Pera: Variedades e tipos

Apesar de existirem mais de 4.000 “tipos” ou variedades de peras, poucas delas são cultivadas comercialmente. As peras apresentam frutos de diferentes formas e cores, assim como sabores e texturas. Algumas das mais importantes são a ‘Williams’, a ‘Blanquilla’ e a ‘Passe Crassane’.

Em Portugal a variedade de maior importância é a pera Rocha, sendo um produto com Denominação de Origem.

Estima-se que existem cerca de 4.000 a 5.000 variedades de peras cultivadas em todo o mundo, embora só se cultivem comercialmente algumas delas.

Quase todas as variedades modernas datam do século XVIII. As variedades de pêra apresentam uma ampla diversidade de tamanho, forma, textura e sabor, podendo-se encontrar desde os pequenos frutos da pereira oriental, duros e incomestíveis, até aos frutos de grande qualidade de algumas variedades de pereira comum europeia.

Variedades E Tipos De Pera

A estas diferenças têm de se adicionar as que se produzem dentro da mesma variedade, quando é cultivada em distintas zonas. Entre as variedades mais importantes comercialmente podemos citar as seguintes (os meses em que se podem consumir referem-se ao Hemisfério Norte):

Williams

Esta variedade é originária de Inglaterra e também se denomina de Bartelet, Guillaume, Barnet Williams, Delavault, Charles durieux e Doyenne Clément. O fruto é piriforme, simétrico e de tamanho médio. A casca é amarelo-dourado na maturação. A polpa é fina, com muito água, sendo muito açucarada e aromática. Consome-se nos meses de Agosto e Setembro, até Outubro se se conserva em câmara. É uma pêra de mesa, embora também se use para destilação.

Passe Crassane

Originária de França. O fruto é achatado e simétrico, apresentando um grande tamanho. É de cor verde-amarelada. A polpa é granulosa, sumarenta e com muito água, açucarada e por vezes adstringente. Consome desde Dezembro, podendo chegar a Abril se se conserva em câmara. É uma pêra de mesa.

Mantecosa Hardy

Também provém de França, e às vezes denomina-se Hardy ou Gellerts Butterbine. O fruto é curto e assimétrico, de tamanho médio. A casca é de cor amarela-esverdeada, com manchas rugosas de cor castanha. A polpa é de grão fino, tenra, sumarenta, açucarada e aromática. Consome-se como fruta de mesa desde Agosto até princípios de Outubro ou mais.

Mantecosa Clairgeau

É uma pêra mais ou menos alongada, de tamanho grande. A casca é vermelho-cobre sobre fundo amarelo. Utiliza-se como fruta de mesa, desde Outubro-Novembro até Fevereiro.

Mantecosa Alexandre Lucas

Variedade francesa de grande tamanho, de cor amarela e com a face exposta ao sol de cor alaranjada. A polpa é tenra e sumarenta. Consome-se em fresco desde finais de Outubro a princípios de Novembro, chegando a Janeiro quando conservada em câmara.

Decana del Comicio

É uma pêra originária de França, achatada e piriforme, de calibre grande a muito grande. A casca é de cor branco-palha, rosada na parte exposta ao sol. A polpa é fina, açucarada e com muito água. Consome-se desde Outubro a Novembro como fruta de mesa.

Packham’s Triumph

Pêra proveniente da Austrália, tem uma forma irregular e inúmeras protuberâncias. A casca é amarela na maturação. A polpa é fina e sumarenta, um pouco ácida, pouco açucarada e com água. Pode-se encontrar desde Outubro a Janeiro. Consome-se como fruta de mesa.

Conference

Variedade inglesa muito alongada e de calibre médio. A casca pele é muito grossa, de cor amarela-esverdeada com um ponteado vermelho-alaranjado. A polpa é fina e aromática, sumarenta, açucarada e com muita água. Está disponível de Outubro até Fevereiro e consome-se como fruta de mesa.

Bom cristiano William’s

Fruto grande, de base larga e irregular. A casca é brilhante e esverdeada que muda para amarelo-limão. A polpa é branca, sumarenta, açucarada e muito perfumada. Vende-se a partir de Setembro.

Doctor Jules Guyot (Limonera)

O fruto é grande e um pouco irregular. A casca é lisa e amarela com pintas, que fica avermelhada na face exposta ao sol. A polpa é fina, sumarenta, açucarada e perfumada. Está disponível a partir de Julho-Agosto.

Buena Luisa de Avranches

Pêra de bom tamanho e piriforme. A casca é lisa, de cor amarelo verde-rosado, com muitas pintas. A polpa é sumarenta e doce, ligeiramente acidulada e aromática. Comercializa-se a partir de Setembro.

Branca de Aranjuez (Blanquilla)

É a principal variedade espanhola de peras. O fruto apresenta um tamanho médio. A casca é lisa, fina, brilhante e esverdeada. A polpa é sumarenta e agradável, com um coração muito pequeno. Colhe-se em Agosto-Setembro.

De Roma

Possui um fruto de tamanho médio a grande, achatado e irregular. A casca é rugosa, de cor verde que se torna amarela na maturação. A polpa é branca-amarelada, muito sumarenta e doce. Amadurece no Inverno.

Abate Fetel

Fruto de tamanho grande e alongado. A polpa e o sumo são muito doces. Está disponível desde Setembro a Fevereiro (proveniente da Europa) e de Abril a Junho (África do Sul).

Anjou

É uma das variedades mais estendidas nos Estados Unidos. A casca é verde a amarelo-esverdeado, mesmo em plena maturação. O fruto é doce, saboroso e com muito sumo. Está disponível desde Outubro a Maio.

Clapp’s Favourite

Possui um fruto de grande tamanho e de forma regular. Está disponível desde Julho a Setembro.

Gieser Wildeman

Pêra bastante pequena, de cor castanha-amarelada, que se usa para cozinhar. A polpa tende a ser mole e granulada e fica avermelhada quando é cozinhada. Encontra disponível desde Outubro até finais de Fevereiro.

Morettini

É uma variedade de Verão originária de Itália. Os frutos são alongados, de cor verde-amarelada. A polpa é branca-amarelada, sumarenta e deliciosa. Pode-se encontrar nos mercados desde Julho a metade de Setembro.

Nelis

Pêra pequena e arredondada com a polpa de cor verde. Amplamente cultivada nos Estados Unidos, encontra-se disponível desde Outubro a Maio.

Seckle

É a pêra mais pequena, tem uma forma muito redonda, a casca amarela que se torna avermelhada na maturação. A polpa é amarela. Comercializa-se desde Janeiro a Junho nos Estados Unidos.

Supertrévoux

Variedade desenvolvida nos Países Baixos. Trata-se de uma pêra grande, com tons castanho-avermelhados sobre fundo amarelo. Conserva-se pouco tempo, pelo que só está disponível durante três ou quatro semanas a partir de meados de Agosto.

Triunfo de Viena

Variedade francesa, cultivada nos dias de hoje em França, Bélgica, Alemanha e nos Países Baixos. Normalmente é grande e pode superar os 500g de peso. Os frutos são praticamente simétricos, com a casca verde com pontos cor de cobre. A polpa é doce e sumarenta. Está disponível desde Setembro a Outubro.

Pêra Rocha do Oeste

É um produto com Denominação de Origem. Possivelmente foi uma variedade obtida por semente na região de Sintra. Os frutos são partenocárpicos, oblongos, piriformes e ovados e têm um calibre mínimo de 55 mm.

A casca é de cor amarela clara, com uma ligeira carepa típica e por vezes possui uma mancha rosada do lado exposto ao sol. A polpa é branca, macia, granulosa, doce, muito sucosa e de perfume ligeiramente acentuado.

Tem um grande poder de conservação. A época de produção começa em meados de Agosto até fins de Setembro. Comercializam-se até Dezembro ou mesmo até Abril, quando as peras são conservadas em atmosfera controlada.

A produção das peras desta variedade localiza-se sobretudo na região do Oeste.

Nas normas de qualidade europeias distinguem-se dois tipos de variedades, as de frutos grandes e as de frutos pequenos e em anexo aparece uma lista das variedades de peras grandes, que são as seguintes: ‘Abbé Fétel’, ‘Alexandrine Douillard’, ‘Beurré Alexandre Lucas’, ‘Beurré de Aremberg’, ‘Beurré Clairgeua’, ‘Beurré Diel’, ‘Beurré Lebrun’, ‘Catillac’, ‘Curé’, ‘Devoe’, ‘Don Guido’, ‘Doyenné d’hiver’, ‘Doyenné du comice’, ‘Duchesse d’Angoulême’, ‘Empereur Alexandre’, ‘Flor de invierno’, ‘Geral Leclerc’, ‘Grand champion’, Jeanne d’Arc’, ‘Marguerite Marillat’, ‘Packham’s Triumph’, ‘Passe Crassane’, ‘Président Drouart’, ‘Souvenir du Congrès’, ‘Triomphe de Vienne’ e William’s Duchess’.