-->Medo de Dormir Sozinho - Educar Saúde

Medo de Dormir Sozinho

Publicado em 21/08/2014. Revisado por Drª Gizele Cunha (Pediatra, Alergologista e Pneumologista Infantil - CRM/SP: 116541) a 16 dezembro 2018

O medo de dormir sozinho é algo frequente entre as crianças com cerca de 3 anos de idade, mas os pais devem fazer um esforço para que a criança consiga ultrapassar esse medo.

O que geralmente acontece é que aos 3 anos, as crianças começam a ter um sono mais profundo e começam a ter sonhos (que podem ser bons ou maus).

Nesta altura, as crianças ainda não possuem a capacidade de diferenciar o sonho da realidade e por essa razão, podem por vezes acordar assustadas com aquilo que sonharam.

O Que Fazer Para Ajudar a Criança a Superar o Medo

Sempre que este tipo de situações ocorre, os pais devem conversar com a criança para tentar perceber qual a causa do medo de dormir sozinho.

Se a criança sonhou, deve-se tentar que ela conte o seu sonho. É importante que a criança tenha oportunidade de verbalizar o seu medo. Depois, os pais devem explicar que aquele sonho não corresponde à realidade.

Quando as crianças demonstram medo de ficarem sozinhas durante a noite, os pais podem colocar uma luz de presença no seu quarto. Esta simples luz transmite uma sensação de maior segurança.

Alternativamente, os pais podem deixar que a criança durma com um dos seus bonecos favoritos ou deixar a porta do quarto aberta. Com estas ações simples as criança vai sentir-se mais segura.

Se ainda assim, a criança continuar a mostrar receio, então os pais devem tentar permanecer por perto, procurando ajudar a criança a adormecer. Os pais podem, por exemplo, tentar ler uma história para reconfortar a criança e induzir o sono.

Nas situações em que a criança mostra medo de “monstros imaginários”, os pais devem tranquilizá-la dizendo que estão ali mesmo ao pé e que não deixar que nada aconteça.

O que é realmente importante, sempre que uma criança tem medo de dormir sozinha, é não ignorá-la, nem tentar obrigá-la a dormir. Conversar com a criança, tentar compreender qual é a causa do medo e acompanhá-la sempre que necessário é a chave para ultrapassar esse medo.

Saiba mais sobre:
A informação foi útil? Sim / Não

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.
Autores
Drª Gizele Cunha (Pediatra, Alergologista e Pneumologista Infantil - CRM/SP: 116541)

Pediatra, Alergologista e Pneumologista Infantil - CRM/SP: 116541

A Dra Gizele Ferreira Cunha é Graduada em Medicina pela Universidade de Ribeirão Preto - SP - 2004. Além disso possui:

- Especialização em Alergia e Imunologia Infantil pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (HCRP - FMRP - USP) – 2009.

- Especialização em Pneumologia Infantil pelo Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (HCRP - FMRP - USP) – 2007.

- Especialização em Pediatria pela Universidade de Ribeirão Preto - 2006 .

Endereço: Avenida Senador César Vergueiro, 571 - Ribeirão Preto - SP - Email: cviver@bol.com.br - Telefone: (16) 33291337

Também pode encontrar a Drª Gizele no Linkedin e Facebook