-->Manutenção artificial da vida divide sociedade - Educar Saúde

Manutenção artificial da vida divide sociedade

Publicado em 28/05/2010. Revisado por Equipe Editorial a 13 janeiro 2018

Manutenção artificial da vida divide sociedade

O caso de uma doente em coma alimentada artificialmente por ordem do tribunal, contra a vontade da família, está a abalar o país vizinho e a fazer renascer o debate da eutanásia. Segundo o El País de dia 17, o Hospital Infanta Leonor, em Madrid, recusou-se a retirar a alimentação artificial a uma doente em coma desde Novembro, como pretendia a família, alegando que a mesma não tinha deixado testamento vital. A instituição enviou o caso para tribunal, que lhe deu razão, obrigando à alimentação da doente apesar de os pareceres médicos reconhecerem que esta não tem possibilidade de recuperação ou de tratamento. Entretanto, o número dois do Ministério da Saúde de Espanha veio dizer publicamente que seria lógico aceitar a vontade da família.

Saiba mais sobre:
A informação foi útil? Sim / Não

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.
Autores
Equipe Editorial

A essência da medicina não se restringe apenas ao diagnóstico e prescrição. A verdadeira missão está em informar, acolher, participar, apoiar e confortar as pessoas em suas dores e sofrimentos. Em ser uma referência técnica e humana em momentos de intensa insegurança e medo.

Todos os artigos desenvolvidos pela nossa equipe editorial são revisados por médicos da sua especialidade, esforçando-nos sempre para ser objetivos e apresentar os dois lados do argumento. Pode consultar a nossa equipe de especialistas Aqui

A nossa equipe concentra-se assim em garantir que o conteúdo, os produtos e os serviços fornecidos pela plataforma mantenham os mais elevados padrões de integridade médica, ajudando a garantir que todas as informações que o usuário recebe, sejam precisas, e baseadas em evidências, atuais e confiáveis.

Para além disso, todo o conteúdo é revisado e atualizado continuamente para garantir a sua precisão.

O processo de atualizações é simples.

Sabemos que os padrões de tratamento para algumas condições, como o câncer e a diabetes (por exemplo) mudam e estão em constante evolução, de modo que, existem conteúdos que devem ser revisados com maior frequência, de forma a garantirmos que a informação existente e recém-publicada reflita sempre as informações mais precisas e atuais. Saiba mais sobre nós Aqui

Se encontrou alguma imprecisão ou erro nos nossos conteúdos, informe-nos através da nossa página de Contato.