Óleo de linhaça – Benefícios, Indicações e Como tomar

Revisado por Drª Raquel Pires (Nutricionista - CRN-6 nº 23653). Publicado em 12 de janeiro de 2013

Desfrute dos poderosos benefícios do óleo de linhaça, saiba para que serve (quais as suas indicações), propriedades e como tomar.

Óleo de linhaça

A linhaça é a semente de uma planta denominada linho. Esta planta é muito utilizada na indústria têxtil, no entanto, a sua semente, devido ao seu valor nutricional, é muito usada na alimentação humana. A linhaça pode ser consumida na sua forma de semente, com ou sem casca, ou então, através do óleo dela extraída, o óleo de linhaça.

Propriedades

Quando ingerida a semente triturada, ela será rica em fibras, proteínas, ácidos graxos, vitaminas, minerais e antioxidantes. Quanto ao óleo de linhaça, ele será rico em ácidos graxos, gorduras essenciais, como o Ómega 3, Ómega 6 e Ómega 9. ´

O óleo de linhaça é elaborado através da prensagem a frio das sementes, corrigindo dessa maneira a sua acidez. Este extrato é dessa maneira mais rica nas gorduras essenciais, como o Ómega 3, mas perderá as restantes propriedades, como as proteínas e principalmente, as fibras. No entanto, o óleo de linhaça, devido à grande riqueza em Ómega 3 e outros ácidos graxos, oferece um grande conjunto de benefícios específicos para o seu organismo.

Indicações do óleo de linhaça

O Ómega 3 e outras gorduras essenciais são fundamentais para a saúde do seu organismo. Como tal, a ingestão do óleo de linhaça é indicado para a prevenção de várias doenças. O colesterol e as doenças cardiovasculares são aquelas onde sentirá mais a atuação deste alimento.

Se em vez do óleo, ingerir regularmente as sementes, então os benefícios estendem-se para outras áreas como a regulação do trânsito intestinal, prevenção de vários cancros, promoção da regeneração celular, devido às suas substâncias antioxidantes, regulação na produção de hormonas, entre outros.

Como tomar óleo de linhaça?

O óleo de linhaça, sendo essencialmente uma gordura, pode ser tomado em cápsulas, ou então, como tempero na salada. Se pretender usar a semente, então pode consumi-la no pão, ou então, ingerindo mesmo uma colher de sopa ao almoço e jantar. Este alimento irá suplementar de forma muito importante a sua dieta, promovendo a proteção e saúde do seu organismo.

A informação foi útil? Sim / Não

Ajude-nos a melhorar a informação do Educar Saúde.

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.
Autores
Drª Raquel Pires (Nutricionista - CRN-6 nº 23653)

Nutricionista Clínica - CRN-6 nº 23653

A Drª Raquel Pires é Nutricionista, Health Coach e Personal Diet, com grande experiência em atendimento em consultório e Idealizadora do Projeto ESD (Emagrecimento sem Dor).

Formação Acadêmica

- Graduada pela Universidade Santa Úrsula. - Pós Graduada em Nutrição Clínica. - Pós Graduada em Prescrição de Fitoterápicos e suplementação Nutricional Clínica e Esportiva. - Pós Graduada em Nutrição Aplicada ao Emagrecimento e Estética.

Também pode encontrar a Drª Raquel no Linkedin, Facebook e Youtube

Marcação de consultas 85-99992-2120

Última atualização da página em 30/10/19