Pós Operatório da Lipoaspiração

Revisado por Equipe Editorial a 24 outubro 2018

A lipoaspiração, apesar de ser um procedimento cirúrgico simples, tem alguns riscos, tal como em qualquer cirurgia. Sendo assim, é normal aparecerem algumas pequenas complicações após o procedimento.

Estas complicações incluem inchaços e hematomas na zona intervencionada e no seu redor. Os cuidados no pós operatório da lipoaspiração são por isso fundamentais para que a recuperação seja rápida e indolor.

O tempo habitual é de 60 dias, podendo no entanto ter uma duração menor. Confira aqui como decorre habitualmente os primeiros três meses após a cirurgia, e ainda, quais os cuidados a ter no pós operatório da lipoaspiração.

Os primeiros meses

Os resultados da lipoaspiração são evidentes passados poucos dias. Contudo, apenas ao fim de aproximadamente 3 meses é que a zona intervencionada tem o aspeto com que irá ficar no final. Até lá, essa área está normalmente inchada, e possivelmente com hematomas.

Após o inchaço terminar, pode já avaliar o resultado final da lipoaspiração. Nos primeiros meses, especialmente em pessoas com pele muito flácida, pode ser necessário corrigir várias irregularidades da cirurgia, através de algumas pequenas lipoaspirações. Isto pode também ocorrer caso a técnica seja mal aplicada ou por inexperiência do médico.

Cuidados a ter no pós operatório da lipoaspiração

Durante o período de recuperação da lipoaspiração, há vários cuidados que deve ter de modo a recuperar de uma forma rápida e sem outras complicações. Assim, durante o primeiro mês é importante que o paciente tenha a ajuda de um familiar ou amigo para se alimentar, tomar banho ou movimentar-se de uma forma mais segura.

A hidratação é essencial nesta fase, devendo beber bastante água de modo a ajudar na drenagem dos líquidos em excesso. Se tiver oportunidade, a realização de sessões diárias de drenagem linfática manual irão ajudar a acelerar o processo.

Quanto à alimentação no pós operatório na lipoaspiração, esta deve ser saudável, equilibrada, e composta por refeições leves. Assim, deve apostar em frutas, legumes, saladas e carnes magras.

Geralmente o processo de recuperação é indolor, contudo, nalguns casos pode haver alguma dor associada. Nestes casos, deve tomar um analgésico prescrito pelo seu médico.

Pode também haver alguma dificuldade em ir ao banheiro durante esta fase, e como tal, pode apostar num suplemento à base de fibras para ajudar a regularizar o seu trânsito intestinal.