Posições para Amamentar

Revisado por Reinaldo Rodrigues (Enfermeiro - Coren nº 491692) a 14 dezembro 2018

As posições para amamentar são algo que desempenha um papel muito importante em todo o processo de amamentação no geral.

A posição escolhida para amamentar poderá fazer a diferença entre uma amamentação saudável e boa para a mãe ou para o bebê, ou uma amamentação que não forneça prazer à mãe e ao bebê e que possa mesmo gerar alguma sensação de desconforto.

Nomeadamente, algumas das posições geralmente mais adoptadas para amamentar são as seguintes, por parte da mãe:

  • Deitada em posição lateral na cama: a mãe deverá estar deitada em posição lateral numa cama e deverá dar de mamar ao bebê a mama que está mais próxima do colchão;
  • Sentada: o bebê deverá ser colocado numa posição horizontal e a barriga da mãe deverá ser encostada na barriga do bebê, sendo este segurado pela mãe com os dois braços. Alternativamente, nesta posição o bebê poderá ser colocado por baixo de um dos braços da mãe, mamando depois na mama que se encontrar mais perto desse braço;
  • Sentada, com o bebê em “posição de cavalinho”: a mãe deverá estar sentada, e o bebê deverá estar apoiado numa das coxas da mãe em posição vertical, mamando na mama mais perto da perna onde o bebê está apoiado;
  • De pé: esta posição é geralmente das mais desconfortáveis. A mãe deverá estar de pé, e o bebê deverá amamentar sendo pegado ao colo.

Para além das posições como um factor preponderante e importante para o sucesso da amamentação, é ainda importante a forma como o bebê abocanha o mamilo da mãe.

Devemos certificar-nos que o bebê tem a sua boca bem aberta e abocanha a aréola da mãe na sua totalidade ou quase totalidade. Devemos ainda verificar se o bebê tem os seus lábios para fora, as bochechas cheiras e o queixo encostado à mama da mãe.

Variar entre posições pode ser benéfico para a mãe e para o bebê, pois não torna a amamentação como algo tão monótono.