Igreja Matriz de Alenquer / Igreja de Nossa Senhora da Assunção de Triana

Revisado por Equipe Editorial a 13 janeiro 2018

Igreja Matriz de Alenquer / Igreja de Nossa Senhora da Assunção de Triana. Esta Igreja, da invocação de Nossa Senhora da Assunção, terá sido fundada pela Rainha Santa Isabel. A imagem da padroeira foi descoberta neste local, que «era sítio agreste e montuoso» onde se acendiam «luzes que mostravam o lugar onde a Senhora apareceu» ou se viam «candeias», segundo a tradição oral. A Igreja é de uma só nave. Do lado direito há duas capelas laterais, uma delas, provavelmente da época da fundação, com abóbada de nervuras. O coro é suportado por colunas; o púlpito que se situava na parede esquerda da Igreja, já desapareceu completamente, tal como os altares e toda a ornamentação interior.

Para além destes escassos vestígios da decoração da antiga matriz de Triana, são ainda dignos de registo alguns elementos de decoração românica, a abóbada gótica de uma das capelas da Igreja, restos de um arco manuelino e algumas pedras tumulares. A Igreja foi recentemente restaurada.

Designação:
Igreja Matriz de Alenquer
Outras Designações: Igreja de Nossa Senhora da Assunção de Triana
Categoria / Tipologia: Arquitectura Religiosa / Igreja

Localização:
Divisão Administrativa: Lisboa / Alenquer / Alenquer (Triana)
Endereço: Rua de Trás de Triana
Alenquer
2580 Alenquer