Leite de Soja para o Bebê

O leite de soja para o bebê é uma alternativa ao leite materno ou ao leite de vaca, e poderá ser utilizado sob determinadas circunstâncias que iremos ver de seguida.

Idealmente, o leite de soja apenas deverá ser utilizado em detrimento dos outros referidos em situações que exista uma orientação médica precisa para que tal seja feito.

Isto é importante porque à partida o leite de soja não possui todos os nutrientes que o bebê necessita para se desenvolver de forma saudável. Mais que isso, recomenda-se geralmente que o leite de soja seja introduzido apenas após os três anos de idade do bebê, e idealmente nunca introduzido antes.

Nos casos em que por algum motivo o bebê não consiga beber leite materno (por alergias ou por insuficiência de produção láctea por parte da mãe) nem leite de vaca, antes dos três anos de idade é preciso que se recorra a outro tipo de leites que não o de soja.

Assim sendo, nestes casos, recomenda-se que até aos três anos de vida do bebê este beba a fórmula HA (hipoalergénico) como uma fonte de leite durante este período, sendo completo ao nível nutricional e seguro.

Estima-se, segundo investigações que têm sido feitas recentemente, que o leite de soja poderá ser responsável pela diminuição das capacidades de absorção de alguns tipos de nutrientes por parte dos intestinos do bebê.

Para além disso, este leite poderá ainda provocar alterações significativas no fígado, rins, no pâncreas e ainda um desenvolvimento ao nível hormonal excessivo ao ponto de os bebês apresentarem sinais da puberdade ainda antes dos três anos de idade, o que é extremamente pouco comum.

Deste modo, existe alguma controvérsia quanto ao facto de os bebês deverem ou não tomar este leite, ou pelo menos tomá-lo diariamente.

Assim sendo, o mais sensato a fazer-se é mesmo seguir as indicações que são dadas pelo médico que acompanha o nosso bebê.

Para seres humanos em geral, mesmo fora o bebê, o valor máximo de leite de soja que poderá ser ingerido por dia ronda os 0,5 L.

Como o bebê precisa ainda de mais leite do que um adulto, temos aqui ainda mais um motivo para evitar o leite de soja sempre que for possível.

A informação foi útil? Sim / Não

Ajude-nos a melhorar a informação do Educar Saúde.

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.
Autores
Drª Gizele Cunha (Pediatra, Alergologista e Pneumologista Infantil - CRM/SP: 116541)

Pediatra, Alergologista e Pneumologista Infantil - CRM/SP: 116541

A Dra Gizele Ferreira Cunha é Graduada em Medicina pela Universidade de Ribeirão Preto - SP - 2004. Além disso possui:

- Especialização em Alergia e Imunologia Infantil pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (HCRP - FMRP - USP) – 2009.

- Especialização em Pneumologia Infantil pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (HCRP - FMRP - USP) – 2007.

- Especialização em Pediatria pela Universidade de Ribeirão Preto - 2006 .

Endereço: Avenida Senador César Vergueiro, 571 - Ribeirão Preto - SP - Email: cviver@bol.com.br - Telefone: (16) 33291337

Também pode encontrar a Drª Gizele no Linkedin e Facebook

Última atualização da página em 12/08/19