Pele oleosa: o que comer, e o que não comer?

A pele oleosa é um tipo de pele que exige cuidados diários especiais, de modo a controlar a produção de oleosidade e manter um aspeto limpo, bonito e saudável.

framboesa

Entre os vários cuidados que a pele oleosa exige, encontram-se a lavagem correta e uma hidratação adequada a este tipo de peles. No entanto, há outros cuidados diários que deve ter de modo a evitar o excesso de oleosidade.

A alimentação, muitas vezes esquecida por quem tem pele oleosa, pode ter um papel importante na saúde e beleza da pele. Há alimentos mais adequados e outros que deve evitar a todo o custo, de modo a manter a produção de óleo controlada. Confira de seguida o que comer e o que não comer para quem tem pele oleosa.

Pele oleosa: o que comer

As frutas, devido ao seu alto teor em vitaminas e substâncias antioxidantes, são alimentos bastante úteis na manutenção da saúde das peles oleosas. Assim, frutas como morangos, romã e acerola ajudam a reduzir a oleosidade da pele, enquanto frutas como a melancia, a framboesa, o mamão papaia, o pêssego, a laranja ou o abacaxi promovem uma pele mais macia e firme.

Para aproveitar da melhor forma os benefícios destas frutas para a pele oleosa, deverá consumir diariamente três peças. Pode ingerir a fruta no seu estado natural ou em suco.

Quem gosta de fazer sucos deve no entanto lembrar-se que com o tempo, este perde muitas das suas propriedades. Dessa forma, em vez de fazer e reservar para beber mais tarde, deve consumir o suco logo.

Pele oleosa: o que não comer

Relativamente aos alimentos que deve evitar caso tenha pele oleosa, destacamos o chocolate, comidas de fast food, fritos, alimentos ricos em gordura, e ainda, frutos secos como nozes, avelãs ou amêndoas. Todos estes alimentos são ricos em gorduras, e como tal, o seu consumo irá estimular a produção de oleosidade da pele.

Continuação » 25 Remédios Caseiros para pele oleosa