-->Medo de ir ao dentista - Educar Saúde

Medo de ir ao dentista

Publicado em 17/06/2010. Revisado por Drª Raquel Pires (Nutricionista - CRN-6 nº 23653) a 8 dezembro 2018

Medo de ir ao dentista? É urgente mudar as mentalidades para que os problemas de saúde oral dos portugueses não se agravem. É que fugir do dentista não é solução. Ir ao dentista é, ainda para muita gente, algo muito complicado. Segundo um estudo recente, executado pela Sociedade Portuguesa de Estomatologia e Medicina Dentária, os portugueses vão pouco ao dentista. No que parecem ser as causas principais para esta situação, estão incluídos:

O facto das pessoas acharem caro ir ao dentista;
A falta de percepção dos problemas existentes;
O medo de ir ao dentista.

Estas razões existem e devem ser ponderadas por todos. Em relação ao valor das consultas, o problema parece ser insolúvel, pois o mercado é livre e os custos são elevados. No entanto, cabe cada vez mais ao consumidor exigir qualidade pelos serviços que pagou. Por outro lado, ir ao dentista regularmente é poupar dinheiro. É que se os problemas não acontecerem, os tratamentos necessários serão sempre mais económicos. A saúde não é cara, o que é caro é a doença. A falta de percepção dos problemas é uma causa difícil de solucionar. Na nossa cultura de saúde somos levados a actuar em função de um sintoma, se não dói é porque está bem. Enquanto esta forma de agir continuar, dificilmente agiremos com uma mentalidade preventiva – muito mais eficaz na prevenção dos grandes problemas de saúde oral.

Cabe aos profissionais de saúde oral investir na formação dos seus pacientes e às escolas, aos professores e aos pais mudarem as mentalidades de saúde das futuras gerações. O medo de ir ao dentista é ainda uma grande causa do afastamento dos indivíduos das consultas de medicina dentária. No entanto, a medicina dentária mudou muito nestes últimos anos, hoje em dia, os tratamentos dolorosos são quase uma memória.

Mas convém sempre lembrar que o típico «deixa andar» até doer é ainda o único responsável por tratamentos mais difíceis. Pacientes controlados dificilmente têm problemas na boca e se por acaso algo acontecer os tratamentos precoces são sempre mais fáceis. É caso para dizer, não tenha medo, vá!

Saiba mais sobre:
A informação foi útil? Sim / Não

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.
Autores
Drª Raquel Pires (Nutricionista - CRN-6 nº 23653)

Nutricionista Clínica - CRN-6 nº 23653

A Drª Raquel Pires é Nutricionista, Health Coach e Personal Diet, com grande experiência em atendimento em consultório e Idealizadora do Projeto ESD (Emagrecimento sem Dor).

Formação Acadêmica

- Graduada pela Universidade Santa Úrsula. - Pós Graduada em Nutrição Clínica. - Pós Graduada em Prescrição de Fitoterápicos e suplementação Nutricional Clínica e Esportiva. - Pós Graduada em Nutrição Aplicada ao Emagrecimento e Estética.

Também pode encontrar a Drª Raquel no Linkedin, Facebook e Youtube

Marcação de consultas 88-99685-0858