Insuficiência Cardíaca Congestiva

INSUFICIÊNCIA CARDÍACA CONGESTIVA CAUSAS E CARACTERISTICAS DO DIAGNOSTICO

. Duas categorias fisiopatológicas: disfunções sistólica e diastolica
. Sistólica: a capacidade de bombear sangue está comprometida; a fração de ejeção diminui. As causas incluem coronariopatia, miocardiopatia dilatada, miocardite, cardiopatia hipertensiva “exausta” e valvopatia com regurgitação
. Diastólica: o coração é incapaz de relaxar e permitir o enchimento diastólico adequado; fração de ejeção normal. As causas incluem isquemia, hipertensão com hipertrofia ventricular esquerda, estenose da aorta, miocardiopatia hipertrófica, miocardiopatia restritiva e doença de pequenos vasos (especialmente diabetes)
. Evidências de ambas são comuns no típico paciente com insuficiência cardíaca, mas até 20% dos pacientes apresentam disfunção diastólica isolada.
. Os sinais e sintomas podem resultar de insuficiência esquerda, direita ou ambas
. Insuficiência ventricular esquerda: dispnéia de esforço, ortopnéia, dispnéia paroxística noturna, pulso alternante, estertores, ritmo de galope; congestão venosa pulmonar na radiografia de tórax
. Insuficiência ventricular direita: fadiga, mal-estar, elevação da pressão venosa, hepatomegalia, refluxo abdominojugular e edema das regiões inferiores
. Diagnóstico confirmado por ecocardiograma, medição da pressão em cunha capilar pulmonar, ou níveis elevados do peptídio
natriurético cerebral (PNC)

DIAGNOSTICO DIFERENCIAL
. Doença pericárdica
. Nefrose ou cirrose
. Hipotireoidismo ou hipertireoidismo
. Causas não-cardiogênicas de edema pulmonar
. Beribéri

INSUFICIENCIA CARDIACA CONGESTIVA TRATAMENTO
. Disfunção sistólica: vasodilatadores (inibidores da ECA, bloqueadores do receptor da angiotensina II, ou combinação de
hidralazina e dinitrato de isossorbida), betabloqueadores, bloqueadores da aldosterona (p. ex., espironolactona) e dieta hipossódica; para os sintomas, usar diuréticos e digoxina; muitos especialistas recomendam a anticoagulação para pacientes de alto risco mesmo com ritmo sinusal
. Disfunção diastólica: agente inotrópico negativo (betabloqueador ou bloqueador dos canais de cálcio), dieta com baixo teor de sódio e diurético para os sintomas.

Dica
Não se deixe confundir por uma fração de ejeção normal, se tudo o mais indicar insuficiência cardíaca congestiva; este quadro é típico de disfunção diastólica isolada.
Referência
Guyatt GH, Devereaux PJ: A review of heart failure treatment.