-->Insônias na Gravidez - Como as combater? - Educar Saúde

Insônias na Gravidez – Como as combater?

Publicado em 12/10/2014. Revisado por Reinaldo Rodrigues (Enfermeiro - Coren nº 491692) a 14 dezembro 2018

Conheça algumas estratégias simples para combater as insônias na gravidez e começar dormir bem melhor.

A gravidez supõe uma alteração física e psíquica tão radical que a futura mamã se sente esgotada já desde os primeiros meses. Muitas mulheres dormem uma ou duas horas mais e, ainda assim, confessam que morrem de sono durante todo o dia.

No segundo trimestre, pelo contrário, o corpo e a mente já se adaptaram à nova situação. desapareceram as náuseas e outros mal-estares, e uma sensação de energia substitui o cansaço. Algumas futuras mamãs voltam ao ritmo de sono, anterior à sua gravidez.

Insônia Na Gravidez

Mas a bonança pode durar unicamente só até ao fim deste trimestre. Nesta altura o bebé já é suficientemente grande para se notar e, de noite costuma ser muito mais brincalhão do que de dia.

Para cúmulo, surgem as típicas cãibras nas pernas, as dificuldades para se acomodar na cama, o desassossego… Quando se aproxima a hora do parto, dormir de um sono só é impossível.

Dar voltas na cama só serve para alterar o estado de nervosismo e adoptar posições nada benéficas, como a postura de barriga para cima (os médicos advertem que se deve evitar esta posição, para que o peso do ventre não comprima os vasos que enviam sangue para o útero e para a placenta).

Quando o desassossego se instala, é preferível sair da cama, dar um passeio pela casa, ler um pouco ou ouvir música relaxando-se com os olhos fechados.

Estas actividades não aumentam a fadiga nem a tensão. E, visto que o descanso é uma necessidade vital e mais ainda para uma mulher grávida, não se deve desaproveitar qualquer oportunidade ao longo do dia para fazer uma sesta, descansar com as pernas elevadas ou dar uma massagem suave nos pés (dedos, planta, calcanhar e peito do pé).

Tudo ajuda para terminar o dia livre de enjoos e tensões.

Leite para acalmar

Um copo de leite quente com mel ou um chá de tília têm um efeito relaxante, se se tomam antes de ir para a cama e, evidentemente, depois de um jantar ligeiro. Agora, mais do que nunca, as refeições copiosas e as digestões pesadas são o pior inimigo do sono.

Como encontrar a melhor postura?

Um bom colchão não basta para descansar comodamente quando a barriga tende a alcançar o seu volume máximo. Convém colocar um almofadão nos espaços que ficam livres entre o ventre e o colchão, e outro entre as pernas.

Como é óbvio, o melhor é deitar-se de lado, de preferência sobre o esquerdo, que é onde se deve acomodar a coluna do feto. Também é necessário roupa cómoda, de tecidos naturais e uma camisa suficientemente folgada.

Dar um passeio à tarde, ajuda a descansar melhor

Uma caminhada por um jardim, pelo campo ou outro local tranquilo, cansa fisicamente, dá alegria, acalma as tensões e ajuda a esquecer os problemas (se é que existem).

Justamente o que se necessita para conciliar o sono e dormir bem. Além disso, andar é – juntamente com o nadar e praticar ginástica de preparação para o parto – o melhor exercício para a futura mamã.

Os obstetras aconselham a dar passeios de pelo menos três quartos de hora por dia, com passo ligeiro e com calçado cómodo. Não se deve somar os tempos empregues nas idas às compras nem a subir e descer escadas.

Se a gestante vive numa zona muito poluída, será melhor que se desloque de automóvel ou num transporte público para um lugar mais saudável para a sua caminhada diária. As mulheres que passeiam muito tem uma melhor circulação sanguínea, não engordam tanto e mantêm os músculos tonificados.

O exercício permite-lhes desfrutar mais da gravidez, ter menos dores e ultrapassar melhor qualquer mal-estar. Andar, contribui também para evitar a lentidão dos últimos meses e quando chega a hora do parto, é mais fácil enfrentar esse acontecimento se estiver bem ginasticada.

O tempo do passeio deve ser um momento de tranquilidade diária que ajude a futura mamã a manter o seu estado mental desanuviado.

Um banho ao fim do dia

A água morna acalma as tensões. As grávidas que têm grande dificuldade em conciliar o sono podem experimentar acrescentar umas gotas de óleo de lavanda ao banho, já que esta substância tem propriedades calmantes.

Não é necessário – nem convém – prolongá-lo demasiado. Se ao sair do banho, ainda restam, no entanto, tensões, o futuro papá pode dar uma massagem.

Saiba mais sobre:
A informação foi útil? Sim / Não

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.
Autores
Reinaldo Rodrigues (Enfermeiro - Coren nº 491692)

Enfermeiro - Coren nº 491692

O Reinaldo Rodrigues formou-se em agosto de 2016, pela Universidade Padre Anchieta, em Jundiai. Fez curso de especialização em APH (Atendimento Pré-Hospitalar), pela escola 22Brasil Treinamentos, em Barueri, curso de 200 horas práticas, com foco em acidentes de trânsito.

Trabalha como Cuidador de Idosos há 5 anos, e possui experiência em aspiração de vias aéreas, banho de aspersão, curativos, tratamento e prevenção de Lesão por Pressão, gerenciamento de Equipe de cuidadores com elaboração de escalas. Treinamento e acompanhamento de cuidadores nas casas dos pacientes.

Também pode encontrar o Reinaldo no Linkedin.