Parque das Nações

Revisado por Equipe Editorial a 13 janeiro 2018

Parque das Nações

A aposta de criar o Parque das Nações depois do fim da Expo, foi ganha. O número de visitantes é elevado e as actividades organizadas atraem para o recinto um público muito variado. As atracções são muito diversificadas e para todos os gostos. Se ainda não foi ao parque depois do encerramento da Expo, descubra tudo o que existe lá e divirta-se.

Pavilhões que tiveram uma grande afluência de visitantes mantiveram-se, praticamente tal como estavam na altura da exposição. Isso acontece com o Oceanário, que ainda não se livrou das filas que se formam lá todos os fins-de-semana. O pavilhão da Realidade Virtual continua com a sua viagem pelas novas tecnologias e as exposições dos Açores e de Macau também ainda podem ser visitadas. O primeiro dos museus lisboetas a ser instalado no recinto foi o Museu Nacional dos Coches, mas outras colecções são também exibidas no Pavilhão das Exposições. Até ao final do mês encontra-se nessa área “O Gosto do Chá”, uma exposição organizada pela Fundação Oriente.

 

Os concertos continuam a bom ritmo quer no Pavilhão do Atlântico, onde praticamente todos os dias há um concerto à escolha em qualquer parte do recinto.

Por fim, outra das inovações do parque, o Drive-in, que permite-lhe ver bons filmes no conforto da seu carro, desde que tenha um rádio.

Com tantas alternativas, o difícil é escolher. Nem que seja para passear e comer algumas das delícias que ficaram da Expo, vá ao Parque da Nações e aproveite para passar um dia descontraído num dos locais mais frescos de Lisboa.