-->Tsunami no Japão - Terramoto

Tsunani no Japão

Publicado em 18/03/2011. Revisado por Equipe Editorial a 13 janeiro 2018

O terremoto mais poderoso do Japão, atingiu a costa nordeste, provocando um enorme tsunami. Carros, navios e edifícios foram varridos por uma parede de água após o tremor de 8,9 graus na escala de Richter a 400 km (250 milhas) a nordeste de Tóquio. Após o desastre natural foi declarado estado de emergência na usina nuclear, onde a pressão ultrapassou os níveis normais.

As autoridades relatam cerca de 350 mortes e 500 desaparecidos, mas teme-se que o número final de mortes seja muito superior visto que apenas em Sendai, cidade portuária na província de Miyagi, foram encontrados 200 a 300 corpos.

Este terremoto foi o quinto maior do mundo desde 1900 e quase 8.000 vezes mais forte do que o sismo que devastou Christchurch, na Nova Zelândia, no mês passado, divulgam os cientistas.

Milhares de pessoas que vivem perto da usina nuclear de Fukushima foram intimadas a evacuar de imediato devido ao sistema de refrigeração do reator de água ter falhado. As Autoridades divulgam que esta situação pode ser ultrapassada com o lançamento de vapor radioativo para aliviar a pressão do reator, mas haveram varios riscos graves para a saúde.

O tsunami seguiu depois pelo Pacífico a cerca de 800 kmh (500 mph) – tão rápido como um avião onde atingiu o Havaí e a costa oeste dos EUA onde até ao momento não existem relatos de danos graves provocados nestas regiões. Milhares de pessoas receberam ordens para evacuar as áreas costeiras dos estados da Califórnia, Oregon e Washington. As maiores ondas, com aproximadamente 2 metros foram registradas perto de Crescent City na Califórnia, relatou o Centro de Alerta de Tsunamis do Pacífico.

Várias ondas fortes atingiram Miyagi e as perfeituras de Fukushima, prejudicando dezenas de comunidades costeiras no japão. Uma onda de 10 metros atingiu Sendai, inundando terras agrícolas, varrendo carros e toda a pista do aeroporto provocando também alguns incêndios no centro da cidade de Sendai.

Fotos antes e depois do Tsunami no Japão

As fotos de satélite da empresa GeoEye revelam a escala de devastação em dezenas de bairros e dezenas de milhares de casas e empresas Japonesas antes e depois do 11 de Março de 2011. Abaixo está a cidade de Sendai e o seu aeroporto antes e depois da catástrofe.

Sendai antes e depois

Publicidade

Aeroporto de Sendai antes e depois

Arahama antes e depois

Ishinomaki antes e depois

Natori antes e depois

Publicidade

Miyagi antes e depois

Quanto á natureza, Temos de aprender a viver com os seus inconvenientes e respeitá-la como ela é. Já que não fazemos nada por ela, esta presentea-nos com os seus sintomas de descontentamento, pois somos nós os principais culpados de todas estas adversidades naturais que têm ocorrido nos últimos anos.

Saiba mais sobre:
A informação foi útil? Sim / Não

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.
Autores
Equipe Editorial

Todos os artigos desenvolvidos pela nossa equipe editorial baseiam-se em evidências científicas, sendo todos eles revisados por médicos da sua especialidade, esforçando-nos sempre para ser objetivos e apresentar os dois lados do argumento. Pode consultar a nossa equipe de especialistas Aqui

A nossa equipe concentra-se assim em garantir que o conteúdo, os produtos e os serviços fornecidos pela plataforma mantenham os mais elevados padrões de integridade médica, ajudando a garantir que todas as informações que o usuário recebe, sejam precisas, e baseadas em evidências, atuais e confiáveis.

Para além disso, todo o conteúdo é revisado e atualizado continuamente para garantir a sua precisão.

O processo de atualizações é simples.

Sabemos que os padrões de tratamento para algumas condições, como o câncer e a diabetes (por exemplo) mudam e estão em constante evolução, de modo que, existem conteúdos que devem ser revisados com maior frequência, de forma a garantirmos que a informação existente e recém-publicada reflita sempre as informações mais precisas e atuais. Saiba mais sobre nós Aqui

Se encontrou alguma imprecisão ou erro nos nossos conteúdos, informe-nos através da nossa página de Contato.

Publicidade