Mamoplastia de Aumento

Revisado por Equipe Editorial a 22 junho 2018

O Aumento do peito, tecnicamente conhecido como mamoplastia de aumento é um procedimento cirúrgico invasivo com o objetivo de melhorar a estética da mama – tamanho e forma, em mulheres nas seguintes situações:

  • Para melhorar a silhueta da mulher em que os seios são pequenos para o seu corpo;
  • Para restaurar o volume da mama e/ou a forma perdida após uma gravidez, aleitamento materno e/ou perda de peso;
  • Para corrigir assimetrias, diferenças de tamanho entre os dois seios;
  • Para reconstruir a mama após mastectomia;
  • Ou em combinação com a mastopexia, em seios com ptose mamária (caídos, flácidos) que cederam devido à perda de peso, gravidez ou envelhecimento.

Quanto Custa? Preços Indicativos

Em Portugal os preços praticados variam entre 3000€ a 4000 euros já com anestesia Local com sedação, ou anestesia geral incluídas.

“O resultado pretendido com o procedimento é um tamanho e forma com o qual a paciente se sinta confortável e naturalmente se encaixe no seu corpo”.

Atualmente a Mamoplastia de Aumento pode ser realizada com 3 preenchimentos diferentes: Implantes mamários preenchidos com Gel de Silicone ou Água Salgada Estéril; ou através da Transferência de Gordura do Próprio Paciente (uma alternativa aos implantes) (Veja um excelente exemplo abaixo).

Mamoplastia De Aumento Antes E Depois Com Gordura Da Própria Paciente

Confirme alguns resultados da mamoplastia de aumento antes e depois do resultado final

Ao longo da matéria foram distribuídas várias imagem antes e depois do procedimento. Basta clicar em cada uma delas para visualizar a imagem completa.

Fotos De Mamoplastia De Aumento Antes E Depois De Pacientes Mulheres Que Testemunham Os Bons Resultados Finais Dos Implantes MamáriosAntes de decidir realizar a cirurgia para aumentar a mama, é necessário refletir cuidadosamente sobre quais as suas expectativas reais e discuti-las com o cirurgião.

Qual o Tamanho Ideal?

Existe uma regra de ouro ou dica para escolher o tamanho perfeito? Quais as opções/tamanhos disponíveis?

Existem definitivamente algumas regras para a escolha do implante. Esta é uma decisão importante que pode por vezes tornar-se estressante.

O ideal será escolher o novo tamanho, com a ajuda e orientação do cirurgião plástico. Pense cuidadosamente sobre os objetivos e experimente diferentes tamanhos, até encontrar o perfeito para si!

Teste do Arroz

O teste do arroz é uma boa forma de começar a educar-se sobre o dimensionamento do peito e preparar-se para a primeira consulta com o cirurgião.

Nesta consulta, vai discutir os objetivos de volume, “experimentar” diferentes tamanhos e decidir se deseja prosseguir com a cirurgia.

O ideal seria levar algumas fotos, as suas notas do teste do arroz e falar com o Doutor sobre os sutiãs que gosta de usar.

Para fazer o teste do arroz, vai precisar de:

Corte uma meia-calça (colã) com 30 centímetros de comprimento e encha com arroz de acordo com a tabela abaixo (em chávenas) para simular o volume ideal do implantes (em centímetros cúbicos).

Coloque os “implantes de arroz” dentro de um sutiã desportivo e pensar sobre os seus objetivos em termos de tamanho.

Usar bolsas de arroz dentro do sutiã dá-lhe a possibilidade de “experimentar” diferentes tamanhos de forma rápida e ficar mais educada sobre esse volume em centímetros cúbicos (cc), antes de discutir o tamanho com o cirurgião plástico.

Também pode usar vários tamanhos e diferentes tipos de sutiãs para simular como ficariam esteticamente no seu corpo.

Para fazer o teste do arroz não use o pé da meia, use o restante e dê um nó nas extremidades. Coloque o arroz na meia sempre de acordo com a tabela abaixo, para simular os vários tamanhos.

Para simular um tamanho diferente, basta colocar o arroz novamente na chávena e acrescentar ou reduzir a quantidade, de acordo com os seus objetivos.

Pode sempre usar um pequeno saco em vez de uma meia, embora as meias sejam geralmente mais confortáveis ​​e funcionem melhor em termos de forma estética natural, quando colocadas dentro do sutiã.

Relativamente aos materiais de preenchimento, pode também usar água (no caso de optar pelo saco), puré de batata instantâneo ou farinha de aveia.

Quantidade de arroz

(chávena) volume do implante simulado
(cc) centímetros cúbicos

  • 1/8 chávena = 30cc
  • ¼ chávena = 59cc
  • 1/3 chávena = 78cc
  • ½ chávena = 118cc
  • 2/3 chávena = 156cc
  • ¾ chávena = 177cc
  • 1 chávena = 236cc

Sabendo estas medidas, depois para próteses de tamanhos superiores (250cc, 300cc, 350cc, 400cc, 500cc, 600cc, 700cc etc), basta apenas ir aumentando as quantidades (Ex: 2 chávenas de arroz equivale a 472cc).

É importante referir que a medida em centímetros cúbicos é equivalente a ml (Ex: 400cc equivale a 400ml). Desta forma, se tiver um copo medidor ajudará bastante a realizar as medidas.

Depois é só testar e abusar do método em diferentes camisas, blusas, maiôs, tops, e olhar-se ao espelho.

Pode não só fazê-lo em casa, como no ginásio, ou na execução de tarefas, até mesmo para perceber se é esse o volume ideal para o seu dia-a-dia.

Tome as notas necessárias durante todo o teste e leve-as ao cirurgião plástico na primeira consulta.

Tipos de Implantes

São 2 os tipos disponíveis atualmente, mas… Quais os melhores, os implantes mamários de silicone ou de solução salina?

Se houvesse um implante verdadeiramente melhor do que o outro … não haveriam 2 opções disponíveis. Cada tipo tem os seus prós e contras, que a mulher deve aceitar quando os escolher.

O Implante de Silicone oferece uma aparência mais natural e com menos ondulações. O Implante Salino tem uma estética menos natural e mais ondulações. No caso da solução salina, a incisão necessária será menor, e no silicone será maior.

Quando existe a ruptura de um implante de solução salina a mulher apercebe-se imediatamente desse fato, uma vez que o peito torna-se menor.

Já no caso do silicone, dá-se o nome de ‘ruptura silenciosa‘, uma vez que normalmente não existem sinais evidentes. Sendo necessária a realização de uma ressonância magnética para diagnosticar esse acontecimento.

Uma vantagem distinta dos implantes de gel de silicone é o facto de que, em quase todos os casos, a superfície do implante não é palpável, sendo muito difícil de detectar ao toque ou sentir a presença do implante, principalmente quando colocados “sobre o músculo”.

Isso faz com que o silicone seja uma opção bastante atraente para as mulheres mais magras e com pouco volume mamário, sendo que nestes casos a solução salina geralmente é mais facilmente detetada ao toque.

No entanto os implantes de silicone já vêm preenchidos com o volume escolhido pela paciente e não são ajustáveis ​​durante a cirurgia, ao contrário dos implantes de solução salina, em que o cirurgião pode ajustar o volume, permitindo quando necessário, um melhor dimensionamento durante a cirurgia.

Para terminar, é importante referir também que o implante de solução Salina rompe com mais frequência que o de silicone.

Formas

São 2 as formas de próteses disponíveis – Redondas ou Anatômicas (em forma de lágrima-gota).

Redondas: O nome lágrima ou gota vem da forma como ela é moldada, com um contorno inclinado que preenche mais na parte inferior que no topo, imitando a estética natural dos seios.

Anatômicas (em forma de lágrima-gota): Quando o objetivo é unicamente aumentar o peito a forma redonda é a melhor escolha.

A forma do implante é uma escolha pessoal. No entanto existem algumas considerações a ter em conta, como:

  • Tipo de corpo,
  • A quantidade de tecido mamário existente,
  • A colocação do implante (subglandular (debaixo do músculo peitoral) ou submuscular (atrás do músculo peitoral))
  • Local da incisão (se na axila, o umbigo, na dobra inframária na parte inferior do peito, ou em volta da aréola)

Os implantes redondos oferecem um aspecto mais artificial, no entanto, são mais simétricos, não originando problemas em casos de rotação.

Qualquer dos dois formatos pode ser texturizado ou de superfície lisa. Neste caso a forma redonda tende a custar menos que o implante em forma de lágrima.

Perfil do Implante

O perfil refere-se a quanto o implante se projeta para a frente da parede torácica. Existem 3 opções: Baixo, médio e, alto.

O implante de Perfil Baixo é mais plano, enquanto que o implante de Perfil Alto projeta-se mais para a frente do corpo e cria um peito mais proeminente.

Enquanto algumas mullheres preferem a aparência da prótese de perfil alto, as que procuram uma aparência mais natural devem escolher o de perfil médio.

Localização do Implante

Os implantes podem ser colocado por cima do músculo peitoral (subglandular), ou atrás do músculo peitoral (submuscular). (Observe as imagens)

A posição do implante acima ou abaixo do músculo influencia a aparência final do peito.

Localização Subglandular Do Implante Mamário, Por Cima Do Musculo PeitoralA colocação por cima do músculo peitoral é menos dolorosa e tem uma recuperação mais rápida, no entanto está associada a um maior risco de contratura capsular e a uma maior visibilidade do implante.

Localização Submuscular Da Prótese Mamária, Atrás Do Musculo PeitoralA colocação atrás do músculo tem a vantagem de dar uma aparência mais natural, especialmente em mulheres mais magras, e com seios pequenos.

Tipos e Local da incisão

Todas as mamoplastias envolvem uma pequena incisão, através da qual um implante é inserido durante a cirurgia. Atualmente a incisão pode ser realizada em 3 locais diferentes, consoante cada caso:

Através da aréola (Periareolar)

A mamoplastia de aumento realizada através da incisão na fronteira entre a aréola e o peito é a opção ideal para as mulheres que optam pelos implantes de silicone.

Neste caso, é importante referir também que as mulheres com aréolas visivelmente mais escuras que a pele da mama são as candidatas ideais, uma vez que o contraste da cor esconde a cicatriz.

Em pacientes com as aréolas escuras por vezes recomenda-se a exposição da cicatriz ainda imatura (hiperemia) à luz solar, aumentando a pigmentação no local e consequentemente camuflando melhor a cicatriz.

Já no caso das mulheres com as aréolas mais claras é pedido o contrário, proteção máxima da cicatriz aos raios solares.

Benefícios da incisão Periareolar:

  1. A cicatriz fica escondida pelo tecido areolar e contraste da cor;
  2. Pode ser utilizado qualquer tamanho de implante de silicone (ou solução salina);
  3. É a melhor técnica para ocultar a cicatriz quando se utilizam implantes de silicone de maiores dimensões;
  4. Existe bom controlo sobre formação do tecido mamário;
  5. É uma boa abordagem para uma cirurgia mamária adicional;
  6. É uma boa técnica para o tratamento de casos ligeiros de flacidez da mama (isto é, é possível realizar uma pequena elevação da mama (mastopexia);
  7. Os implantes podem ser colocados acima ou atrás do músculo peitoral.

As mulheres com um diâmetro da aréola inferior a 2 centimetros “não são candidatas” para a técnica Periareolar.

Através da axila (Transaxilar)

Esta é uma abordagem interessante, pois elimina completamente a necessidade de incisões cirúrgicas nos seios. Como resultado, não haverá nenhuma cicatriz sobre ou sob os seus seios, pois as incisões estarão escondidas nas axilas.

Na maioria dos casos a cicatriz Transaxilar cura bem, de modo que, mesmo levantando os braços, ninguém será capaz de detetar a cicatriz.

Ambos os tipos, “Solução salina ou Silicone” (até certo tamanho) podem ser colocados através da técnica.

Benefícios da incisão Transaxilar:

  1. Não existe necessidade de cicatrizes na mama;
  2. A cicatriz fica bem camuflada na axila;
  3. Os implantes podem ser colocados acima ou abaixo do músculo peitoral.
  4. Ao contrário da incisão Periareolar, esta também técnica permite apenas a colocação do implante atrás do músculo peitoral.

As mulheres com os seios grandes, caídos (seios flácidos, ptose), ou que desejam a colocação do implante acima do músculo peitoral “não são candidatas” à técnica via transaxilar.

Incisão Inframamária

Esta técnica realiza a incisão em baixo da mama (na dobra), proporcionando acesso fácil e direto à colocação do implante, quer acima ou abaixo do músculo peitoral.

É a abordagem mais popular e melhor para as mulheres com a dobra da mama bem definida.

Vantagens da Incisão Inframamária:

  1. Melhor visibilidade para a colocação e posicionamento do implante.
  2. Em mulheres com a dobra mamária mais profunda, a cicatriz fica totalmente escondida pela mama.
  3. É uma boa abordagem para uma cirurgia mamária adicional.
  4. É uma boa abordagem para o tratamento de casos ligeiros de flacidez.
  5. Minimiza o risco de contratura capsular.
  6. O tecido mamário não é ferido, sendo que não existe nenhum efeito negativo sobre a amamentação.

Desvantagens:

  1. Cicatriz debaixo do seio.
  2. Dificuldade em esconder a cicatriz no seios pequenos e apertados, sem dobras profundas.
  3. A cicatriz pode ser visível quando a mulher está deitada.

Anestesia Utilizada

Anestesia Geral Usada Na Mamoplastia De AumentoRegra geral, todas as cirurgias de aumento da mama são realizadas sob anestesia geral. A paciente permanecerá totalmente adormecida e completamente inconsciente durante o processo, não sentindo qualquer dor.

A anestesia começa com a inserção de uma linha intravenosa administrada pelo anestesista. É através dessa linha que será dada a medicação de indução para a paciente relaxar e começar a dormir, bem como a administração de líquidos ou qualquer outra medicação necessárias.

A anestesia geral é mantida durante todo o procedimento através de gases que a paciente vai inalar através de uma máscara para o efeito.

Normalmente o anestesista faz uso de máscaras laríngeas, o que significa que não existe necessidade em inserir um tubo pela garganta (traquéia), a menos que seja absolutamente necessário.

A vantagem desta opção é que a paciente não vai acordar com desconfortos na garganta, uma situação comum aos tubos endotraqueais.

Uma vez concluída a cirurgia, o anestesista desliga o gás e a paciente lentamente começa a acordar (durante os próximos 60 segundos ou menos).

Durante o sono profunto, são usados vários monitores para garantir que a paciente está totalmente confortável e totalmente inconsciente de qualquer cirurgia.

Mamoplastia De Aumento Antes E Depois Com Implantes MamáriosO que acontece se o implante de silicone se romper?

O silicone é uma substância inerte.O corpo não deve reagir a Ele”.

Se pensa ter uma ruptura ou outra complicação, a primeira coisa que deve fazer é consultar o médico para ser examinada.

A ruptura do implante de silicone na maioria dos casos não é detectável clinicamente a olho, sendo necessária uma ressonância magnética.

Em caso de ruptura, o silicone por si só, não deve criar sintomas adversos como febre, respostas auto-imunes, Inchaço dos gânglios linfáticos, reacções alérgicas, erupções cutâneas, dores articulares, ou qualquer doença reconhecida, uma vez que tem sido estudado exaustivamente por essas mesmas razões “segurança”.

O resultado da ruptura é referido como “vazamento intracapsular“, uma vez que o gel sai para o exterior do implante, mas permanece no interior da cápsula (que naturalmente se forma em volta do implante).

O vazamento intracapsular pode permanecer ‘silencioso‘ por muitos anos, daí a necessidade de exames de ressonância magnética para auxiliar na detecção do vazamento.

Nos casos em que o Gel esteve em contacto com a cápsula durante muito tempo, podem desenvolver-se sintomas de dor ou sensibilidade mamária; e a irritação da cápsula pode levar a calcificações e contratura cápsular, levando à deformação do implante.

E em relação aos implantes de solução salina?

Quanto tempo posso viver com o implante salino vazio no meu corpo antes que cause danos? Devo substituí-lo ou removê-lo imediatamente? Existe perigo? (Ver Imagem Abaixo)

Ruptura De Implante De Solução SalinaSintomas: A paciente pode apresentar dor na mama, alterações permanentes na sensibilidade do mamilo, distorção na forma da mama e ondulação visível e, vermelhidão na pele. Pode ocorrer contratura capsular, levando ao desenvolvimento de capsulite.

Ao contrário do silicone, os implantes salinos são mais “user-friendly”, sendo os fluidos reabsorvidos pelo corpo e excretados pela urina.

A melhor altura para substituir o implante salino em caso de ruptura é imediatamente após notar a deflação. A razão para tal é porque a cápsula (camada de cicatriz em volta do implante), começa a encolher em volta do implante, uma vez que este está vazio.

Não realizar a substituição do implante nas próximas 2 a 4 semanas, pode exigir uma nova cirurgia para abrir a cápsula, que encolheu como consequência do longo tempo de espera. Esta cirurgia tem o nome de capsulotomia e tem o objetivo de posicionar adequadamente o novo implante.

A ruptura é geralmente uma situação inofensiva, a menos que exista a presença de fungos ou bactérias no interior do implante, causando febre e possíveis infecções que se podem tornar graves. Neste caso a paciente deve dirigir-se imediatamente ao médico para prescrição de antibióticos.

Riscos e Complicações

A Cirurgia para aumentar os seios é um procedimento seguro, desde que seja feito por um cirurgião plástico qualificado. No entanto, como em qualquer outra cirurgia pode haver o desenvolvimento de algumas complicações e riscos para a saúde da mulher.

Contratura Capsular e Mau Posicionamento do Implante

As complicações que mais frequentemente levam à realização de uma segunda cirurgia de correção são, a contratura capsular, que ocorre quando a cicatriz interna, que se forma em redor do implante, reduz excessivamente, ou o mau posicionamento do implante.

A contratura capsular pode ser tratada de várias formas, por vezes exigindo a remoção da cicatriz interna ou, mesmo a substituição do implante.

“Tal como acontece com todas as cirurgias, a prevenção é a chave para o sucesso”. A adoção de uma abordagem precisa que se concentra na avaliação do paciente, um planejamento baseado nos tecido, na técnica cirúrgica e nos cuidados pós-operatórios, vão ajudar tanto o paciente como o cirurgião a minimizar as suas próprias taxas de complicações.”

Hematomas

Outras complicações, típicas de qualquer cirurgia são os hematomas, que só em casos específicos requerem um nova cirurgia para remover o sangue acumulado.

Infecção na Mama

Existe uma pequena percentagem de mulheres que pode desenvolver infecções em redor do implante, geralmente dentro das primeiras semanas após a cirurgia.

É uma situação que pode ocorrer a qualquer momento, mas é vista com mais frequência acontecer uma semana após a cirurgia. Em alguns casos, é necessário remover o implante durante vários meses até a infecção ser tratada.

Sensibilidade Mamária

Algumas mulheres notam os mamilos mais ou menos sensíveis, podendo por vezes esta perda de sensibilidade ser total. Estas mudanças na sensibilidade mamária são geralmente temporárias, embora em alguns casos, sejam permanentes.

Fertilidade, gravidez e amamentação

Não existem estudos que mostrem que os implantes da mama afetem a fertilidade, a gravidez ou a amamentação.

Ruptura dos Implantes mamários

Embora sejam raros os casos, é uma situação que pode ocorrer. Em muitos casos, pode ser difícil de detetar. Geralmente é assintomático, embora a mulher necessite prestar sempre atenção a algumas mudanças na sua saúde em geral.

Os sintomas de ruptura variam de paciente para paciente, podendo ocorrer dor, sensibilidade mamária, dormência, formigamento ou queimação.

A paciente pode também notar algumas mudanças na forma da mama, tamanho e contorno.

A Food and Drug Administration (FDA) recomenda a realização de alguns exames (como o caso da ressonância magnética dos implantes), 3 anos após a cirurgia, com o objetivo de detectar uma possível ruptura silenciosa.

Câncer (linfoma anaplásico de grandes células )

Embora os implantes estejam associados a um baixo risco de doenças, a Food and Drug Administration (FDA) afirma haver um risco aumentado para o desenvolvimento de uma forma rara de câncer, chamado de linfoma anaplásico de grandes células.

Nos últimos seis anos a FDA monitorizou mais de 350 casos de linfoma associados aos implantes mamários, em que dos quais resultaram nove mortes. A maioria destes casos ocorreu na variedade de implantes texturizados ou em gel de silicone. (Fonte)

Os implantes texturizados, que têm uma maior área de superfície, transportam um risco significativamente maior uma vez que atuam como um canal passivo para o crescimento e proliferação de bactérias, diz pesquisa.

A pesquisa revela ainda que os implantes fabricados pela Allergan são responsáveis por 58,7 por cento dos linfomas desenvolvidos em mulheres que realizaram o procedimento.

O segundo tipo de implante associado ao desenvolvimento de linfomas, foram os revestidos com poliuretano, fabricados pela Silimed.

O tempo médio para o desenvolvimento da doença foi calculado em cerca de 7 anos.

Os pesquisadores estimam que na Europa e nos Estados Unidos, 1 em cada 30.000 mulheres com implantes texturizados, vai desenvolver a doença. Mas na Austrália a estimativa é superior: 1 em cada 10.000 mulheres.

O preenchimento dos implantes, seja silicone ou soro fisiológico, parece não fazer diferença, uma vez que os números foram semelhantes para os dois tipos.

Os sintomas de linfoma normalmente incluem inchaço e acumulação de líquido em torno do implante. Por vezes, há o desenvolvimento de nódulos na mama ou na axila.

O diagnóstico médico é simples, e a doença geralmente é tratável, mas por vezes fatal, quando detetada tardiamente.

A remoção do implante e de toda a cápsula de tecido cicatricial em torno dele, muitas vezes elimina o linfoma. Nos casos tardios em que o câncer já se espalhou, a mulher necessita de realizar quimioterapia e por vezes radiação.

Portanto, antes de avançar, pergunte ao cirurgião ou equipa médica qual o tipo de textura dos seus implantes.

A pós a cirurgia, e no caso de desenvolver vermelhidão, nódulo, inchaço, dor ou algum grau de assimetria em torno do implante, consulte o cirurgião imediatamente.

Recuperação e Pós Operatório

Uma das maiores preocupações da mulher sobre o aumento do peito é o pós operatório e a recuperação da cirurgia. O que posso esperar? Quanto tempo de recuperação exige o implante mamário? Quando é que as cicatrizes vão realmente começar a desaparecer?

Dias 1-4: Período inflamatório: inchaço, dor, desconforto. risco precoce de hemorragia nas primeiras 24 horas. Este é o período em que se realiza a toma da maioria dos medicamentos.

Mover os braços é essencial (se permitido pelo cirurgião), para minimizar as dores dos espasmos (contracção muscular involuntária). Podem surgir Nódoas negras (hematomas). É também comum nesta fase haver alguma retenção de líquidos e algum ganho de peso.

Dias 4-10: Geralmente a paciente já pode usar o chuveiro e molhar as feridas (se permitido pelo cirurgião). A Barriga pode estar mais inchada que o normal, uma vez que o inchaço vai para a zona inferior do corpo.

Pode surgir obstipação (Prisão de ventre) devido à toma de analgésicos.

A dor tende a diminuir durante o dia com menos necessidade de medicamentos. No entanto, a esta tem tendência a ocorrer durante a noite e é pior quando a colocação da prótese é realizada no plano submuscular (quando os implantes mamários são colocados por baixo do músculo peitoral).

Nesta fase os hematomas começam a estabilizar.

Quando permitido pelo cirurgião nesta fase, deve começar a realizar alguns exercícios/massagens para o deslocamento do implante, (Ver Vídeo).

Entre o 7º e 10º deve estar atenta a sinais de hemorragia ou infecção.

Dias 10-21: Neste período o risco de infecção e sangramento são reduzidos. O aumento da atividade física, tais como de exercícios de baixo impacto, evitando sempre os Exercícios de resistência extremos, deve começar nesta fase.

A formação inicial da cápsula e a grande maioria do inchaço começa a diminuir durante este período, surgindo apenas dores ocasionais durante a noite.

Nesta fase os nervos começam a acordar novamente, o que pode causar uma “sensação de picadas de agulha” na área do mamilo.

É normal neste período existirem algumas áreas da pele com sensação de formigamento e dormência.

Nesta fase deve também dar inicio a outros exercícios e massagens de deslocamento de implantes mais avançados (aconselhe-se com o seu médico).

Dias 21-42: Geralmente é um “Período Plateau”, de pausa, em termos de cicatrização de feridas. Não se verificam muitas mudanças, para além dos restantes 20% da cápsula que tende a ser formada durante este período.

Raramente exige a toma de quaisquer analgésicos, fazendo uso apenas de ibuprofeno ou tylenol (consulte o seu médico antes de mudar a medicação).

Nesta fase normalmente a paciente pode começar a transição do exercício de baixo impacto para atividades aeróbicas de maior impacto e, começar um curso lento, mas gradual e progressivo de exercícios de resistência na zona superior do corpo (avalie com o seu médico).

Dias 42-9 meses: Nesta fase verifica-se o relaxamento progressivo do tecido cicatricial, a descida do implante, e a redução dos restantes 5-10% de inchaço. É nesta fase que os seios geralmente se tornam mais suaves e desenvolver um jiggle (um balançar natural).

É nesta fase, que a maioria das mulheres toma realmente “posse” dos implantes, tornando-se estes parte integrante da sua imagem corporal. No entanto, tal como tudo, é uma situação que varia “enormemente” entre todas as pacientes.

“É também nesta fase que muitas Mulheres sentem que o tamanho dos implantes não é suficientemente grande, ou não tem o volume que pretendiam.”

Embora os seios inicialmente mostrem uma aparência estável, é importante perceber que esta “estabilidade” pode mudar a qualquer momento: devido a uma gravidez, ganho de peso, ou menopausa.

PS: Cada caso é um caso, e cada paciente tem um período de recuperação e pós-operatório diferentes.

O que não posso fazer durante o período Pós Operatório?

Só poderá Beber bebidas alcoólicas depois de ter parado de tomar os medicamentos para as dores.

Não pode Dormir de barriga para baixo ou para os lados durante 6 semanas. Como Dormir? Durante esta fase deve dormir em posição supina (peito para cima), e com um Sutiã Pós Cirúrgico, recomendado para uso pós Impantes mamários, que mantém a posição dos implantes.

Não pode correr, saltar ou realizar qualquer outra atividade física vigorosa com o potencial de abrir as feridas, ou alterar a posição dos implantes.

Deve ter algum cuidado nos Banhos, durante as 2 primeiras semanas. Após os primeiros dias, pode tomar banho, mas certifique-se de secar bem os ferimentos (deve usar um secador de cabelo num nível baixo para secar completamente as feridas e os curativos).

Não deve molhar os ferimentos nos primeiros 2 a 4 dias após a cirurgia, a menos que a equipa médica aplique um curativo à prova de água para proteger as cicatrizes.

Não deve retirar a compressa cirúrgica até ser aconselhada a fazê-lo.

Não deve usar sutiã (ou push-up bras) durante pelo menos 6 semanas após a cirurgia (ou, até os ferimentos estarem devidamente curados.

Dúvidas Frequentes

As perguntas e respostas seguintes vão-lhe dar a conhecer outras preocupações comuns de muitas mulheres sobre os cuidados a ter na fase posterior á realização de uma mamoplastia de aumento.

Quanto tempo tenho que usar o sutiã cirúrgico? Quando posso comprar e usar sutiãs normais?

O sutiã cirúrgico deve ser usado de dia e de noite até conselho em contrário. Normalmente o uso estende-se a 2 ou 4 semanas após a cirurgia.

A mulher é aconselhada a esperar para comprar novos sutiãs até 1 mês após a cirurgia (ou mais), até os implantes estarem completamente estabelecidos e sem qualquer inchaço na área envolvente.

Os meus mamilos e cicatrizes parecem estar meio dormentes ou com hipersensibilidade, isso é normal?

Sim. As alterações na sensibilidade imediatamente após a cirurgia são muito comuns e normalmente desaparecem após 3 a 6 meses. Neste período é normal a mulher sentir dormência, formigueiro, ou a área mais sensível.

Quando posso dirigir?

Pode começar a conduzir novamente quando terminar a medicação para as dores (à base de codeína), que prejudica os reflexos e pode fazer sentir-se sonolenta e, quando se sentir com segurança e conforto para manobrar o carro.

Quando posso começar a realizar exercício físico?

O exercício físico extenuante aumenta a pressão arterial e deve ser evitado nas 2 primeiras semanas (o que inclui também a realização de atividades sexuais).

Após este período, pode começar gradualmente pelos exercícios de baixo impacto cardio (exercícios e movimentos que não originem o movimento brusco dos seios e implantes mamários).

Após 6 semanas pode retomar lentamente as atividades físicas mais vigorosas. Se no seu caso as próteses foram colocadas abaixo do músculo (sub-muscular ou sub-peitoral), aconselhamo-la a evitar atividades que envolvam diretamente o músculo peitoral maior (pectoralis major) durante as 12 primeiras semanas.

Estes exercícios incluem: flexões, supino em máquina ou “Chest Press”, aberturas/crucifixo com halteres em banco, e as posições de ioga, onde o peso do corpo é suportado pelos braços).

Quando posso retornar ao trabalho depois da cirurgia?

A maioria das mulheres pode retornar ao trabalho “do tipo de escritório” alguns dias após a cirurgia. Se o trabalho envolve maiores atividades, deve organizar-se e realizar apenas pequenas tarefas leves durante um período de 2 semanas, se possível, ou ausentar-se do trabalho durante este período.

Quando posso iniciar os tratamentos para minimizar as cicatrizes?

Para ajudar a minimizar as cicatrizes, os tratamentos à base de silicone são a melhor opção, mas só devem ser usados se necessário (e, geralmente, só depois das incisões ficarem totalmente curadas). Deverá perguntar ao médico qual o momento ideal para começar a usar estes tratamentos.

O Gel Kelo-cote é uma das opções. Está indicado para o tratamento de cicatrizes hipertróficas e quelóides, antigas e novas, resultantes de procedimentos cirúrgicos.

O Kelo-cote gel é uma fórmula dermatológica à base de silicone, aplicada sobre a cicatriz para evitar a formação anormal ou excessiva de cicatrizes.

Ajuda a promover o achatamento da cicatriz e qualquer descoloração ou vermelhidão.

Além dos tratamentos à base de silicone, algumas técnicas de massagem para cicatrizes após a cirurgia, são provavelmente uma das melhores ferramentas para combater o desenvolvimento anormal de cicatrizes.

Mamoplastia De Aumento Antes E Depois Com Implantes MamáriosComo ficam as Cicatrizes, Qual a Cor, desaparecem totalmente com o tempo?

Inicialmente ficam com uma coloração rosada, tonalidade que continuamente vai melhorando com o tempo a partir da 6º semana. Tal como referido anteriormente o Gel Kelo-cote acelera e melhora o resultado final.

Após alguns meses, as cicatrizes começam finalmente a desaparecer, mas nunca totalmente.

Cuidado com os dias de sol na praia (deve proteger bem a cicatriz)!

Mamoplastia De Aumento Antes E Depois Com Implantes MamáriosCancro de Mama

Em pacientes que realizaram mastectomia após câncer de mama, quando realizada a cirurgia reconstrutiva, o risco de infecção é 10 vezes maior, de acordo com um estudo realizado pela Universidade de Genebra, Suíça.

Mamografia

Quando uma mulher com prótese mamária solicitar fazer uma mamografia de rotina, deve ir a um centro de radiologia, onde existam técnicos experientes com as técnicas especiais necessárias para obter-se um raio-x de confiança.

O reexame através de um ultra-som pode ser benéfico em algumas mulheres com implantes de forma a detectar problemas no tórax ou para avaliar o estado do implante.

Resultados

Mamoplastia De Aumento Antes E Depois Com Implantes Mamários

Apesar de conferir resultados permanentes, o efeito definitivo da mamoplastia de aumento é conseguido apenas ao fim de 6 meses. Uma vez realizada a cirurgia, é necessário marcar consultas periodicamente, para as próteses serem controladas.

A mamoplastia não interfere com a amamentação, no entanto, é fundamental seguir uma dieta saudável e evitar grandes variações de peso em espaços de tempo muito curtos.

Tenha em atenção que os implantes tornam mais difícil a visualização do tecido mamário através da mamografia, o que significa o recurso contínuo ao auto exame e exame médico manual, complementado com a mamografia e/ou ecografia.

Clínicas Onde Fazer?

CCPR – Clínica Cirúrgica Plástica Reconstrutiva;
Centro Cirurgia Plástica Jaime Rocha;
Clínica Atlanta;
Clínica de Todos os Santos;
Clínica Francesa;
Clínica Milénio;
Corporación Dermoestética – 7300 euros;
Clinica Luso Espanhola – Porto – Dr. Emilio Vale – 3000€ a 4000€;
Slim Center / Sanfil – Coimbra – Dr. Celso Cruzeiro – 3500€ a 3750€ + 65€ da 1ª consulta e com possibilidade de financiamento até 24 meses s/juros;
Clinica Uniplástica – Famalicão – Avenida dos Descobrimentos, Edifício Las Vegas , nº73;
Clínica em Braga: não conheço, mas fica na Rua Damão, 57 r/c – Dr. Edgardo Malheiro – 2750€;
Clinica Atlanta – Lisboa – Dr. Seixas Martins – 5525€ a 6200€;
Clinica MyMoment – Lisboa – 5300€ com financiamento até 12 meses sem juros;
Casa de Saúde Santa Filomena – Coimbra – Dr. Celso Cruzeiro – 3500€;
Cuf Descobertas – Lisboa – Dr. José Aplleton – 6500€;
Hospital da Luz – Lisboa – Dr.José Guimarães Ferreira, Dra. Fátima, Dr. João – 4820€;
Clinica da Marinha Grande – Leiria – Dr Teles +- 3000€p.s.- o Dr. Teles também da consultas no Pombal, Caldas da Rainha, Coimbra e Faro.
Clinica 5sensi – Saúde e Bem Estar, Lda – Rua Padre Himalaia nº 181, 4900-926 Viana do Castelo

Dica:

Para quem possuí ADSE é de aproveitar porque baixa o valor da operação, informem-se na clínica onde pretendem operar!

Planos de Saúde

Seguros de saúde como a MULTICARE, MÉDIS, ETC é para esquecer porque não cobrem cirurgias plásticas.

A maioria dos planos de saúde não cobre os custos deste tipo de cirurgia, nem os custos associados a possíveis complicações resultantes da cirurgia.

Algumas seguradoras excluem ainda, os custos relacionados com doenças da mama em pacientes que têm implantes mamários.

Cirurgias pelo SNS (Sistema Nacional de Saúde – ESTADO) só o Hospital da Prelada é que teve sucesso até agora mas as listas de espera pelos vistos são enormes!

Continuação » 11 Incríveis Remédios Caseiros para Aumentar os Seios Naturalmente

Ou Conheça Outras Cirurgias Plásticas Aqui