Qual é o papel da nicotina?

Revisado por Reinaldo Rodrigues (Enfermeiro - Coren nº 491692) a 12 dezembro 2018

Qual o papel da nicotina?
A nicotina é o componente do fumo do tabaco responsável pelo fenómeno de habituação.  É um alcalóide que tem efeitos a nível do sistema nervoso associados à libertação de dopamina e de noradrenalina. A nível do sistema nervoso central tem efeitos estimulantes e depressivos consoante a dose. Em pequenas doses produz uma acção estimulante com aumento da concentração, vigilância e memória. Tem efeito ansiolítico, tranquilizante e relaxante. Em doses altas tem sobretudo efeitos depressivos.

A nível do sistema nervoso periférico desencadeia um estímulo simpático, responsável pelos efeitos cardiovasculares: aumento da tensão arterial e da frequência cardíaca, vasoconstrição periférica e coronária. Actua ainda a nível gastrointestinal, respiratório e músculo-esquelético entre outros. Noventa por cento da nicotina inalada do fumo do tabaco é absorvida para o pulmão e atinge os receptores cerebrais específicos através da circulação arterial, cerca de 10 segundos após a inalação.

Esta relação quase imediata entre a inalação e o seu efeito a nível cerebral, é um dos factores que contribui para explicar o elevado poder aditivo da nicotina. A dependência da nicotina é considerada hoje em dia uma doença e foi formalmente classificada como tal pela OMS em 1992.