-->NTX - N-TELOPEPTÍDEOS DE LIGAÇÃO CRUZADA DO COLÁGENO TIPO I - Educar Saúde

NTX – N-TELOPEPTÍDEOS DE LIGAÇÃO CRUZADA DO COLÁGENO TIPO I

Publicado em 02/09/2010. Revisado por Reinaldo Rodrigues (Enfermeiro - Coren nº 491692) a 12 dezembro 2018

Aproximadamente 90% da matriz orgânica óssea é composta por colágeno do tipo I, proteína helicoidal e de ligação cruzada nos terminais N e C da molécula, responsável pela resistência e estrutura básicas do tecido ósseo. A descoberta dos N-telopeptídeos de ligação cruzada do colágeno tipo I (NTx) nos leva a um indicador de reabsorção óssea específico, devido às sequências únicas de aminoácidos e da orientação do terminal N, encontrados na urina como produtos finais estáveis de degradação intermediada pela atividade osteoclástica.

O NTx tem sido utilizado como monitor da terapia anti-reabsortiva, hormonal ou não, mas dosagens dentro dos valores de referência pré-menopausa não descartam a presença de osteoporose ou a necessidade de tratamento, assim como ainda não foi confirmada sua utilização em patologias paratireoidianas primárias.

N-TELOPEPTÍDEOS DE LIGAÇÃO CRUZADA DO COLÁGENO TIPO I – NTX

Monitorização da resposta terapêutica anti-reabsortiva óssea.

MATERIAL:
Urina (2ª micção da manhã ou 24 horas), sem conservante.

MÉTODO:
Ensaio Imunoenzimático.

VALORES DE REFERÊNCIA:
Homens – até 85 nmol BCE/ mmol de creatinina
Pré-menopausa – 14 a 76 nmol BCE/ mmol de creatinin

Saiba mais sobre:
A informação foi útil? Sim / Não

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.
Autores
Reinaldo Rodrigues (Enfermeiro - Coren nº 491692)

Enfermeiro - Coren nº 491692

O Reinaldo Rodrigues formou-se em agosto de 2016, pela Universidade Padre Anchieta, em Jundiai. Fez curso de especialização em APH (Atendimento Pré-Hospitalar), pela escola 22Brasil Treinamentos, em Barueri, curso de 200 horas práticas, com foco em acidentes de trânsito.

Trabalha como Cuidador de Idosos há 5 anos, e possui experiência em aspiração de vias aéreas, banho de aspersão, curativos, tratamento e prevenção de Lesão por Pressão, gerenciamento de Equipe de cuidadores com elaboração de escalas. Treinamento e acompanhamento de cuidadores nas casas dos pacientes.

Também pode encontrar o Reinaldo no Linkedin.