Gravidez: À beira de um ataque de nervos

Revisado por Equipe Editorial a 13 janeiro 2018

A gravidez, tal como os primeiros meses com o bebé, pode considerar-se uma época crítica para o casal.

Do ponto de vista do homem, durante os primeiros dois ou três meses, aparentemente, não sucede nada, pois nem sequer se nota que a mulher está à espera de bebê.

Infecção Do Trato Urinário Na Gravidez

Mas para ela nada é como dantes. A revolução hormonal dentro do seu organismo afecta tanto o seu estômago como o seu estado de ânimo.

Seria estranho que o seu comportamento fosse o mesmo de sempre. Os últimos meses podem, de igual modo, trazer tensões e mal-entendidos.

A mulher está cansada e vê-se pouco atractiva. Sente-se fatigada e está com os nervos à flor da pele.

«Eu já sabia que ela iria mudar, tanto por dentro como por fora, era algo esperado. Inclusivamente achei o seu aspecto atractivo.

Mas, emocionalmente, retirou-se cada vez mais para um mundo interior, do qual eu estava excluído. Às vezes, nem lhe apetecia falar comigo e, muito menos, ter relações sexuais», conta Júlio R., um dos entrevistados.

Conheça os Perigos da Cafeína para a saúde do Bebê quando consumida durante a gravidez

Partilhar ideias é o melhor

Caso seja possível, convém que os homens falem com um amigo que tenha passado pela mesma situação. Falar desanuvia, mesmo que não recebam outro conselho para além de «bem, sabes que está grávida» ou «são coisas de mulher».

Efectivamente, uma gravidez é mais uma coisa de mulheres do que de homens. São elas que suportam o bebé e que lhe dão a vida. Mas, emocionalmente, o futuro pai também está grávido.

Por isso, o seu papel não consiste apenas em aguentar as constantes mudanças de ânimo da sua mulher, mas também decidir e opinar.

Pode expressar, caso sinta, que preferia ter primeiro um menino ou mesmo que ainda não decidiu se assistirá ou não ao parto. Será bem melhor dialogar do que ficar calado por excesso de consideração.

Qualquer futura mãe deseja ter ao seu lado um homem decidido, que seja um verdadeiro apoio e uma segurança para ela e para o bebé. Por mais que seja emancipada noutras áreas, esta é uma das poucas ocasiões em que lhe agrada a protecção de um homem.

Os futuros pais sentem-se muito emocionados quando, ao colocarem as mãos sobre o ventre da mulher, notam pela primeira vez o bebé a mexer-se.

Em seguida as ecografias: primeiro as batidas de um coração pequeno e, finalmente, todo o bebé a mexer-se ou a chuchar num dedo.

Mesmo que o futuro pai não possa acompanhar a mulher a todos as consultas, as entrevistas para a ecografia deveriam ser sagradas.

Alguns homens fotografam o ventre da mulher a partir de vários ângulos, outros trazem, de vez em quando, um casaquinho ou umas botinhas de lã.

Os mais corajosos, que não temem em fazer papel ridículo (porque não o é), começam já a falar com o bebé ou mesmo a cantar-lhe uma canção de embalar.

» Saiba se É Seguro Ter Sexo Durante a Gravidez