Medicamento Genérico ou similar – características e como escolher

Revisado por Equipe Editorial a 13 janeiro 2018

Medicamentos Genéricos ou similares – Conheça suas características e saiba como escolher

Para entender os diferentes tipos de remédios disponí veis, hoje, no mercado farmacêutico é preciso conhecer os medicamentos de marca ou referência, os genéricos e os similares. Segundo dados da Agência Nacional de Vigilância Sanitária:

Medicamento de marca ou referência: é o produto inovador. Geralmente o primeiro remédio que surgiu para curar determinada doença, cuja eficácia, segurança e qualidade foram comprovadas cientificamente no registro.

Genérico: passa por testes de bioequivalência para comprovar que tem o mesmo comportamento no organismo (in vivo), e as mesmas características de qualidade (in vitro) do medicamento de referência. Esses trazem na embalagem a frase “medicamento genérico – Lei 9.787/99” e o nome do princípio ativo.

Similares: adotam uma nova marca comercial. Desde 2003, também passam por testes de bioquivalência e são obrigados a apresentá-los no momento do registro. Os que já eram certificados devem renovar o registro e, até 2014, todos terão os testes comprovados. Fique atento na hora da compra.

Genéricos e similares podem ser considerados ‘cópias’ do medicamento de marca, mas têm sua qualidade comprovada cientificamente por estudos clínicos e preços, muitas vezes, bem mais acessíveis ao bolso do consumidor.