Saiba o que quer dizer cada cor de Corrimento Vaginal

O corrimento vaginal pode ter várias cores e origens. É importante a mulher estar atenta a mudanças significativas no cheiro, cor ou consistência, pois podem ser um sintoma de gravidez, infecção fúngica, vaginose bacteriana, tricomoníase, ou outra infecção sexualmente transmissível que necessite de tratamento.

Neste artigo, fornecemos um guia de significados para cada cor do corrimento vaginal. Saiba o que quer dizer cada cor e quando deve consultar o ginecologista.

Entenda O Que Significa Cada Cor De Corrimento Vaginal E Como Tratar

O que é o corrimento vaginal?

Corrimento vaginal é o líquido secretado pelas glândulas da vagina e colo do útero, que ajuda a remover células e resíduos antigos, de forma a manter a vagina e o aparelho reprodutor, limpos e saudáveis.

A quantidade do corrimento pode variar significativamente de mulher para mulher, tal como a cor, consistência e quantidade, que também podem mudar de um dia para o outro, dependendo da fase do ciclo menstrual:

Dias 1–5. No início do ciclo menstrual, o corrimento geralmente é vermelho ou sanguinolento.

Dias 6–14. Após a menstruação, a mulher pode notar menos corrimento que o habitual. À medida que o óvulo começa a se desenvolver e amadurecer, o muco cervical torna-se nublado e branco ou amarelo, por vezes pegajoso.

Dias 14–25. Poucos dias antes da ovulação, o muco será fino e escorregadio, semelhante à consistência da clara de ovo. Após a ovulação, o muco voltará a ser nublado, branco ou amarelo, e possivelmente pegajoso.

Dias 25–28. Nesta fase o muco cervical será mais reduzido, antes de se dar inicio a outra menstruação.
cores de infográfico de descarga vaginal.

Saiba quando deve ir no ginecologista em 9 sinais de que você deve ir ao ginecologista.

Corrimento na Gravidez

Quando a mulher engravida, o seu corpo sofre algumas mudanças. A primeira delas é o corrimento vaginal. Nesta fase é importante a mulher entender o que é considerado normal e informar o médico sobre quaisquer alterações que possam parecer anormais.

O único corrimento normal durante a gravidez é a leucorreia (é fino, branco, leitoso e com cheiro leve). A leucorreia é normal e nada para a mulher se preocupar.

O que não é normal nesta fase: Se o corrimento vaginal for verde ou amarelado, com cheiro forte e / ou acompanhado de vermelhidão ou coceira, pode ser sinal de uma infecção vaginal. Uma das infecções vaginais mais comuns durante a gravidez é a candidíase. Outras causas pode estar relacionadas com uma DST.

Corrimento Vermelho com Sangue ou Marrom

Sangue Vermelho Ou Marrom Seco

O tom de vermelho pode variar de brilhante a uma cor mais escura, tipo ferrugem ou marrom.

O que pode causar: O corrimento vermelho é normalmente o resultado de sangramento durante o período. A hemorragia menstrual ocorre, em média, a cada 28 dias, embora o intervalo normal seja entre os 21 e 35 dias. A menstruação geralmente dura entre 3 a 5 dias. Conheça outras origens do corrimento marrom clicando aqui.

Qualquer mulher que tenha sangramento entre o período menstrual deve consultar o ginecologista. Embora existam muitas causas “benignas” para o sangramento intermenstrual, por vezes é sinal de uma condição mais séria, como a Gonorreia (uma infecção bacteriana transmitida sexualmente, causada por uma bactéria chamada Neisseria gonorrhoeae ou gonoco), ou o câncer de endométrio.

Como tratar: No caso da Gonorreia, o tratamento recomendado são os antibióticos ceftriaxona ou cefixima (administrados por injeção), ou a azitromicina e o Ciprofloxacino (em forma de comprimido).

Corrimento Creme e branco leitoso

Creme E Branco Leitoso

O tom branco pode-se estender a um creme ou amarelo claro. Quando a mulher não apresenta outros sintomas, geralmente é sinal de uma boa lubrificação vaginal. No entanto, quando o corrimento branco tem uma consistência parecida a queijo cottage ou é acompanhado por um odor forte, pode indicar uma infecção. A mulher deve visitar o ginecologista.

Qual a causa: As secreções brancas, espessas e com cheiro forte geralmente estão associadas à candidíase vaginal, uma infecção fúngica causada pela espécie cândida albicans, que têm como principal sintoma coceira ou irritação. Saiba mais em Corrimento Branco – O que pode ser?.

Como tratar: Quando os sintomas são leves, o médico geralmente recomenda um ciclo de tratamento curto com antifúngicos, geralmente de um a três dias. Os antifúngicos recomendados estão disponíveis na forma de comprimidos, supositórios vaginais ou pomadas, e incluem:

  • butoconazol (Gynazole)
  • clotrimazole (Lotrimin)
  • miconazol (Monistat)
  • terconazol (Terazol)
  • fluconazol (Diflucan)

Para conhecer todas as opções de tratamento para Candidíase vaginal, consulte aqui.

Corrimento Amarelo ou amarelo-esverdeado

Amarelo Pálido A Verde Néon

Quando o corrimento tem uma tonalidade amarela muito leve, geralmente não é indicador de problemas. Principalmente se a tonalidade coincidir com uma mudança na dieta ou a toma de algum suplemento. Saiba mais sobre esta secreção em Corrimento amarelado.

O que pode causar: Quando o fluido apresenta um tom amarelo mais escuro, amarelo-esverdeado ou simplesmente verde, geralmente indica a presença de uma infecção bacteriana ou sexualmente transmissível como a Tricomoníase. Consulte o ginecologista imediatamente se o corrimento for espesso ou anormal, ou se apresentar um odor desagradável. Saiba mais em O que pode causar o Corrimento Esverdeado.

Como tratar: A tricomoníase geralmente é curada com a administração de remédios antibióticos e antifúngicos, como o metronidazol (Flagyl), Secnidazol, Tioconazol ou o Tinidazol (Tindamax). Saiba como realizar o tratamento no artigo Como aliviar os sintomas e curar a tricomoníase.

Corrimento Rosa

Rosa

Nestes casos, o fluido apresenta um tom rosado, leve, ou um rosa mais profundo. Geralmente contém algum sangue.

O corrimento rosado ocorre normalmente no inicio do ciclo menstrual. No entanto, também pode ser um sinal precoce de gravidez, que ocorre durante a implantação do embrião.

Muitas vezes ocorre também após a relação sexual, quando houve lesão ou irritação na vagina ou no colo do útero.

Corrimento Transparente

O corrimento vaginal mais comum é transparente ou esbranquiçado, podendo ser escorregadio ou ter a consistência de clara de ovo. Geralmente ocorre imediatamente antes da ovulação (o momento ideal para a mulher engravidar), durante a excitação sexual e durante a gravidez.

Corrimento Cinza

Cinza

O corrimento vaginal acinzentado pode ser sintoma de uma infecção bacteriana conhecida como vaginose bacteriana. A vaginose bacteriana geralmente causa outros sintomas vaginais, que incluem:

  • coceira
  • irritação
  • odor forte
  • vermelhidão ao redor da vulva

Na presença de fluxo cinza a mulher deve consultar o ginecologista imediatamente. Após o diagnóstico, geralmente são usados antibióticos para tratar a Vaginose.

Quando consultar o médico

Mulher Discututindo Sobre Alterações Inexplicáveis ​​no Corrimento Vaginal Com O Médico

Marque uma consulta com o ginecologista sempre que corrimento for acompanhado por os seguintes sintomas:

  • coceira
  • dor
  • sensação de queimação enquanto você faz xixi
  • odor forte e desagradável
  • textura espumosa
  • textura grossa tipo queijo cottage
  • sangramento vaginal
  • cor cinza, verde ou amarela
  • sangramento que não está relacionado com a menstruação.

Durante a consulta o ginecologista realiza um exame pélvico e, quando necessário, envia uma amostra do fluido para análise.

Abaixo resumimos as causas para cada cor de corrimento vaginal:

Vermelho
  • começando ou terminando a menstruação
  • infecção vaginal
  • pólipo cervical
  • infecção cervical
  • câncer endometrial ou cervical
Rosa
  • sangramento cervical
  • irritação na vagina
  • durante a implantação do embrião
Branco
  • Fluido saudável
  • infecção fúngica
Amarelo verde
  • infecção sexualmente transmissível, como a tricomoníase
Transparente
  • Fluido saudável
  • gravidez
  • ovulação
  • desequilíbrios hormonais
Cinza
  • vaginose bacteriana

Na maioria das mulheres, as infecções e os desequilíbrios hormonais são os responsáveis ​​pela maioria das alterações nas secreções vaginais, podendo haver a necessidade de recorrer à medicação. É importante a mulher consultar um médico sempre que notar mudanças significativas no corrimento ou outros sintomas que possam indicar um problema de saúde reprodutiva.

Como evitar o corrimento anormal e infecções

Siga as dicas abaixo para reduzir o risco de infecções vaginais:

  • Use sempre calcinha de algodão. O algodão permite que a região genital respire, ajudando-a a permanecer seca. É também uma boa ideia usar a calcinha apenas durante o dia e não à noite quando, você está dormindo.
  • Não use duchas vaginais.
  • Nunca use vaselina ou óleos para lubrificação vaginal. Ambos ajudam a criar um terreno fértil para o crescimento de bactérias.
  • Evite o contato vaginal com produtos que possam irritar a vagina, como produtos de higiene feminina, sabonetes perfumados ou desodorantes, pós, loções e banhos de espuma.
  • Mantenha a vagina limpa, lavando-a regularmente com um sabonete suave e água morna.
  • Quando for no banheiro, limpe sempre a vagina da frente para trás, para evitar a entrada de bactérias na vagina.
Ver referências +