Lábios vaginais muito grandes: É normal? o que fazer para reduzir?

A hipertrofia labial é o termo médico usado para quando um ou ambos ou lábios vaginais são ou ficam maiores que o normal. Entenda que, é normal a mulher ter os lábios vaginais alongados, não sendo um motivo de preocupação, Ok? Apenas fique atenta para conhecer os possíveis efeitos colaterais, o que causa essa hipertrofia, e como a tratar da melhor forma.

São muitas as mulheres que nascem com os lábios grandes e assimétricos e não experimentam qualquer sintoma negativo. No entanto, quando necessário, existem cirurgias indicadas para reduzir com segurança a forma dos lábios.

É normal os lábios vaginais crescerem muito?

A Hipertrofia Dos Lábios Vaginais é Normal

Os lábios variam em forma e tamanho de mulher para mulher. Eles são necessários para proteger o interior da vagina e o clitóris contra a fricção, o impacto e possíveis danos. Muitas vezes são assimétricos, sendo normal que cada lado tenha a sua própria forma. (Clique para ver a Imagem).

O lado externo da vagina – chamado de vulva, contém:

  • os grandes lábios ou lábios externos;
  • os pequenos lábios ou lábios internos.

A hipertrofia labial pode ocorrer em ambos, no entanto, afeta principalmente os pequenos lábios, por ficarem mais expostos, o que muitas mulheres detestam.

É preciso entender que a hipertrofia labial é inofensiva. Não afeta a saúde sexual e não significa que a mulher tenha alguma condição de saúde subjacente.

Efeitos colaterais da hipertrofia dos lábios vaginais

A maioria das mulheres não experimenta sintomas ou efeitos colaterais. Em outras, os lábios aumentados podem causar desconforto ou colocá-las em risco para outros problemas. Os possíveis efeitos colaterais incluem:

Desconforto ou irritação

Lábios Aumentados Podem Causar Desconforto Ao Pedalar

Os lábios são extremamente sensíveis, sendo que, quanto mais longos, mais irritados podem ficar.

As mulheres com lábios vaginais muito grandes podem sentir desconforto ao realizar algumas atividades físicas que adicionam atrito ou pressão na região, como andar a cavalo ou andar de bicicleta, ou até experienciar dor durante a relação.

Em outros casos, a própria roupa interior, causa irritação persistente na região.

Mantenha uma boa higiene íntima

Uma mulher com hipertrofia labial geralmente tem dobras de pele adicionais em redor da vulva. O que torna especialmente importante uma boa higiene no local, uma vez que existem locais adicionais para as bactérias ficarem presas.

A mulher deve também ter sempre o cuidado de lavar as mãos antes de tocar na região para evitar a transmissão de bactérias. É também importante lavar bem a área quando ela fica irritada ou causa coceira.

A higiene incorreta pode tornar a mulher mais suscetível a crescimentos bacterianos e infecções fúngicas.

Causas

Não existe uma razão direta para o crescimento anormal dos lábios vaginais. Os médicos vêem-na como uma alteração natural no corpo. Assim como os seios apresentam assimetrias (não têm o mesmo tamanho), as diferenças estética da vagina ocorrem pelo mesmo motivo.

Algumas mulheres já nascem predispostas para o desenvolvimento de lábios vaginais maiores, enquanto em outras este desenvolvimento ocorre com o tempo, devido a alterações hormonais.

Em outros casos, ocorre quando a adolescente passa pela puberdade. Depois existem também as mulheres que verificam esse crescimento após a gravidez.

Diagnóstico

Identificar a hipertrofia labial é um processo simples. Geralmente o ginecologista consegue detetar a hipertrofia através de um exame físico.

Tratamento

Na maioria dos casos, a mulher não necessita de tratamento. No entanto, quando a hipertrofia causa desconforto físico ou psicológico, existem algumas opções de tratamento, que incluem:

Mudanças no estilo de vida

Mulher Lavando Roupa íntima De Algodão

O uso de roupas íntimas de algodão folgadas pode ajudar a evitar o desconforto em redor dos lábios. Algumas mulheres com a hipertrofia notam uma melhoria no desconforto ao abandonarem o uso de roupas apertadas, pois evitam o atrito desnecessário na região.

O uso de tecidos naturais, como algodão ou linho, também ajuda a melhorar o fluxo de ar no local.

Para reduzir a irritação e controlar os sintomas no local estão disponíveis algumas pomadas tópicas que podem ser receitadas pelo médico.

Outras dicas para ajudar a controlar os sintomas incluem:

Use apenas tampões naturais ou absorventes sem perfume, para evitar ingredientes ou produtos químicos adicionais.

Use uma almofada de proteção ou um assento almofadado ao realizar atividades físicas que possam irritar os lábios vaginais, como andar de bicicleta.

Pratique uma boa higiene íntima usando sempre um sabonete hipoalergênico que não contenha produtos químicos ou perfumes.

Cirurgias indicadas

Em alguns casos existe a possibilidade ou necessidade da mulher realizar uma cirurgia para reduzir o tamanho dos lábios vaginais. O procedimento indicado para estes casos é a labioplastia.

Para saber mais sobre o procedimento consulte o artigo Indicações da Labioplastia: Preço, Resultados e Contra Indicações.

A labioplastia geralmente é realizada por razões estéticas e envolve a remoção do excesso de pele e a remodelação dos lábios, objetivando um resultado final mais simétrico. A cirurgia geralmente requer anestesia geral.

Os possíveis efeitos colaterais da cirurgia incluem o desenvolvimento de hematomas ou inchaço na vulva, durante o processo de cura.

Nesta fase, a vulva estará muito delicada, sendo necessário um cuidado extra para manter a região limpa, seca e evitar possíveis infecções ou sangramentos.

Durante a recuperação a mulher também será instruída a evitar atritos no local e fazer uso de roupas soltas.

Seja qual for a cirurgia, ela acarreta sempre alguns riscos, como reações à anestesia ou desenvolvimento de tecido cicatricial.

A paciente apenas poderá retomar a atividade física e sexual após instrução médica.

A labioplastia é segura em adolescentes?

O procedimento também pode ser realizado em adolescentes que estão a passar pela puberdade e começaram a desenvolver a hipertrofia. No entanto, e uma vez que os lábios nesta fase ainda podem estar em estágio de crescimento, geralmente recomenda-se que a adolescente aguarde até depois da puberdade.

Conclusão

É comum algumas mulheres terem os lábios vaginais muito grandes e, em muitos casos, não causa efeitos colaterais danosos. A cirurgia é melhor opção para os casos graves ou aqueles em que existe desconforto emocional. As perspectivas da cirurgia geralmente são boas.

Para os casos menos graves que não necessitam de cirurgia, o uso de cremes anti-atrito, e algumas mudanças no estilo de vida, ajudam bastante a reduzir o desconforto.