-->Palpitações - Tratamento, causas, sintomas, diagnóstico, sinais, riscos e complicações das palpitações cardíacas

Palpitações (sensação de esmagamento ou de ritmo acelerado no coração)

Publicado em 26/04/2011. Revisado por Reinaldo Rodrigues (Enfermeiro - Coren nº 491692) a 14 dezembro 2018

Uma palpitação assemelha-se a uma sensação de esmagamento ou de ritmo acelerado no coração.

Detectará, possivelmente, sensações anormais nos seus batimentos cardíacos e uma sensação de vibração ou de batimento irregular no peito.

As palpitações podem ser desagradáveis, mas não constituem, geralmente, um problema grave.

Causas de palpitações

A ansiedade, o facto de não dormir o suficiente, determinada medicação ou a cafeína podem originar palpitações, assim como a nicotina ou o exercício físico demasiado intensivo.

Doenças cardíacas, da tiróide ou outras também poderão estar na origem deste problema.

Sinais e sintomas

Possivelmente terá a sensação de que o seu coração está a “altar batimentos”, a bater de forma irregular ou a disparar. Também é possível que se sinta como se o seu coração estivesse vibrando, a saltar ou a latejar no peito.

As palpitações podem associar-se, em casos de maior gravidade, de tonturas, atordoamento, falta de ar ou desmaio.

Diagnóstico

Existe numerosas causas de palpitações, mais frequentemente benignas.

O diagnóstico da arritmia cardíaca baseia-se no registo em electrocardiograma convencional (ECG), em electrocardiograma de 24 horas (Holter) ou ainda em registadores intermitentes automáticos ou activados pelo paciente que podem vigiar o ritmo durante semanas.

Em casos selecionados pode ser necessário o registo da actividade do seu coração directamente através de um exame chamado estudo electrofisiológico (EEF).

Igualmente importante é o diagnóstico da causa subjacente às palpitações, podendo ser úteis análises clínicas, a ecocardiografia ou outros exames.

Riscos e Complicações das palpitações cardíacas

Na maioria dos casos as palpitações do coração são situações benignas, sem riscos associados, devendo confirmar no seu caso particular com o seu médico.

Tratamento

O tratamento visa reduzir os sintomas e baseia-se no diagnóstico da causa subjacente ás palpitações. É possível que tenha de mudar a medicação se for esta a origem do problema.

Deverá deixar de fumar e não ingerir bebidas com cafeína. É importante que repouse e que controle o stress. Poderá ter de vigiar a prática de exercício físico.

Saiba mais sobre:
A informação foi útil? Sim / Não

O texto contém informações incorretas? Está faltando a informação que você está procurando? Se ficou com alguma dúvida ou encontrou algum erro escreva-nos para que possamos verificar e melhorar o conteúdo. Não lhe iremos responder diretamente. Se pretende uma resposta use a nossa página de Contato.


Nota: O Educar Saúde não é um prestador de cuidados de saúde. Não podemos responder a perguntas de saúde ou aconselhá-lo nesse sentido.
Autores
Reinaldo Rodrigues (Enfermeiro - Coren nº 491692)

Enfermeiro - Coren nº 491692

O Reinaldo Rodrigues formou-se em agosto de 2016, pela Universidade Padre Anchieta, em Jundiai. Fez curso de especialização em APH (Atendimento Pré-Hospitalar), pela escola 22Brasil Treinamentos, em Barueri, curso de 200 horas práticas, com foco em acidentes de trânsito.

Trabalha como Cuidador de Idosos há 5 anos, e possui experiência em aspiração de vias aéreas, banho de aspersão, curativos, tratamento e prevenção de Lesão por Pressão, gerenciamento de Equipe de cuidadores com elaboração de escalas. Treinamento e acompanhamento de cuidadores nas casas dos pacientes.

Também pode encontrar o Reinaldo no Linkedin.