Naturopatia – Cursos de Naturopatia

Revisado por Equipe Editorial a 13 janeiro 2018

O objectivo da pratica da naturopatia é a manutenção da saude, mais do que a cura de doenças, e a sua filosofia é a de que o corpo tem a capacidade de securar a si proprio, desde que lhe forneçam os meios adequados.

A naturopatia é considerada a “medicina original”, se é, sem duvida, a mais antiga forma de tratamento medicinal no mundo ocidental. Tem a sua origem nos ensinamentos do medico da grecia antiga, hipocrates. O principio basico de que apenas a natureza cura é a essencia da fisiologia naturopatica. O naturopata tenta ajudar o doente a eliminar as doenças, melhorando a saude em geral, em vez de ter Como alvo um problema de saúde específico. Quando a saúde global do indivíduo é promovida, a doença não existe.

PROMOVER A AUTO CURA
O objectivo da prática da naturopatia é a manutenção da saúde, mais do que a cura de doenças, e a sua filosofia é a de que o corpo tem a capacidade de se curar a si próprio, desde que lhe forneçam os meios adequados. Os mecanismos de manutenção da saúde, de acordo com esta forma de terapia, incluem a nutrição e a dietética, o jejum, a massagem, a hidroterapia, a manipulação do modo de vida e a psicologia ou o aconselhamento.

Alguns naturopatas insistem que outras formas de medicina complementar ou alternativa, como a acupunctura, a homeopatia e a fitoterapia, deveriam ser incluídas na naturopatia. O naturopata tradicional, contudo, não vê a naturopatia como envolvendo essas formas de terapia, defendendo que elas são independentes. Embora cada uma delas seja compatível com a naturopatia, todas elas estão separadas e têm práticas distintas, não fazendo parte dela.

Compreender bem a ciência médica é uma parte fundamental do conhecimento-base exigido a um naturopata profissional. O estudante que tira o curso de naturopatia estuda as ciências médicas básicas, como a anatomia, a fisiologia, a patologia e o diagnóstico, que são os alicerces da prática clínica instituída. Na naturopatia, os principais pontos do tratamento clínico são a dietética e o jejum, a manipulação suave dos tecidos – a
massagem -, a hidroterapia, a imunologia ou o aconselhamento.

CENTRO NATUROPATIA – PROGRAMA DE TRATAMENTO
Numa consulta de naturopatia, pede-se ao paciente uma história completa do seu caso, incluindo um registo completo da sua
saúde, um registo breve da saúde da família e uma descrição pormenorizada daquilo que está mal. Leva-se algum tempo a obter um perfil da história alimentar e um perfil pessoal, incluindo a análise do stress. Segue-se um exame físico, com a observação de rotina da tensão arlerial, ritmo cardíaco, auscultação do coração e pulmões, reflexos e palpitação do abdómen. Depois, o naturopata fala com o doente sobre o que pensa, sendo, no final, aconselhado um tratamento.

Dependendo da condição presente, poderão ser indicadas algumas massagens, para ajudar a libertar-se do stress ou, por exemplo, para actuar sobre os órgãos do aparelho digestivo. O programa de tratamento incluirá o conselho de dieta, prescrição de exercício, aconselhamento e indicações que visam a hidroterapia como apropriada. Normalmente, pede-se ao doente que reúna uma descrição detalhada dos seus hábitos alimentares, durante os sete dias prévios a nova consulta. Este registo alimentar é muito importante, pois mostra exactamente o que se come, quando e em que quantidade. O doente mantém um registo escríto e, como não se baseia na memória, dá uma base mais clara e exacta do que o naturopata pode estabelecer e reajustar nos hábitos alimentares, caso seja necessário.

JEJUM E EXERCÍCIO FISICO
O jejum é frequentemente recomendado pelo naturopata. Este não deve ser feito sem a ajuda e o conselho de um profissional, visto que poderá ser perigoso, se for feito sem apoio qualificado. Bem controlado, todavia, é um poderoso método para estimular a cura. O jejum é importante em muitas filosofias e religiõe, existindo uma vasta experiência na sua prática. O naturopata incluirá o jejum aos poucos e poucos. O processo é lentamente expandido, até o doente estar preparado e suficientemente confiante para levar a cabo um regime de três ou cinco dias. Se se recomendar o exercício, este iniciar-se-á de um modo idêntico ao jejum, com pequenas mudanças incrementadas no padrão de vida da pessoa, começando por aumentar as caminhadas, até se atingir um exercício mais específico e apropriado a cada doente.

HIDROTERAPIA
A hidroterapia envolve – como a designação indica – o uso da água, que pode consistir em duches, vapores ou banhos, frios ou quentes ou dos dois, alternadamente. O duche frio é frequentemente usado para levar a uma melhoria da reserva de
sangue na área a ser tratada. Paradoxalmente, os doentes que sofrem de mãos ou pés frios ou do sintoma de pernas cansadas podem beneficiar desta técnica, praticada rotineiramente, todas as manhãs. O uso alternado de água quente e fria é, por seu lado, frequente em doenças inflamatórias.

ACONSELHAMENTO MEDICO
O aconselhamento do naturopata envolve a tentativa de ir ao encontro de assuntos de natureza emocional ou fisiológica do doente. No entanto, os naturopatas não são psicanalistas nem psiquiatras e a sua área de especialidade estende-se apenas a ligar a consciência do doente a factores psicossomáticos. O naturopata reconhece a influência de factores psicológicos em estados de doença, como sendo de extrema importância, assim como fundamentais no processo de cura. A abordagem geral do naturopata será, pois, a de integrar todos os tratamentos e conselhos, numa entidade completa.

COMO FUNCIONA A NATUROPATIA?
A naturopatia é um modo de vida e não uma solução de curto prazo. Encoraja a pessoa a ser responsável, a longo prazo, pela sua saude e dá informação, para que isto seja possivel. Contudo, visto que a naturopatia trata a pessoa no seu todo e visa a promoção da saude global,é benefica num largo espectro de problemas medicos incluindo estados infecciosos e degenerativos. A naturopatia oferece um estilo de vida que está centrado na prevençao das doenças, encorajando um estado de saude positivo. Uma das grandes vantagens da naturopatia é o facto de não ter, virtualmente, efeitos secundarios perigosos, já que se concentra nas mudanças benéfias do modo de vida, incluindo alterações de habitos alimentares e exercicio fisico, ao mesmo tempo que desencoraja habitos de saude nocivos, como fumar.

As mudanças levadas a cabo pela naturopatia destinam-se a ser eficazes a longo prazo e, como tal, tendem a ser suaves na abordagem.

Alguns cuidados:
Em certas doenças, como a diabetes, a mudança de habitos alimentares deve ser acompanhada por um naturopata experiente. A prescrição de exercicio fisico, a hidroterapia e o jejum devem ser supervisionados por um profissional experiente.

Para mais informações sobre cursos de naturopatia visite wwwean.pt