Melhorar a memória com Vinho e chocolate preto

Revisado por Drª Raquel Pires (Nutricionista - CRN-6 nº 23653). Publicado em 10 de agosto de 2012

A memória que nós possuímos é o que nos permite recordarmo-nos das coisas que acontecem no dia-a-dia, da nossa identidade, das pessoas que conhecemos, dos nossos conhecimentos, e um pouco de tudo aquilo que nós somos.

Leia Também:

– Doenças Relacionadas com a perda ou falta de Memória: Amnésia, Mal de Alzheimer, Hemorragia Subaracnóidea, Apneia do Sono, Demência, Stress
Mente Ativa
– Alimentos e Substâncias que melhoram a memória: Anis Estrelado, Alecrim

Analisando bem a nossa vida diária, chegamos à conclusão que a nossa capacidade de memorização poderá influenciar bastantes aspetos da nossa vida aos mais diferentes níveis.

Quer seja para coisas que precisemos no dia-a-dia, quer seja para os nossos estudos, quer seja para o trabalho, a nossa capacidade de memorizar coisas e a quantidade de coisas que conseguimos memorizar é cada vez mais importante.

Sendo assim, o ser humano tem procurado investigar diversas formas de conseguir potenciar a capacidade de memória que possui, e de facto tem-se chegado a algumas conclusões curiosas.

Algo que tem sido discutido mais recentemente é o efeito do vinho e do chocolate preto na memória.

Ficou provado cientificamente após várias pesquisas que o consumo de um copo de vinho diário poderá ter efeitos benéficos para a memória.

O mesmo acontece com o chocolate preto, cujo consumo parece ter o mesmo efeito.

A explicação científica para tal lógica é o facto de tanto o vinho como o chocolate possuírem um poder antioxidante considerável, que consequentemente atrasa a degradação das células e consequentemente das redes neuronais que armazenam a memória.

As pesquisas efetuadas basearam-se em testes cognitivos realizados a pessoas consumidoras de Vinho e Chocolate, comparando-as com pessoas que não efetuavam esse consumo sob condições de teste semelhantes.

Contudo, é importante referir que o consumo de vinho e chocolate não deve ser excessivo.

Ambos têm um efeito benéfico, mas o seu consumo em excesso é bastante perigoso e pode ter consequências relativamente graves para a nossa saúde e mesmo prejudiciais às nossas capacidades de memorização.

Conheça 30 Alimentos Incríveis para Melhorar a Memória e a Concentração

A informação foi útil? Sim / Não

Ajude-nos a melhorar a informação do Educar Saúde.

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.
Autores
Drª Raquel Pires (Nutricionista - CRN-6 nº 23653)

Nutricionista Clínica - CRN-6 nº 23653

A Drª Raquel Pires é Nutricionista, Health Coach e Personal Diet, com grande experiência em atendimento em consultório e Idealizadora do Projeto ESD (Emagrecimento sem Dor).

Formação Acadêmica

- Graduada pela Universidade Santa Úrsula. - Pós Graduada em Nutrição Clínica. - Pós Graduada em Prescrição de Fitoterápicos e suplementação Nutricional Clínica e Esportiva. - Pós Graduada em Nutrição Aplicada ao Emagrecimento e Estética.

Também pode encontrar a Drª Raquel no Linkedin, Facebook e Youtube

Marcação de consultas 85-99992-2120

Última atualização da página em 30/10/19