Problemas de visão na Infância

Revisado por Equipe Editorial a 13 janeiro 2018

A visão é a capacidade de ver. A criança utiliza os olhos para observar objectos desde o seu nascimento. Mas algumas crianças apresentam problemas na visão: miopia, hipermetropia, astigmatismo, estrabismo, ambliopia, daltonismo… 80% das crianças em idade pré-escolar nunca fizeram um exame aos olhos. Os problemas na visão acontecem a cada 1 em 20 crianças em idade pré-escolar e a cada 1 em 4 crianças em idade escolar. É importante tratar o mais rapidamente possível os problemas de visão na infância. A não resolução desses problemas poderá conduzir a problemas de aprendizagem e de interacção com as outras crianças.

Problemas de Visão na Infância

Muitos problemas comuns da visão acontecem porque há pequenos problemas na constituição dos olhos da criança. Os problemas de visão também acontecem devido a doenças ou associadas ao crescimento.

Sinais e sintomas:

A criança poderá sentir dores de cabeça, tonturas ou enjoos e vómitos ao executar trabalhos ao perto. Poderá afirmar que não consegue ver, que tem uma visão enevoada ou uma visão dupla. Por vezes as crianças poderão não saber que sofrem de problemas de visão. Indicam-se abaixo alguns sinais possíveis que poderão indicar que a criança está a ter problemas de visão.

  • A criança pestaneja bastante, fica “mal-humorada” ou tem dificuldade em executar trabalhos próximos.
    Os olhos da criança apresentam-se cruzados ou um dos olhos parece estar virado na direcção errada.
    Os olhos da criança parecem avermelhados, inchados, aguados ou “remelados”.
    A criança aproxima bastante os objectos dos olhos quando os está a observar.
    Sensação de comichão, ardência ou espetadelas nos olhos.
    Ocorrência de inúmeras infecções oculares (treçolhos) num curto espaço de tempo.
    A criança olha ou dobra a cabeça para a frente ao olha algum objecto.
    A criança esfrega bastante os olhos.
    A criança tapa um dos olhos ao tentar ver algo.
    A criança semicerra os olhos ou franze as sobrancelhas ao olhar para objectos.

Tratamento:

Grande parte dos problemas de visão podem ser tratados. A criança terá, muito provavelmente, de ser observada numa clínica ou no consultório médico. É importante que a criança faça exames regulares aos olhos a partir dos 6 meses de idade em diante. Um oftalmologista fará exames especiais aos olhos para saber mais sobre a visão básica da criança. Observará os olhos da criança com uma luz especial e poderá receitar-lhe gotas para os olhos. Os médicos planearão o tratamento da criança tendo por base o problema que lhe está a afectar a visão. Fale com o médico para poderem planear em conjunto que tipo de correcção da visão será mais adequado para a criança.

Descrevem-se abaixo algumas das formas que os médicos utilizam para ajudar a corrigir a visão da criança:

O estrabismo costuma ser tratado através de cirurgia.
A ambliopia é tratada com pensos para os olhos com ou sem óculos.
Também poderão ser utilizadas gotas para os olhos ou pomadas com ou sem a utilização de óculos.
Os óculos são a forma mais simples de corrigir problemas de refracção da visão como a miopia, a hipermetropia e o astigmatismo. A criança poderá ter até um máximo de três correcções oculares num único par de óculos. Os óculos também ajudam a proteger os olhos da criança dos raios ultravioleta (UV) prejudiciais. A protecção contra os raios UV é feita acrescentando um revestimento especial às lentes dos óculos.

As lentes de contacto poderão ajudar a corrigir os problemas de refracção se a criança já for suficientemente velha. No entanto, como as lentes de contacto terão de ser usadas directamente nos olhos, são sempre um pouco mais complicadas de utilizar.

Acordo de tratamento:
Ajudar a planear o seu tratamento é um direito que lhe assiste. Para poder intervir neste planeamento deverá informar-se acerca dos problemas de visão da criança. Poderá então discutir as opções de tratamento com o médico e colaborar com ele para decidir qual o tratamento mais adequado para a criança.

Ler Tambem:

Olhos