O que é o Abscesso de Bartholin: Como tratar a inflamação da Glândula

O abscesso de bartholin é um acúmulo de pus em uma das glândulas de Bartholin. Ocorre quando se dá a formação de um cisto que infecta. As glândulas de Bartholin são duas pequenas glândulas em forma de ervilha localizadas em cada lado da abertura vaginal que secretam fluido para lubrificar a vagina. 

Quando ficam bloqueadas, o fluido pode ficar preso, e causar a formação de cistos. O cisto de Bartholin infectado pode causar o desenvolvimento de um abscesso, que recebe o nome de Bartolinite aguda.

Um dos principais sintomas é a dor intensa causada num dos lados da vagina, juntamente com vermelhidão e inchaço na região.

Para mais informações sobre inchaço vaginal leia o artigo: Caroços e Inchaço Dentro e Fora da Vagina: Como Identificar, O que pode ser, Causas e Tratamentos

Os abscessos variam em tamanho (de muito pequeno a mais de uma polegada de diâmetro).

Quase 1 em cada 50 mulheres experimenta um cisto ou abscesso de Bartholin em algum momento das suas vidas. As mulheres em idade fértil, principalmente entre os 20 anos, estão em maior risco.

Neste artigo, damos a conhecer as causas e os sintomas do abscesso de Bartholin. Analisamos também os tratamentos e remédios caseiros indicados para curar ou e aliviar os sintomas.

O que causa o abscesso de Bartholin?

Dor Durante O Sexo E Febre Podem Ser Sintomas De Abscesso De Bartholin

Dor durante o sexo e febre podem ser alguns dos sintomas.

O abscesso de Bartholin (Bartolinite aguda) ocorre quando uma das glândulas é infectada, geralmente por bactérias, como a Escherichia coli ( E. coli ) ou por infecções sexualmente transmissíveis (ISTs), clamídia e gonorreia.

Num estudo realizado em 219 mulheres, quase 62% receberam positivo para uma infecção bacteriana. A E. coli foi a mais comum, sendo responsável por 43,7% das infecções. A E. coli foi também mais comum em casos de infecção recorrente.

Outras espécies de bactérias que desempenham um papel no desenvolvimento do abscesso incluem:

  • Brucella melitensis
  • Hipermucoviscous
  • Klebsiella varicola
  • sicca Neisseria
  • Pasteurella bettii
  • Pseudomonas aeruginosa
  • Salmonella panamá
  • Staphylococcus aureus
  • Espécies de Streptococcus

Sintomas

Os abscessos tendem a ser muito dolorosos. As mulheres que os desenvolvem geralmente experimentam dor em apenas um lado da vagina – o lado da glândula infectada. Outros sinais e sintomas incluem:

  • um nódulo sob a pele no lado afetado da vagina
  • febre
  • dor a caminhar, sentado ou durante a relação
  • vermelhidão, inchaço e sensação de calor em redor do abscesso

Se ele crescer muito, pode romper. Os profissionais referemse ao evento como uma ruptura espontânea. Quando rompe, o líquido sai e a dor desaparece.

Como diagnosticar

O médico pode identificar a Bartolinite aguda baseando-se nos sintomas da paciente e no exame físico. Durante o exame, o médico:

  • verifica a presença de nódulos na vagina
  • mede a temperatura para verificar a presença de febre
  • faz um esfregaço cervical para testar as DSTs

Raramente são um indicador de câncer. Para descartar o câncer, especialmente em mulheres com mais de 40 anos, o médico pode realizar uma biópsia. A biópsia envolve a coleta de uma pequena amostra de tecido para examinar em microscópio.

Para mais informações sobre câncer vaginal consulte o artigo Câncer de Vagina: Sintomas, Causas e Tratamento.

Tratamento

A maioria dos casos de abscesso de Bartholin requer tratamento médico através de drenagem. Nos casos em que existe uma recorrência, o médico pode recomendar a marsupialização do cisto. Em casos raros, pode ser necessário remover as glândulas.

Drenagem cirúrgica

Drenagem De Abscesso De Bartholin

O cisto geralmente requer drenagem cirúrgica.

A drenagem cirúrgica geralmente é realizada em consultório médico ou hospital. O médico pode usar um anestésico local ou anestesia geral.

Durante o procedimento, é realizada uma pequena abertura (incisão) no abscesso. Uma vez que o fluido é drenado, é colocado um cateter – um pequeno tubo de borracha – na abertura. O cateter permanece no local até 6 semanas. O dispositivo serve para manter a incisão aberta, e permitir que todo o fluido no interior seja drenado.

Marsupialização

A marsupialização é um procedimento que pode ajudar a prevenir os abscessos recorrentes. Inicialmente o médico realiza uma pequena incisão no abscesso para que ele possa drenar. De seguida são realizados pontos em cada lado da incisão para criar uma abertura permanente.

Por vezes é inserido um cateter durante alguns dias para acelerar o processo de drenagem.

A marsupialização geralmente é bem sucedida. Apenas 5 a 15 por cento dos cistos de Bartholin voltam após o procedimento.

Remoção da glândula

Quando os abscessos voltam a ocorrer mesmo após a marsupialização, pode ser necessário remover as glândulas. No entanto, este é um procedimento considerado como último recurso e raramente necessário.

Antibióticos

Os antibióticos podem ajudar a combater qualquer infecção presente nas glândulas. O médico geralmente prescreve-os antes ou depois do tratamento cirúrgico. Mas nem sempre são necessários, especialmente quando o abscesso é drenado completamente e não volta a ocorrer.

Remédios caseiros

Os remédios caseiros podem aliviar alguns sintomas, mas geralmente não curam a doença. Conheça 3 tratamentos caseiros que podem ajudam a aliviar a dor e o inchaço a curto prazo:

Banho de assento

Os banhos de assento podem aliviar a dor e o desconforto. Eles também podem ajudar os abscessos de menores dimensões a romper e drenar com maior facilidade. Para realizar o banho de assento, encha uma banheira com vários centímetros de água morna e sente-se nela durante 15 minutos.

Repita o tratamento várias vezes ao dia durante 3 a 4 dias, até que os sintomas desapareçam, ou até procurar tratamento médico.

Tratamentos tópicos

Os tratamentos tópicos mais populares incluem:

Óleo da árvore do chá: A aplicação de uma mistura de óleo de melaleuca e óleo de rícino no abscesso pode ajudar estimular a drenagem. O óleo da árvore do chá tem propriedades antibacterianas.

Use uma gaze para aplicar a mistura e coloque uma compressa quente em cima da gaze. Mantenha no local durante 15 minutos.

Vinagre de cidra: Dilua em água e aplique no local com uma bola de algodão.

Para conhecer outras alternativas caseiras consulte o artigo: 6 Remédios Caseiros para Cisto de Bartholin (Bartolinite).

Medicamentos para a dor

Os analgésicos vendidos sem receita médica podem ajudar a tornar as atividades, como sentar e caminhar, mais fáceis. Algumas opções incluem:

  • aspirina
  • ibuprofeno (Advil, Motrin)
  • naproxeno (Aleve)

Alívio da febre

A febre acompanha muitas vezes a Bartolinite aguda. Para tratar a febre leve em casa:

  • beba um boa quantidade de líquidos
  • mantenha a temperatura ambiente a um nível confortável
  • tome ibuprofeno
  • use compressas frias na testa

Chame o médico se a temperatura corporal exceder 102 ° F ou se a febre persistir por mais de 3 dias.

Quando consultar o ginecologista?

Qualquer mulher que tenha sintomas de abscesso deve procurar o médico ou ginecologista. Quando não tratado o abscesso pode resultar na disseminação da infecção para outras áreas do corpo. Se chegar ao sangue, a infecção pode causar uma condição potencialmente fatal conhecida como sépsis.

Procure tratamento médico imediato em caso de:

  • febre alta ou persistente
  • abscessos rompidos
  • dor severa ou persistente

Embora os remédios caseiros possam aliviar os sintomas, é improvável que curem totalmente o problema e nunca deve usá-los sem supervisão médica.

Prevenção

Nem sempre é possível prevenir o desenvolvimento do abscesso. Para reduzir o risco de uma glândula infectada:

  • Use preservativos para evitar DSTs, como a clamídia e a gonorreia.
  • Faça checkups regulares para testar as DSTs.
  • Pratique uma boa higiene genital e limpe apenas a parte externa da vagina.
  • Tome suplementos probióticos para apoiar o trato urinário e a vagina.
  • Beba muitos líquidos ao longo do dia.

Conclusão

Com tratamento médico, o abscesso de Bartholin geralmente cura rapidamente. A maioria das mulheres recupera nas 24 horas após a drenagem cirúrgica. A maioria dos casos recorrentes é estabelecida após a marsupialização.

Tratam-se de procedimentos de baixo risco que geralmente não causam efeitos negativos a longo prazo.

Os banhos de assento e outros remédios caseiros podem ajudar a aliviar os sintomas enquanto a mulher aguarda pela consulta ginecológica.