-->Fraturas Invisíveis ao Raio X - Educar Saúde

Fraturas Invisíveis ao Raio X

Publicado em 08/06/2010. Revisado por Reinaldo Rodrigues (Enfermeiro - Coren nº 491692) a 12 dezembro 2018

Fraturas Invisíveis ao Raio X – Saiba mais sobre as fraturas que não são detectadas pelo exame radiológico e entenda o porquê

Para detectar fraturas, um dos procedimentos mais utilizados pelos especialistas é o exame radiológico, o famoso Raio X. Mas, você sabia que há determinadas lesões que, inicialmente, não são detectadas por ele?

Segundo o ortopedista e chefe do Grupo de Ortopedia e Traumatologia Pediátrica da Santa Casa de São Paulo, Miguel Akkari, estas fraturas são chamadas de incompletas, pois geralmente não envolvem o desvio da posição óssea – o que explica o fato do problema não estar visível na radiografia.

Enquanto em alguns casos a fratura pode ter um desenvolvimento positivo e não causar maiores problemas, em outros a situação pode se complicar, levando aos desvios ósseos. “Por isso, é importante ficar atento aos sintomas”, alerta Akkari.

De acordo com o especialista, esse tipo de lesão é mais comum entre crianças e idosos. No caso dos pequenos, elas localizam-se mais nas regiões do punho, cotovelo ou nas proximidades das cartilagens de crescimento. Já entre a Terceira Idade, a região do quadril é a mais afetada. Para identificar quando uma fratura incompleta pode ter se agravado, Akkari dá uma dica: “Se a dor continuar e não diminuir de intensidade, procure um médico para realizar uma segunda avaliação. Muitas vezes, a fratura que não apareceu no primeiro Raio X surge em um segundo exame, realizado dias depois”, esclarece.

Saiba mais sobre:
A informação foi útil? Sim / Não

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.
Autores
Reinaldo Rodrigues (Enfermeiro - Coren nº 491692)

Enfermeiro - Coren nº 491692

O Reinaldo Rodrigues formou-se em agosto de 2016, pela Universidade Padre Anchieta, em Jundiai. Fez curso de especialização em APH (Atendimento Pré-Hospitalar), pela escola 22Brasil Treinamentos, em Barueri, curso de 200 horas práticas, com foco em acidentes de trânsito.

Trabalha como Cuidador de Idosos há 5 anos, e possui experiência em aspiração de vias aéreas, banho de aspersão, curativos, tratamento e prevenção de Lesão por Pressão, gerenciamento de Equipe de cuidadores com elaboração de escalas. Treinamento e acompanhamento de cuidadores nas casas dos pacientes.

Também pode encontrar o Reinaldo no Linkedin.