Prémio Nobel preside ao Instituto Nacional do Cancro – Estados Unidos

Revisado por Equipe Editorial a 13 janeiro 2018

O presidente do Estados Unidos da América, Barack Obama, nomeou Harold Varmus – geneticista que em 1989 recebeu o Prémio Nobel da Medicina e Fisiologia, em conjunto com Michael Bishop, pela descoberta da origem celular dos oncogenes retrovirais –, para presidir ao Instituto Nacional do Cancro.

A instituição é uma das mais importantes nesta área médica, dado o elevado orçamento que anualmente gere. Harold Varmus, de 70 anos, transita de um outro importante centro oncológico, o Memorial Sloan Kettering Cancer Center, de Nova Iorque, e chega ao Instituto numa altura em que várias vozes da sociedade norte-americana questionam a forma como o seu orçamento tem sido gerido e como são aprovados os ensaios clínicos de fármacos oncológicos. O novo dirigente deverá assumir funções em Julho, avança o The New York Times. MFT