Glândulas Sudoríparas

Revisado por Reinaldo Rodrigues (Enfermeiro - Coren nº 491692) a 14 dezembro 2018

As glândulas sudoríparas são encontradas por toda a superfície do corpo, exceto às bordas dos lábios, no pavilhão auricular, à superfície interna do prepúcio e da glande. São mais numerosas nas palmas das mãos e plantas dos pés, sendo as únicas glândulas encontradas nessas áreas.

O ducto excretor descreve curso reto ou oblíquo através da derme, penetrando na epiderme entre duas papilas. As glândulas sudoríparas particularmente grandes são encontradas nas axilas, aréola mamária, lábios maiores e região perianal. Produzem uma secreção mais espessa do que o suor formado pelas glândulas maiores.

O suor secretado por esta glândula é um líquido extremamente fluido, que contém pouquíssimas proteínas, além de sódio, potássio, cloretos, uréia, amônia e ácido úrico. As glândulas sudoríparas secretam por método apócrino, isto é, pela ruptura de porções de suas extremidades apicais. É uma designação útil para as glândulas, apesar do fato de haver mais polêmica agora quanto ao seu processo exato de secreção (BAILEY et al, 1973).