-->Melhor tratamento para estrias: cirurgia plástica transcisão - Educar Saúde

Melhor tratamento para estrias: cirurgia plástica transcisão

Publicado em 20/01/2015. Revisado por Equipe Editorial a 24 outubro 2018

Quando surgem, as estrias são um problema bastante difícil de resolver, deixando a pele com um aspeto bastante inestético.

Estruturas muito semelhantes a cicatrizes, as estrias resultam do rompimento das fibras que sustentam a camada intermédia da pele, causado por diversas razões, nas quais se incluem a gravidez, aumento súbito de peso, efeito sanfona, ressecamento da pele, entre outras.

Apesar de as estrias não terem um tratamento simples, há no entanto um melhor que todos os outros.

O melhor tratamento para estrias é a cirurgia plástica transcisão, já que consegue eliminar quase por completo estas cicatrizes. Saiba mais sobre este método.

Cirurgia plástica transcisão – melhor tratamento para estrias

A cirurgia plástica transcisão é uma técnica que consiste na abertura de um pequeno corte em toda a extensão da estria, de modo a estimular a formação de elastina e colágeno.

Estas substâncias são as responsáveis pela sustentação, firmeza e elasticidade da pele. Este método é bastante eficaz, sendo indicado tanto para estrias brancas ou vermelhas.

No final do procedimento cirúrgico, o paciente terá de manter-se com um curativo na área intervencionada durante cerca de uma semana.

O tempo de tratamento varia muito de pessoa para pessoa, dependendo do tipo de estria, do seu tamanho e espessura, e ainda, da capacidade de cicatrização da sua pele.

No entanto, na segunda semana começam já a ser visíveis os resultados deste tratamento, com as estrias a terem um aspeto mais fino.

Publicidade

No final do tratamento, as estrias terão desaparecido quase por completo, já que esta técnica consegue eliminar perto de 90% das estrias.

Publicidade

» Conheça 5 Remédios para Estrias Apoiados pela Ciência

Técnicas complementares

Há vários métodos e técnicas estéticas que podem ser utilizadas como complemento à cirurgia plástica transcisão, promovendo a agilização de todo o processo.

Técnicas como laser, peeling químico com ácido retinóico, aplicação de cremes para estrias à base de lactato de amônia e vitamina C, podem ser muito úteis para facilitar e acelerar a regeneração das fibras elásticas que sustentam a pele.

Cuidados a ter após a realização da cirurgia plástica transcisão

Apesar de a cirurgia plástica transcisão ser o melhor tratamento para estrias, se não tiver certos cuidados, elas podem voltar a surgir.

Assim, deve seguir uma alimentação cuidada, que promova um eficaz controlo do seu peso e do seu volume e evite o efeito sanfona, e ainda, hidratar-se devidamente.

Fotos Antes e Depois

Cirurgia plástica transcisão

Saiba mais sobre:
A informação foi útil? Sim / Não

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.
Autores
Equipe Editorial

Todos os artigos desenvolvidos pela nossa equipe editorial baseiam-se em evidências científicas, sendo todos eles revisados por médicos da sua especialidade, esforçando-nos sempre para ser objetivos e apresentar os dois lados do argumento. Pode consultar a nossa equipe de especialistas Aqui

A nossa equipe concentra-se assim em garantir que o conteúdo, os produtos e os serviços fornecidos pela plataforma mantenham os mais elevados padrões de integridade médica, ajudando a garantir que todas as informações que o usuário recebe, sejam precisas, e baseadas em evidências, atuais e confiáveis.

Para além disso, todo o conteúdo é revisado e atualizado continuamente para garantir a sua precisão.

O processo de atualizações é simples.

Sabemos que os padrões de tratamento para algumas condições, como o câncer e a diabetes (por exemplo) mudam e estão em constante evolução, de modo que, existem conteúdos que devem ser revisados com maior frequência, de forma a garantirmos que a informação existente e recém-publicada reflita sempre as informações mais precisas e atuais. Saiba mais sobre nós Aqui

Se encontrou alguma imprecisão ou erro nos nossos conteúdos, informe-nos através da nossa página de Contato.

Publicidade