Praia de Pipa, Rio Grande do Norte – Brasil

Revisado por Andre a 28 outubro 2018

Praia de Pipa, Rio Grande do Norte, Brasil, Um lugar de sonho.

“Esqueça que Portugal existe, você está na Praia de Pipa.” É impossível apagar da memória as palavras e o sorriso cheio de sol. Ainda há lugares assim, pelos quais vale a pena viajar mais de oito horas. Sítios onde nos sentimos em casa, mesmo estando longe.

Imagine-se, já de madrugada, numa praia deserta, banhada por um mar sereno e iluminada por um luar deslumbrante. A praia, de areia clara e macia, está coberta de coqueiros e palmeiras, tendo no cimo hotéis com “cabanas” de madeira, rodeadas por uma vegetação exótica. O oceano é quente e meigo, e somos embalados pelas ondas desse mar. Os olhos abrem-se, no dia seguinte, e percebemos que é tudo realidade.

A Praia de Pipa, situada no município de Tibau do Sul – Pipa, nome indígena que significa “entre duas águas”, já que é cercado pela Lagoa de Guaraíras e o Oceano Atlântico -, a 80 quilómetros de Natal, foi descoberta por surfistas na década de 70, quando não passava de uma pequena praia de pescadores. Na época não existiam hotéis ou pousadas, nem sequer um café onde comer ou beber alguma coisa.

Hoje, Pipa já tem algumas ruas, embora o centro de toda a agitação seja a Avenida Baía dos Golfinhos, que de avenida só tem mesmo o nome. Habitada por pescadores, surfistas, artesãos e turistas enfeitiçados pela sua beleza natural e simpatia dos nativos, Pipa faz parte da maior reserva ecológica do estado do Rio Grande do Norte. O seu estado natural mantêm-se praticamente intacto, graças à criação de um santuário ecológico e das iniciativas do Projecto Tamar para a protecção das tartarugas marinhas que, habitualmente, escolhem estas praias do nordeste brasileiro para desovar. É com este estado de espírito que se deve “curtir” Pipa, já que os seus habitantes e “descobridores” continuam a estimular a preservação ambiental e o turismo ecológico.

Percorrer a pé o litoral de Pipa é fundamental para perceber a beleza deste lugar. Na realidade, não é exactamente a praia urbana de Pipa que encanta, mas tudo o que se encontra à sua volta. Quatro quilómetros a norte do centro da vila encontramos a praia do Madeiro, também conhecida como Baía dos Golfinhos. Há quem diga que é a praia mais bonita do mundo. Talvez seja um exagero, no entanto, não é por acaso que é considerada uma das dez mais bonitas do Brasil. Rodeada pelo santuário ecológico e praticamente deserta, é de tirar o fôlego com tantas cores e elaboradas esculturas produzidas pela erosão da natureza. Golfinhos, tartarugas, peixes-bois, pequenos macacos (saguis) e resquícios da Mata Atlântica completam o quadro de sonho.

Quando a tarde cai, e depois de assistir a um apaixonante pôr-do-sol, prepare-se para a “agitação”. De noite, Pipa transforma-se numa mistura de culturas e surpresas. O ponto de encontro é a Av. Baía dos Golfinhos ponteada de restaurantes, bares e lojas de comércio. Gente bonita é o que não falta na “badalação” nocturna da praia. A música parece surgir de todo o lado, e, se num momento viajamos ao ritmo de Bob Marley, noutro dançamos ao som do tradicional forró.

Embora o número de hotéis e restaurantes não seja muito grande, a oferta é suficiente e com preços agradáveis para os turistas europeus. No entanto, previna-se levando sempre dinheiro, já que em Pipa ainda não existem caixas de multibanco.

Com um clima agradável todo o ano, vai, com certeza, encontrar portugueses. Muitos apenas em turismo, outros que se apaixonaram e ficaram de vez. Foi o caso da proprietária do restaurante “Rancho da Pipa”, ponto obrigatório para os apreciadores de um bom churrasco. “Vim cá de férias depois de acabar o meu curso de Direito e acabei por voltar e ficar, deixando tudo em Portugal”. Pipa, de facto, só tem um único inconveniente: é difícil ter que regressar.

Onde ficar

Pousada Toca da Coruja – Av. Baia dos Golfinhos s/n, Praia da Pipa. Desde 118 euros por noite, em apartamento duplo, com pequeno almoço.

Hotel Village Natureza Resort – Av. Antônio Florêncio, nº 3647, Praia do Madeiro, Pipa. Desde 80 euros por noite, em quarto duplo, com pequeno almoço.

Pousada Praiana – Av. Baía dos Golfinhos, 708, Praia da Pipa. Tel: (005584)2462268, Desde 20 euros por noite, em quarto duplo, com pequeno almoço.

Onde comer

Churrascaria Rancho da Pipa – Rua da Gameleira s/n, Praia da Pipa.
Gerido por portugueses, serve uma das melhores picanhas com alho da região, além de óptimos churrascos.

O Lampião – Av. Baía dos Golfinhos, s/n, Praia da Pipa.
Um dos melhores lugares para provar as iguarias da cozinha tradicional nordestina, como carne de sol, galinha caipira, ou macaxeira.