Quando o paciente não tem osso (estrutura óssea no maxilar), é possível colocar implantes Dentários?

Revisado por Drª Raquel Camelo (Dentista - CRO MG nº 45914). Publicado em 22 de janeiro de 2017

É frequente alguns pacientes não apresentarem uma estrutura óssea em quantidade e qualidade necessárias à colocação segura de implantes dentários.

Situações deste tipo poderão constituir um obstáculo à realização de uma cirurgia de implante dentário e exigir que o paciente seja submetido a um procedimento de regeneração óssea, que terá como objectivo criar todas as condições necessárias para que os implantes possam mesmo vir a ser colocados.

Foto De Implante Dentário E Enxerto Gengival Antes E Depois

Dependendo muito da severidade do caso, essa meta poderá ou não ser alcançada, sendo, por isso, necessária uma avaliação bastante cuidada por parte de um médico especialista, de modo a que se possa determinar até que ponto a cirurgia poderá ou não ser exequível.

O procedimento de regeneração óssea consiste numa elevação do seio maxilar, que quando bem sucedida preencherá o espaço em falta no osso de modo a possibilitar que os implantes sejam eficazmente inseridos.

Aquando a elevação do seio maxilar, será colocado por baixo do mesmo um material de regeneração óssea, cuja textura e consistência estão desenvolvidas de modo a simular na perfeição o efeito de um osso verdadeiro.

Após a cicatrização ter sido eficazmente concluída, haverá a possibilidade de colocar, sem quaisquer problemas, os implantes dentários.

A ausência da estrutura óssea necessária para a inserção de implantes dentários é um problema particularmente comum entre aqueles que já há algum tempo possuem uma elevada falta de dentes.

Isto acontece porque, ao não ser utilizada, a estrutura óssea maxilar acaba por perder a sua funcionalidade e desaparecer gradualmente, criando assim grandes dificuldades para a realização de qualquer tipo de procedimento cirúrgico.

A solução mais indicada para a prevenção deste tipo de problema é procurar um dentista assim que os primeiros dentes caírem, de forma a que possam ser levadas a cabo todas as medidas necessárias à prevenção da deterioração da estrutura óssea maxilar, que tão importante é para uma boa dentição.

A elevação do seio maxilar representa uma cirurgia óssea extremamente simples, que consiste, unicamente, na colocação de uma matriz óssea sob a mucosa do seio, de modo a promover a formação de osso onde este se encontra em falta.

A taxa de sucesso deste procedimento é extremamente elevada, e todo ele poderá ser levado acabo em apenas uma sessão de poucas horas.

O período de recuperação irá variar imenso consoante os casos, mas geralmente apresentar-se-á concluído no espaço de poucas semanas, sendo possível, posteriormente, levar a cabo a cirurgia final de inserção de implantes dentários.

Ainda que as contra-indicações sejam poucas, pacientes com um historial de determinadas doenças crónicas, como é o caso da diabetes, serão submetidos a um acompanhamento especial, que envolverá cuidados que terão como objectivo prevenir a ocorrência de problemas durante e após a cirurgia.

A informação foi útil? Sim / Não

Ajude-nos a melhorar a informação do Educar Saúde.

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.
Autores
Drª Raquel Camelo (Dentista - CRO MG nº 45914)

Dentista, Cirurgiã Dentista - CRO MG nº 45914

A Drª Raquel Borges Camelo Surette é formada em odontologia pelo centro universitário Newton Paiva em 2015. Finalizando a especialização em cirurgia e traumatologia bucomaxilofacial pela universidade federal de Minas Gerais em dez 2018 hospital metropolitano Odilon Berehns.

Frequentou o estágio não remunerado no hospital da baleia com equipe dr belini freire Maia de 2014 a 2016 em cirurgia Ortognatica.

Frequentou o Estágio não remunerado no hospital de pronto socorro João XXIII de 2014 a 2016 em cirurgia e traumatologia bucomaxilofacial equipe dr Bernardo greco.

Efetiva no Institute for Advanced dental Studies clínica dr. Marcelo camelo desde 2015.

Possuí o registro no conselho Federal de Odontologia nº CRO/MG/45914

Contatos: Tel. 31 33359300 - 31 995059300

Também pode encontrar a Raquel no Linkedin e no Instagram

Última atualização da página em 30/10/19