O poder curativo da Babosa

Existem diversas espécies de plantas denominadas babosa, também conhecidas como aloé. Como existem mais de 200 espécies com esta designação é necessário usar o nome científico, para saber a que planta nos estamos realmente a referir.

Aloe Vera babosa

O poder curativo da Babosa é conhecido internacionalmente, mas cada espécie possui as suas particularidades.

As duas espécies mais conhecidas são o Aloe Arborenses e o Aloe Vera.

Certamente já ouviu falar de Aloe Vera (também conhecida como Aloe Barbadensis), já que esta planta tem sido estudada de forma exaustiva e é hoje amplamente utilizada na indústria da beleza e cosméticos.

Visualmente, a planta de Aloe Vera pode ser diferenciada de outras espécies de babosa pois possui uma folha mais espessa e larga.

A outra espécie mais conhecida é a Aloe Arborensis. Esta é uma planta utilizada habitualmente em jardins, que serve para preparar diversos tratamentos caseiros.

A ação de Aloe Arborensis

A Aloe Arborensis é um bom exemplo do poder curativo da babosa. As propriedades terapêuticas desta planta são úteis nas seguintes situações: ação cicatrizante, regeneração da pele, combate à queda do cabelo, ação anticaspa e utilização como anti-inflamatório.

Quer seja para acelerar a recuperação da pele após uma queimadura, ou para tratar eczemas, picadas de insetos ou acne, a utilização desta Babosa garante uma sensação refrescante e a regeneração mais rápida dos tecidos.

Na homeopatia, a babosa também é utilizada com complemento ao tratamento da erisipela, ajudando segundo alguns relatos a curar esta condição. Contudo, é necessário saliente que não existências evidências científicas que suportem a ideia de que a Babosa facilita o tratamento da erisipela.

Esta babosa tem sido também muito usada como cosmético, tendo como principal ação a prevenção de rugas e a hidratação da pele e do cabelo.

Como Preparar e Utilizar

Para usar a babosa na sua forma mais natural possível basta cortar os espinhos da folha – os espinhos encontram-se na sua parte lateral e cortá-la em pedaços de cerca de 5 centímetros.

Depois basta cortar ao meio, para que a área interna fique exposta. Nesta área encontra-se a chama mucilagem. Para aplicar, basta colocar a mucilagem sobre a parte do corpo que se deseja tratar.

Quem preferir comprar a babosa já preparada pode fazê-lo em qualquer farmácia homeopática. Nestes locais é possível comprar a babosa em forma de gel, sabonete e shampoo.

Porque não deve consumir suco de babosa

No passado, a babosa foi bastante consumido como suco, mas diversos estudos científicos demonstraram que a ingestão desta planta provoca uma ação tóxica para o fígado.

Desde então, o consumo interno destas plantas não é aconselhado.

>> Receitas de Aloe Vera que Recomendamos para você:

Babosa para queda de cabelo

3 Tratamentos Caseiros para Estrias

25 Remédios Caseiros para Pele Oleosa

Máscara Hidratante e Caseira para Aplicar Após o Sol

20 Remédios Caseiros para Pele Normal

9 Tratamentos naturais indispensáveis para Acne em peles oleosas