Peeling de Diamante

Revisado por Equipe Editorial a 13 janeiro 2018

O tratamento baseado em Peeling é, hoje em dia, uma das formas mais eficazes de combater o envelhecimento prematuro das células da pele, que contribui para conferir um aspecto cansado e desagradável à cara.

Constituindo uma alternativa de tratamento relativamente simples, o peeling é a solução ideal para quem pretende rejuvenescer a sua pele mas não tem interesse em submeter-se a um procedimento que envolva a execução de incisões na mesma, como é o caso de cirurgias plásticas, que apesar de serem eficazes, envolvem riscos demasiado elevados e possuem um operatório e pós operatório bastante complexos.

o que é o peeling de diamante

Diversos são os tipos de peeling actualmente existentes. Alguns envolvem a utilização de laser, outros a aplicação de produtos químicos. No entanto, aquele que mais tem vindo a dar que falar no decorrer dos últimos tempos é o peeling de diamante.

Este peeling é efectuado através da utilização de um aparelho que funciona como se fosse uma lixa para a esfoliação da pele.

Ainda que possa ser utilizado por qualquer pessoa, este tratamento é, sem qualquer dúvida, mais indicado para pessoas que possuem pele oleosa, na medida em que ajudará eficazmente a combater o acne, sardas, pequenas rugas, cicatrizes, manchas na pele e as células mortas, estimulando assim o colágeno, que ajudará a manter a pele com bom aspecto e um elevado nível de flexibilidade.

Apesar deste tratamento consistir numa descamação da pele, o peeling de diamante não provoca qualquer tipo de dor, e todo o procedimento desenrola-se de uma forma bastante confortável para o paciente.

Ao contrário de outras alternativas, o peeling de diamante não costuma dar origem a efeitos secundários desagradáveis, como é o caso de inchaços e pigmentações pós-inflamatórias, que podem dar origem a marcas persistentes.

Até agora, a taxa de sucesso tem-se revelado surpreendentemente elevada, fazendo assim desta uma das alternativas mais seguras e viáveis para quem pretende contornar os efeitos desagradáveis do tempo.

como é realizado o peeling de diamante

Para a esfoliação da pele, é utilizada uma ponteira de diamante conectada a um aparelho próprio. Para que os resultados pretendidos possam ser realmente obtidos, serão necessárias entre 5 a 10 sessões, com um intervalo de tempo de cerca de 15 dias entre elas.

Antes de optar por este tratamento, é imprescindível que consulte o seu dermatologista, pois só assim será possível proceder de acordo com as verdadeiras necessidades da sua pele.

O acompanhamento médico é, sem qualquer dúvida, essencial à obtenção de resultados verdadeiramente positivos.

Ainda que não existam efeitos secundários severos, directamente associados ao peeling de diamante, é importante saber que deverá evitar todo e qualquer contacto prolongado com o sol durante 3 meses, ou durante o período de tempo que lhe for indicado pelo seu médico.

Para além disso, também deverá seguir à risca todas as orientações que lhe forem indicadas pelo seu médico.

O período de recuperação é sensível e determinante para a obtenção do sucesso pretendido, e por isso é essencial que não caia no erro de fazer nada que vá contra aquilo que lhe fora recomendado pelo seu médico.

Fotos Antes e Depois

Preço – Quanto custa

Os valores podem oscilar de R$60 a R$200 reais consuante a clínica ou profissional.

Para que serve – Indicações

O tratamento é indicado para reduzir as linhas de expressão, manchas da pele, poros dilatados, eliminar ou reduzir as cicatrizes provocadas pela acne, cicatrizes pós-cirúrgicas e estrias.

Exemplo de aparelho portátil para peeling de diamante

aparelho portatil para peeling de diamante

Atenção, é importante não confundir este tratamento com o peeling de cristal, pois são um pouco diferentes.