Entenda Quanto Custa uma Inseminação Artificial

Entenda como é realizada uma inseminação artificial e qual é o preço do tratamento.

Devido a um problema no sémen do meu marido (espermatozóides de baixa qualidade e de fraca mobilidade), temos de submeter-nos a uma inseminação se queremos ser pais.

Descubra O Preço E Como é Realizada Uma Inseminação Artificial

Em que consiste esta técnica? Existe a possibilidade de nascerem gémeos?

A esperma de baixa qualidade e com pouca mobilidade (oligoastenospermia) têm grandes dificuldades para fecundar um óvulo.

A gravidez só se consegue melhorando-os através de um tratamento e implantando-os no útero feminino quando o óvulo estiver maduro.

Este processo conhece-se como inseminação artificial. Se o esperma do marido é de má qualidade, o que está indicado é a “Fecundação in vitro”, ou, se o esperma é mesmo de má qualidade, a “microinjecção intracitoplasmática”.

Por vezes, estas técnicas também são apelidadas de inseminação artificial.

Acho mais provável que lhe tenham falado de uma destas técnicas que indiquei, do que da verdadeira inseminação artificial, que não tem bom resultado com mau esperma.

O primeiro passo consiste em administrar à mulher gonadotropinas, umas hormonas capazes de estimular a ovulação.

Depois observa-se o desenvolvimento dos óvulos através de ecografias (e análises de sangue se for preciso) e no momento mais favorável para a gravidez introduz-se o sémen do pai ou procede-se à fecundação laboratorial.

O casal deve esperar até à altura do período (cerca de 15 ou 20 dias) para saber se conseguiu; os métodos que permitem conhecer o resultado antes desta altura são duvidosos, além de muito caros e normalmente não se utilizam.

As gestações múltiplas podem ser frequentes porque, quando se estimula a ovulação, o ovário produz vários óvulos.

No entanto, a monitorização ecográfica serve para o ginecologista também se orientar neste aspecto.

Quanto custa uma inseminação artificial?

preço de uma inseminação artificial depende do lugar onde for feito este tipo de tratamento, mas um só ciclo de inseminação artificial costuma rondar cerca de 1100 euros, um ciclo de fecundação in vitro 6000 euros e uma microinjecção 7000 euros (em Portugal).

Acresce a medicação que ronda os 1000 euros.

Primeiro estimula-se o ovário da mulher para conseguir um ou vários ovócitos.

Depois, é preciso obter o sémen do marido, seleccionar e capacitar os espermatozóides. Seguidamente depositam-se no útero com uma cânula.

Isto faz-se sem anestesia; seguidamente. a mulher pode regressar a casa. A percentagem de gravidezes oscila entre 10 e 20 por cento.