Macroglobulinemia de Waldenstrom

MACROGLOBULINEMIA DE WALDENSTROM – SINTOMAS, CAUSAS E CARACTERISTICAS DO DIAGNOSTICO
Fadiga, sintomas de hiperviscosidade (alteração do estado mental, sangramento ou trombose).
Hepatoesplenomegalia e linfadenopatia variáveis; congestão das veias retinianas com segmentação “em vagão de trem”.
Anemia com formação de pilhas de hemácias; paraproteína IgM monoclonal; aumento da viscosidade sérica; hiato aniônico
reduzido.
Infiltrado linfoplasmocitóide na medula óssea.
Ausência de lesões ósseas.

DIAGNOSTICO DIFERENCIAL
. Gamopatia monoclonal benigna
. Leucemia linfocítica crônica com pico M
. Mieloma múltiplo
. Linfoma

MACROGLOBULINEMIA DE WALDENSTROM TRATAMENTO
Plasmaférese para hiperviscosidade grave (estupor ou coma).
Quimioterapia, incluindo clorambucil, ciclofosfamida, fludarabina, cladribina.
A terapia com anticorpos monoclonais (rituximabe) pode ser eficaz.

Dica
Observam-se sucessivas pilhas de hemócias; algumas são encontradas em qualquer esfregaço sanguíneo, mas elas estão presentes em todos os campos na macroglobulinemia de Waldenstrom e no mieloma.
Referência
Ghobrial IM, Gertz MA, Fonseca R: Waldenstron macroglobunaemia