Novo esfíncter artificial para o tratamento da incontinência urinária aguda masculina

Revisado por Reinaldo Rodrigues (Enfermeiro - Coren nº 491692) a 12 dezembro 2018

O Serviço de Urologia do Hospital de Braga foi o primeiro a colocar o novo esfíncter artificial para o tratamento da incontinência urinária aguda masculina.

A primeira cirurgia contou com a presença de Christophe Gomez-Llorens, urologista francês que desenvolveu o esfíncter.

De acordo com comunicado de imprensa do hospital, o “novo esfíncter artificial, dispositivo construído em silicone, é constituído por um cuff inflável e ajustável que é colocado à volta da uretra perineal e por um reservatório regulador implantado no escroto”.

A intervenção cirúrgica decorre com anestesia geral ou locoregional e exige uma pequena incisão perineal e no escroto.