Fístula arteriovenosa

Revisado por Equipe Editorial a 13 janeiro 2018

A fístula arteriovenosa dural é uma comunicação anormal existentes na dura-máter que representa cerca de 10 a 15 % das malformações vasculares intracranianas tendo diferentes graus de gravidade consoante a sua localização e tipo de drenagem venosa. A repercussão oftálmológica aparece quando a drenagem venosa se faz para as veias oftalmicas ou também dependendo do tipo de aporte arterial. Diferentes alternativas terapêuticas por via endovascular existem nomeadamente com utilização de partículas, cola ou coils destacáveis.