Lecitina: 10 Benefícios Incríveis para a Saúde + Efeitos Colaterais

As gorduras são muitas vezes incompreendidas e evitadas em muitas dietas. No entanto, a lecitina é uma gordura saudável e 100% natural que pode ajudar a alcançar alguns objetivos de saúde.

Se pretende melhorar a sua função hepática ou equilibrar o colesterol, a lecitina certamente fará um excelente trabalho. Continue a ler para descobrir quais os alimentos ricos em lecitina e todos os seus benefícios para a saúde.

Os Benefícios Da Lecitina São Incríveis Para A Sua Saúde

 

O que é e para que serve a lecitina?

Trata-se de uma gordura natural encontrada em muitas fontes, plantas e animais R , R ]. O nome lecitina trata-se de um termo usado para um grupo de substâncias gordurosas pigmentadas de amarelo. Geralmente contêm grupos de fosfolípidios – componentes essenciais das membranas celulares em todos os animais e plantas [ R ].

A substância mantém e estabiliza a gordura em muitos produtos alimentares. Fornece também textura a muitos alimentos e aumenta a sua vida útil.

A gordura tem a capacidade de vincular as fontes de água e gordura, tornando-se um ótimo aditivo a muitas sobremesas, chocolates, molhos para saladas, carnes e óleos de cozinha R , R , R ].

As lecitinas mais populares incluem a lecitina de soja e a lecitina de girassol.

Lecitina de soja

A lecitina de soja é extraída da soja. É composta por ácidos graxos livres e pequenas quantidades de proteínas e carboidratos. O principal componente presente na lecitina de soja é a fosfatidilcolina, que compreende entre 20% a 80% da quantidade total de gordura R ].

Componentes

Os componentes ativos presentes na substância incluem  [ R ]:

  • Glicerofosfato
  • Oleato de sódio
  • Colina
  • Fosfatidilinositol

A fosfatidilcolina, a principal gordura encontrada na substância, é uma fonte de colina, um nutriente extremamente importante e necessário para 4 principais propósitos no corpo humano R ]:

  • Estrutura e sinalização da membrana celular
  • Síntese do importante neurotransmissor acetilcolina, necessária para a função cerebral e muscular [ R ]
  • Ajuda o processo que controla a ativação e bloqueio de genes (usa grupos metilo para marcar o DNA)
  • Transporte de gordura e manutenção das gorduras que circulam na corrente sanguínea em equilíbrio

A colina também é muito importante na degradação da homocisteína R ].

Caminho Da Fosfatidilcolina E Da Colina

Mecanismo de ação

A gordura contém ácidos graxos que podem ativar os receptores que controlam os genes (receptores ativados por proliferadores de peroxisoma). Uma vez ativados, esses receptores desempenham um papel importante no equilíbrio energético e na função metabólica R , R ].

Os receptores ativados por proliferadores de peroxisomas existem em muitos tipos de tecidos, como no coração, fígado, músculos, gordura e intestino.

Estes tecidos dependem da ativação do receptor para a promoção dos ácidos gordos, corpos de cetona e metabolismo da glicose. Os corpos de cetona são usados ​​pelo corpo como fonte de energia R , R ].

Benefícios da lecitina para a saúde

Lecitina Em Granulos

Melhora os níveis de colesterol

Colesterol elevado crônico leva a muitas complicações relacionadas ao coração, como o ataque cardíaco.

Num estudo de 30 pacientes, em que os participantes com níveis elevados de colesterol ingeriram 500 mg de lecitina de soja diariamente durante 2 meses, verificou-se que, após 2 meses, os níveis de colesterol total e os níveis de colesterol ruim ( LDL ) reduziram em cerca de 42% a 56%, respectivamente [ R].

Outro estudo realizado durante 4 semanas, verificou que a lecitina de soja aumentou a produção hepática de colesterol bom ( HDL ) em 65 pacientes. O bom colesterol remove outras formas de colesterol do corpo, e a presença de níveis mais elevados protege o organismo contra ataques cardíacos e acidentes vasculares cerebrais R ].

Protege o cérebro

A fosfatidilserina (da lecitina de soja) misturada com ácido fosfatídico melhorou a memória, o humor e a capacidade de pensamento num estudo de 3 meses realizado em 72 pacientes idosos [ R ].

Esta mesma mistura também mostrou uma melhora no humor em 56 pacientes com Alzheimer R ].

O uso prolongado de drogas que tratam distúrbios mentais pode causar discinesia tardia, um transtorno do movimento involuntário. Num estudo piloto realizado em 5 homens com discinesia tardia, a substância melhorou os movimentos anormais através de suplementação oral R ].

A colina presente na lecitina também pode ser usada para aumentar a quantidade de acetilcolina (neurotransmissor), restaurando os caminhos defeituosos no cérebro R ].

No entanto, em um estudo realizado em 51 indivíduos, o uso de altas doses de lecitina não melhorou os sintomas em pacientes com demência R ].

Uma meta-análise relatou também uma melhora moderada da demência após a suplementação de lecitina, mas não o suficiente para justificar novos estudos R ].

Pode tratar distúrbios mentais

A gordura contém também outro fosfolípido chamado fosfatidilinositol, um composto natural extremamente eficaz no tratamento do transtorno de pânico [ R ].

Num menino chinês de 16 anos com transtorno bipolar, insônia e uma forma leve de mania (Episódios maníacos) suplementado com fosfatidilcolina durante 14 meses, verificou-se que os padrões de sono voltaram ao normal e os sintomas maníacos foram reduzidos R ].

Uma meta-análise relatou também a eficácia do produto como complemento medicinal alternativo ao tratamento do transtorno bipolar R ].

Pode reduzir o risco de câncer

Pesquisadores compararam 3.101 casos anteriores de câncer de mama com 3.471 indivíduos saudáveis. O uso de suplementos de lecitina foi associado a uma redução do risco de câncer de mama R ].

A suplementação da gordura está também fortemente associada ao risco reduzido de câncer de mama em mulheres na pós-menopausa, mas não em mulheres pré-menopáusicas [ R ].

Protege o fígado

A doença hepática colestática (Colestase) é a desaceleração do fluxo biliar devido a ductos biliares danificados ou inflamados. Experimentos realizados em ratos verificaram menos danos no fígado quando seguida uma dieta suplementada com lecitina de soja [R ].

Os indivíduos com deficiência de colina são mais suscetíveis a danos no fígado e à insuficiência hepática. A colina presente na lecitina é primeiramente quebrada no fígado, onde ajuda a absorver as gorduras. Caso contrário, o fígado está em risco de se tornar muito gorduroso R ].

Aumenta a imunidade

Num estudo em que, mulheres diabéticas receberam um suplemento diário de lecitina de soja, verificou-se um aumento de 29% na atividade dos glóbulos brancos R ].

O mesmo estudo realizado em ratos não-diabéticos, verificou um aumento de 92% dos glóbulos brancos (células T e B) R ].

Melhora a resposta ao estresse

A substância pode melhorar a resiliência do corpo ao estresse.

Foi realizado um estudo em 80 homens e mulheres dividido em 4 grupos de 20 indivíduos. Antes da exposição a um teste de estresse, os participantes receberam 400, 600 ou 800 mg de lecitina de soja mais fosfatidilserina (outro fosfolípido que está presente na lecitina) ou placebo durante 3 semanas R ].

Curiosamente, apenas o grupo que ingeriu 400 mg mostrou uma resposta diminuída ao teste de estresse em comparação com o grupo placebo R ].

Tratar a colite

O derivado de lecitina “fosfatidilcolina” representa mais de 70% das gorduras totais encontradas na camada de muco que cobre a superfície interna do intestino. Esta camada serve como uma barreira protetora que ajuda a manter o trato digestivo protegido de bactérias [ R ].

A colite é uma doença inflamatória intestinal crônica que origina inflamação no revestimento interno do cólon. Na colite, existe uma redução significativa no teor de fosfatidilcolina na barreira protectora do muco, permitindo que as bactérias causem facilmente inflamação R ].

A suplementação com fosfatidilcolina mostrou ser capaz de consertar a barreira do muco e diminuir a inflamação causada pela colite [ R ].

Protege contra lesão salina biliar

O fígado produz bile. A vesícula biliar armazena-a para digerir gorduras como o colesterol.

Quando os níveis biliares são muito altos, os sais biliares podem danificar as células ao digerir a sua membrana celular gordurosa. A lecitina pode-se “colar” e reduzir os níveis de sal na bílis, protegendo as células de danos [RR].

Melhora a absorção de drogas e suplementos

Melhorar a absorção de drogas é uma espada de dois gumes e uma área altamente pesquisada.

Algumas drogas e suplementos podem ter efeitos melhorados se forem melhor absorvidos pelo corpo. No entanto, podem tornar-se tóxicos se o corpo não os puder / conseguir distribuir, quebrar e eliminar a quantidade excessiva do medicamento [R].

A substância pode ajudar a transportar drogas e nutrientes lipossolúveis através das membranas celulares insolúveis presentes na gordura. Por exemplo, suplementos como a curcumina, Boswellia serrata, chá verde, silimarina e o extrato de semente de uva, mostraram uma maior absorção quando administrados com a lecitina [RR].

Efeitos colaterais

Lecitina

Pode causar alergias

Uma vez que a lecitina de soja provém do óleo de soja, contém proteínas de soja que podem desencadear alergias em pessoas alérgicas à soja.

No entanto, um estudo mostrou que o sangue de pacientes sensíveis à soja não apresentou reação à lecitina de soja. A substância apresenta apenas um baixo risco em pessoas com pouca reactividade à soja [R].

A substância contém proteínas de ligação à imunoglobulina E (IgE). Quando estas proteínas se ligam aos anticorpos do sistema imunológico, os anticorpos desencadeiam uma resposta alérgica que pode causar inflamação rápida e algum desconforto digestivo.

Pessoas com alergia à soja devem ser cautelosas até mesmo com outros produtos à base de lecitina [RR].

Pode coagular o sangue

Um estudo de 15 dias realizado em 60 pacientes mostrou que uma dosagem diária de lecitina de soja aumentou a acumulação de células sanguíneas (adesão plaquetária) no sangue.

As plaquetas sanguíneas são responsáveis ​​pela selagem dos vasos sanguíneos danificados. No entanto, o aumento da atividade das plaquetas no sangue está associado à doença cardíaca [RR].

Pode aumentar o risco de infertilidade em homens

Os produtos à base de soja, incluindo a lecitina de soja, contêm o hormônio vegetal fitoestrógeno, que atua como hormônio humano, estrogênio [R].

Os pesquisadores realizaram um estudo em ratas grávidas que carregavam fetos masculinos, e adicionaram fitoestrógenos à sua dieta. Mais tarde, no seu desenvolvimento, os ratos machos mostraram uma menor contagem de espermatozóides e um maior desequilíbrio hormonal [RR].

Pode ser nociva durante a gravidez

A colina presente no composto também pode ser uma causa de preocupação durante a gravidez. Quando a colina atinge o intestino grosso, as bactérias intestinais e o fígado convertem-na em óxido de trimetilamina (TMAO). Níveis elevados de óxido de trimetilamina podem aumentar o risco de doença cardíaca R , R ].

Pode causar acumulação de gordura

Um estudo realizado em ratos verificou que o composto promoveu a produção e o armazenamento de gordura nas células do fígado. R ].

Limitações e advertências

Muitos dos estudos disponíveis sobre a substância apenas avaliaram animais. Quero com isto dizer que alguns dos benefícios atrás descritos podem não ser replicados em seres humanos. Devem ser realizados muitos mais estudos em humanos antes de se iniciar o uso da lecitina para supostos benefícios de saúde.

Interações medicamentosas

Não existem efeitos colaterais bem-documentados ou reações adversas ao tomar a substância.

No entanto, demonstrou-se que a lecitina aumenta a adesão plaquetária, o que poderá reduzir a eficácia dos medicamentos diluentes de sangue, como a aspirina. A aspirina dilui o sangue diminuindo o efeito de coagulação das plaquetas sanguíneas R ].

Alimentos Ricos em Lecitina

A Gema Do Ovo é Rica Em Lecitina

A lecitina é um suplemento alimentar bastante comum, mas também pode ser encontrada em muitas fontes naturais.

Algumas fontes vegetarianas incluem [ R , R , R ]:

  • Leite
  • Iogurte
  • Queijo
  • Gema de ovo
  • Couves de Bruxelas
  • Brócolis
  • Legumes
  • Soja
  • Óleo vegetal
  • Couve-flor
  • Nozes

A maioria das fontes animais geralmente fornece quantidades maiores, tanto de lecitina como de colina. Algumas fontes animais incluem [RRR]:

  • Peixe
  • Fígado de galinha
  • Rim de frango
  • Carne de porco
  • Bife de fígado

Suplementos de Lecitina

Suplemento De Lecitina Em Cápsulas

A substãncia também está disponível sob a forma de suplemento:

Dosagem

Não existe uma dosagem ideal recomendada de lecitina. As doses mais comuns utilizadas em estudos variam de 0,5 a 2 g / dia [RRR].

A maior dose utilizada em um estudo variou de 20 a 25 g / dia [R].

Experiências de usuários

Lecitina De Soja

A substância pode tratar uma variedade de doenças como suplemento natural. No entanto, são relatados alguns efeitos colaterais. Os principais efeitos secundários relatados incluem náuseas, dor de estômago, diarreia e tonturas.

Os usuários relatam um leve alívio da dor de cabeça proporcionado pelo uso diário do suplemento. No entanto, até mesmo em grandes doses, o composto não mostra ter um grande efeito sobre dores de cabeça e enxaquecas mais intensas.

Os usuários também relatam que a lecitina lhes melhorou a memória, o foco e o movimento das articulações, além de reduzir a tremor das mãos.

Quando combinada com uma dieta moderada e exercício físico, os efeitos na redução de peso da lecitina são notáveis. No entanto, não existem estudos que comprovem estas evidências.

A Lecitina Pode Ser Recomendada Como Medida Preventiva Para Mulheres Que Experimentam Ductos De Leite Entupidos.

A lecitina pode prevenir os ductos dos seios entupidos durante a amamentação. As suas poderosas capacidades de emulsão ajudam no fluxo de leite materno altamente gordo sem causar a formação de aglomerados.

A lecitina emulsiona-se através da ligação tanto à gordura como à água, impedindo-os de se separarem. No entanto não existem estudos disponíveis que comprovem esta reivindicação.