INFECÇÃO VIH – Plataforma Laboral Contra a Sida

Em todo o mundo estima-se que 40 milhões de pessoas vivam com a infecção VIH. A infecção atinge particularmente adultos jovens, pelo que o total da população activa terá já perdido 28 milhões de efectivos desde o início da epidemia. Sem acesso a tratamento, a dimensão da epidemia atingirá valores inaceitáveis, medidos em anos de vida perdidos, em destruição das estruturas económicas e das redes sociais. Na última década, em particular nestes anos mais próximos, as novas terapêuticas reduziram significativamente a morbilidade e a mortalidade individuais associadas à infecção VIH, aumentando assim a esperança de vida das pessoas infectadas e melhorando a sua qualidade. Deste modo, assistimos a um crescendo de pessoas infectadas pelo VIH, que se encontram profissionalmente activas ou aptas a serem inseridos no mercado de trabalho.

A infecção VIH/sida traz associados problemas de desinformação, medo e discriminação que podem constituir obstáculos adicionais no local de trabalho. Para os ajudar a remover, surgiu em Portugal a Plataforma Laboral Contra a Sida, como resposta necessária e urgente dos intervenientes no mundo do trabalho aos desafios colocados pela infecção.

A Plataforma desenvolve assim a sua actividade, tendo a infecção VIH como questão laboral prioritária, através de uma rede que propõe a elaboração e contribui para a implementação de políticas de empresa e linhas de orientação dirigidas à resposta à infecção no local de trabalho, visando em particular o combate ao estigma e discriminação das pessoas infectadas pelo VIH. A abrangência e diversidade dos elementos que a constituem, permite à Plataforma Laboral * construir uma intervenção adequada no mundo do trabalho, levando em linha de conta a especificidade de cada sector laboral e, sobretudo, conciliando os interesses de dirigentes e de trabalhadores. Reconhecendo o meio laboral como um meio privilegiado para o desenvolvimento de programas de prevenção, formação e informação sobre o VIH, mas também a falta de informação convenientemente agregada, remetendo para linhas de actuação conjunta, surge este guia Infecção VIH:

Um guia de recursos, que pretende ser um instrumento facilitador na identificação das instituições e equipamentos na área do VIH/sida, disponíveis a nível nacional. Tem como destinatários empresas subscritoras do código de conduta e as empresas interessadas na compreensão da realidade social da infecção VIH e espera-se que facilite tanto o acesso à informação como promova um conhecimento adequado da realidade social da infecção a todos os intervenientes do mundo laboral.