Melhorar a auto estima

Revisado por Equipe Editorial a 2 junho 2018

Valorizar-se a si mesmo não é sinónimo de superioridade, mas uma excelente forma de melhorar a sua auto-estima. Se não se sentir bem consigo, como espera atrair os outros? Ser-se dinâmico e positivo custa menos do que imagina… Por vezes, basta querer!

Pare um pouco e olhe à sua volta. Por vezes dá por si a pensar que gostava de ser como aquele colega de trabalho, todos os dias bem-disposto e divertido? Ou como aquela amiga que revela uma capacidade fabulosa de encarar o mundo de uma forma optimista, não se deixando abater à menor contrariedade? Nem os seus amigos possuem uma fórmula secreta nem você está impedido de o conseguir.

O truque é simples: aprenda a valorizar-se. Uma boa auto-estima fá-lo-á sentir-se único, mesmo que esteja num dia negro e tudo lhe corra mal. Por isso…

Ria-se de si.

O humor é uma excelente arma para lidar com as dificuldades do dia-a–dia. Dê importância ao que verdadeiramente tem, aos prazeres simples que o deixam bem–disposto e esqueça as contrariedades. Da próxima vez que perder o comboio, sorria. A sua vida não vai acabar por isso.

Mime-se.

A melhor forma de se sentir bem consigo mesmo é encontrar tempo para fazer o que verdadeiramente o satisfaz, quer seja comprar um livro, ouvir um disco ou comer uma caixa inteira de chocolates.

Premeie-se.

Pegue no papel e na caneta e trace novos objectivos pessoais e profissionais. À medida que os for alcançando, compre um presente para si como recompensa do esforço que empreendeu. Sentir-se-á imediatamente melhor.

Perdoe-se.

Não seja tão exigente consigo. Já pensou que a causa das suas angústias pode estar na irrealidade dos planos que traça para si? Valorize as suas vitórias ao invés das derrotas. Conseguiu entregar aquele projecto de trabalho nos prazos indicados? Óptimo. Se mantiver o profissionalismo, terá boas hipóteses de ser promovido, mesmo que não receba hoje o ordenado que deseja.

Seja você mesmo.

Cada pessoa é única, por isso aprenda a ser fiel à sua personalidade. Não tenha medo de se revelar. Gosta de passar o sábado à tarde em frente da televisão com um balde de pipocas? Qual é o problema?

Siga os seus sonhos.

Ninguém vai oferecer-lhe de bandeja a concretização dos seus desejos. Por isso, vá atrás do que realmente gosta, dos seus sonhos, dos seus projectos. Sempre quis aperfeiçoar o seu inglês? Inscreva-se já num centro de línguas.

Comunique com os outros.

Está aborrecido? Triste? Teve uma ideia maluca? Pegue no telefone e conte tudo a um amigo próximo. Partilhe as suas emoções e sentimentos. Sentir-se-á muito mais aliviado e confiante.

Motive-se.

A auto-estima assenta sobretudo na sua motivação interna. Por isso, se a sua carreira profissional não o satisfaz, reveja os seus estímulos e estabeleça novas metas. Acima de tudo, não tenha medo de mudar ou começar de novo.

Supere as dificuldades.

Aprenda a lidar com aqueles colegas difíceis que teimam em incomodá-lo. Um truque? Esqueça as atitudes impulsivas e pense bem antes de agir. A ponderação fá-lo-á sentir-se mais confiante.

Assuma as responsabilidades.

A melhor forma de se sentir seguro é assumir os seus sucessos, mas também os seus erros. Afinal de contas, errar é humano e você tem direito a uma segunda oportunidade. Não receie pedir desculpa. Sentirá um alívio imediato.

Esqueça as atitudes negativas!

Você é o máximo! Se não acredita, repita-o todas as manhãs em frente ao espelho. Quando acreditar, mais ninguém duvidará.