Hábitos alimentares correctos nas crianças

Revisado por Reinaldo Rodrigues (Enfermeiro - Coren nº 491692) a 14 dezembro 2018

É de pequenino que se torce o pepino. Daí a importância de se incutir desde cedo hábitos alimentares correctos nas crianças. Descubra como usar o forno e a grelha como aliados!

O alerta há muito se faz ouvir. Os hábitos alimentares têm vindo a mudar, cada vez mais comemos produtos demasiado ricos em gorduras e açúcares, o que se reflecte num comprovado aumento da obesidade. Um panorama nada animador que é necessário alterar. Há que se começar em casa e o quanto antes, pois é em pequenos que adquirimos a maioria dos hábitos que nos acompanham pela vida fora.

Apetitoso sem esforço

Levar os seus filhos a comer melhor (leia-se qualidade e não quantidade) desde tenra idade é mais fácil do que se pensa. O forno é um dos seus principais aliados:

Simplicidade

Preparar um prato completo e equilibrado em termos de nutrientes, que seja simultaneamente saboroso não requer nem grande esforço nem grande sabedoria. Regra geral, basta temperar, pôr numa assadeira e pô-la no forno. Um fio de azeite é suficiente para não se pegar ao fundo. Não se perde em sabor e ganha-se em saúde.

Equilíbrio

Assar alimentos no forno permite reduzir significativamente o teor de gordura das refeições, desde que o molho não seja utilizado. No caso das aves convém golpear-lhes a pele. As peças de carne têm ainda outra vantagem: as sobras podem ser utilizadas em sanduíches para o lanche da escola, uma opção preferível aos produtos saturados em gorduras e açúcares.

Versatilidade

Já que ligou o forno, por que não uma salada de frutos tropicais cozinhada em papillotes ou uma sempre bem-vinda maçã assada? E como é dos mais pequenos que falamos, saiba que é possível dar-lhes batatas “fritas” no forno sem fritadeira nem óleo. Encontra-as congeladas ou pode prepará-las de raiz em casa.

Grelhados de interior

Viver num apartamento já não é desculpa para não se desfrutar de grelhados.

No forno

Acessório incorporado na maioria dos fornos actuais, o grelhador permite novos sabores na ementa diária da família com a grande vantagem de reduzir a quase totalidade do cheiro e fumo desagradáveis na cozinha e nas casas dos vizinhos. Tal como no caso dos assados, a carne e peixe perdem parcialmente a sua gordura natural, o que em termos calóricos e mesmo cardiovasculares é benéfico. Fruta e legumes adquirem também nuances de sabor a não desprezar.

À mesa

As pedras eléctricas ou grelhadores “sem fumo” proporcionam igualmente uma alimentação mais sã, com reduzido teor de gorduras – atenção, porém, aos molhos. Como podem ser levados para a mesa, permitem alegres churrascadas, com a vantagem adicional de prolongarem o convívio familiar. Hambúrgueres e salsichas (de carne branca, preferencialmente), cubos de peixe, queijo e tomate-cereja têm sucesso garantido junto os mais pequenos.