Ler: Implante Capilar

A finasterida só pode ser utilizada pelos Homens?

A finasterida deverá apenas ser utilizada por indivíduos do sexo masculino. Sendo que é um medicamento direccionado para o combate à calvice hereditária, a Finasterida actua no sentido de inibir a 5-alfa-redutase, enzima que converte a testosterona em dihidrotestosterona, o que ajudará a prevenir eficazmente a queda de cabelo.

Na própria embalagem do medicamento constam informações que desaconselham a utilização do mesmo por parte de Mulheres, principalmente grávidas, na medida em que tal poderia dar origem a sérios problemas durante a gravidez, susceptíveis, não só de afectar a saúde do feto, como também de dar origem à interrupção da própria gravidez.

E qual é a correlação da tal enzima com a queda de cabelo?

Quando tomada regularmente, a Finasterida contribuirá para a diminuição dos níveis de DHT, que mais não é do que uma hormona responsável pela miniaturização dos folículos pilosos, que dessa forma contribui para a queda de cabelo. Ao diminuir a produção desta hormona, a Finasterida evita assim o enfraquecimento dos folículos e, consequentemente, a queda de cabelo.

É verdade que a Finasterida pode causar impotência sexual?

Segundo os estudos clínicos efectuados, não existe qualquer tipo de indicação de que este medicamento possa, de uma forma verdadeiramente expressiva, vir a causar impotência sexual. Dos estudos efectuados em 945 Homens, apenas 1.3% apresentou algum problema de disfunção eréctil, pelo que, é seguro afirmar que as probabilidades de desenvolvimento de tal anomalia através da utilização deste medicamento são extremamente baixas.

Este medicamento pode ser tomado livremente?

De forma alguma! Para que os melhores resultados possam ser obtidos, e para que complicações de saúde possam ser evitadas, é de extrema importância que a utilização deste medicamento se faça acompanhar da devida orientação médica, pois as instruções referentes à sua sua administração poderão variar significativamente consoante a sua idade e condição física.

Nunca tome este medicamento sem que o mesmo o lhe seja primeiro receitado por um profissional da saúde, pois só assim saberá que estará a tomá-lo com total segurança, e não afectará assim negativamente a sua saúde, seja de que forma for.

Ler Também