Dicas para uma Higiene Oral Perfeita

Já sabe da importância de lavar os dentes, no mínimo, duas vezes por dia. Parece-lhe suficiente para preservar a saúde oral? Pois, não é.

Fique a saber tudo o que precisa para ter dentes sãos. Dedique alguns minutos diários à higiene da sua boca e garanta a beleza do seu sorriso.

A escova

Este é um dos elementos chave da higiene oral, sem o qual a tarefa de limpar correctamente os dentes seria bem mais difícil de cumprir. Para uma boa higiene oral é preciso uma boa escova.

Neste campo, a escolha não é fácil, já que existe uma grande variedade de escovas no mercado: grandes, pequenas, flexíveis, com bonecos, fluorescentes…

Mas mais importante que o papel decorativo que assumirá na sua casa de banho é se desempenhará bem o seu objectivo.

A textura deve ser suave para que não agrida os dentes e as gengivas.

Se a escova tiver uma cabeça pequena, será mais simples alcançar as partes mais difíceis. Não se esqueça de trocar com frequência de escova, a cada três meses será suficiente.

Os dentífricos

Além da função de lavar os dentes, os dentífricos protegem da cárie.

Como há uma grande variedade de pastas com fórmulas diferentes, é importante escolher a mais indicada para o seu caso.

Atualmente, quase todos os dentífricos incluem flúor na sua composição.

Este elemento torna o esmalte dos dentes (a parte mais dura do nosso corpo) mais resistente à cárie.

Alguns dentífricos são compostos por um agente antibacteriano (triclosan) que combate a formação de placa bacteriana.

Existem também pastas anti-tártaro que se destinam exactamente a prevenir a formação de tártaro. Há ainda um outro tipo de dentífricos, os branqueadores, que têm por objectivo remover as manchas e o escurecimento provocado pelo tabaco e pelo consumo de café.

Pode ainda complementar a sua higiene oral com elixires pré e pós escovagem que ajudam a combater a placa bacteriana e também a cárie, no caso de terem flúor na sua composição.

Dentes doentes?

A dificuldade que por vezes existe em detectar as doenças periodontais prende-se com o facto de, na maior parte dos casos, não existir qualquer dor ou incómodo. Por isso, esteja atenta.

Mau hálito

O mau hálito pode ser a indicação de que tem algum problema de dentes (cárie, placa bacteriana ou periodontite).

Normalmente são as bactérias que existem na boca que provocam um cheiro desagradável.

Neste caso, deverá consultar o seu médico e seguir uma higiene oral adequada para resolver estes problemas. Em cerca de 85 por cento dos casos, o mau hálito é provocado por uma higiene oral incorrecta.

Placa bacteriana

Diariamente cria-se uma camada de bactérias na superfície dos dentes que, juntamente com os restos alimentares e a saliva, dão origem à placa bacteriana.

Este é o problema que está frequentemente na origem de cárie, tártaro e outras doenças das gengivas. O uso regular de um dentífrico antibacteriano com flúor reduz o risco da formação de placa bacteriana.

Conheça » 18 Remédios Caseiros para Remover o Tártaro e a Placa Bacteriana dos Dentes em Minutos

Gengivite

É uma inflamação da gengiva. A gengiva fica vermelha, inchada e pode haver hemorragia. Se as gengivas sangrarem enquanto lava os dentes, deve consultar o seu dentista. Muitas vezes estas infecções passam despercebidas porque não causam qualquer incómodo.

Cárie

Os ácidos produzidos pela placa bacteriana destroem o esmalte dos dentes. Ou seja, a cárie provoca a destruição dos dentes.

Se for tratada numa fase inicial da doença, não constituirá um problema grave mas, em casos mais adiantados, pode ser necessário remover os tecidos destruídos e preencher um espaço com uma obturação ou proceder à desvitalização do dente.

Em último caso, será necessário extrair o dente.

Periodontite

Uma doença crónica que pode levar à perda dos dentes. Afecta os tecidos e destrói irreversivelmente o osso e os ligamentos que suportam os dentes.

Se não recorrer a tratamento médico, os dentes acabam por cair. Também esta doença não costuma causar dor.

Tártaro

Se a placa bacteriana não for removida, acaba por endurecer e dar origem ao tártaro. Só o seu dentista ou higienista poderá remover o tártaro eficazmente.

Conselhos úteis

Evite consumir açúcares entre as refeições;

Evite bebidas muito frias ou muito quentes. Se sentir dor quando ingere este tipo de bebidas pode ser sinal de algum problema;

Faça uma alimentação saudável e evite o consumo de doces entre as refeições. Se o fizer, escove os dentes logo de seguida;

Entre o final da refeição e a escovagem não devem passar mais de 15 minutos;

Substitua a escova de três em três meses;

Visite o seu dentista de seis em seis meses.

Tem a certeza que sabe lavar os dentes?

Já está farta que lhe digam como escovar os dentes, mesmo assim, vale a pena insistir. Escove-os, no mínimo, duas vezes por dia e prefira dentífricos com flúor.

Escove todas as superfícies em movimentos curtos na horizontal e em circular e faça-o durante cerca de três minutos.

Use o fio dentário pelo menos uma vez por dia para que o espaço entre os dentes fique bem limpo. Esta é a forma mais eficaz de remover a placa bacteriana.

Se usar apenas a escova de dentes, estará a fazer apenas 50% da limpeza necessária. Além dos dentes, deve escovar também a língua porque é neste músculo que se acumula uma grande quantidade de bactérias e resíduos de alimentos.

A escovagem dos dentes deve demorar cerca de três minutos e ser seguida pelo uso do fio dental, fundamental para a prevenção do aparecimento de tártaro.

O que fazer a dentes manchados?

Existe um tipo de pastas que não altera a cor natural dos dentes e ajuda a remover as manchas provocadas pelo café e pelo tabaco.

No entanto, um estudo elaborado recentemente pela Deco, alerta para o facto de algumas destas pastas branqueadoras serem demasiado abrasivas. Estas pastas branqueiam os dentes mas também os desgastam.

Convém recordar que a cor natural dos dentes não é totalmente branca, do tipo actor de cinema. É que nestes casos, aqueles lindos dentes brancos são conseguidos artificialmente, através de um tratamento feito pelo dentista.

O estudo da Deco indica o Theramed Dentes Brancos e o Yotuel Classic Dentífrico branqueador como os produtos de maior qualidade.

Tamanho infantil

Os cuidados com a higiene oral devem começar o mais cedo possível e não apenas quando surge a primeira dentição.

Habitue o seu filho a lavar os dentes no mínimo duas vezes por dia.

O ideal será escová-los depois das refeições e antes de dormir. Deve escolher uma escova adequada à idade da criança e deve acompanhá-la durante esta tarefa, pois por vezes têm alguma dificuldade em realizá-la sozinhas.

Até aos três anos deve lavar os dentes do seu filho apenas com uma escova macia e sem utilizar pasta dentífrica.

Depois desta idade, já deverá conseguir fazê-lo sozinho.

Nesta altura já poderá utilizar pasta, mas em pequenas quantidades – o equivalente a uma ervilha será suficiente.

Não se esqueça de verificar que a criança não engoliu a espuma.

Descubra realmente se o Fluoreto Faz Mal à Saúde