Quem Inventou a Lipoaspiração – Quais os Riscos da Lipoplastia

Fique a saber quem inventou a lipoaspiração , as suas tecnicas e os seus avanços – Cronograma.

1974 – A Lipoaspiração foi inventada na Itália por pai e filho ginecologistas , Dr. Gorgio Fischer (pai) e Dr. Gorgio Fischer (filho). O instrumento utilizado já era electrico , rodando um bisturi encapsulado por uma cânula que aspirava as células de gordura para fora do corpo .

1977 – Yves-Gerard Illouz começa a utilizar uma cânula um pouco diferente ,que resultava em menos complicações e uma recuperação mais rapida .

1985 – Dr. Jeffrey Kline da Califórnia começa o desenvolvimento da técnica tumescente.

1986 – Dr. Peter Fodor introduz a técnica Super-wet uma técnica que é similar á  tumescente, com a diferença de que esta utiliza menos fluido ,ou seja (a mesma quantidade de fluido para a quantidade de tecido gorduroso aspirado)
.
1987 – A lipoaspiração ultra-assistida (UAL) ( ultrassônica) é desenvolvida na Itália, pela Dra. Michelle Zocchi.

1998 – Por esta altura tornou-se disponivel tambem a tecnica de lipoaspiração com poder-assistido (PAL) .

1999 – A Lipoaspiração com Laser-assistido (LAL) é desenvolvida na Colômbia pelo Dr. Rodrigo Neira.

Se no entando conhecer outros metodos já desenvolvidos e que não estejam nesta pagina , não deixe de nos avisar , deixe o seu comentario .

O que é a lipoaspiração ou lipoplastia?
A Lipoaspiração ou lipoplastia é a cirurgia para remoção de tecido adiposo em determinadas áreas do nosso corpo onde existe gordura localizada , incluindo as coxas, quadris, abdomen, pescoço (papada), rosto, joelhos, queixo, gluteos, nádegas e braços. A Lipoaspiração pode ser feita utilizando diferentes técnicas já desenvolvidas , mas não é utilizada para diminuir ,eliminar ou reduzir peso, esta cirurgia simplesmente elimina as bolsas de gordura que não são eliminadas por meios mais tradicionais, tais como a dieta e o exercício fisico regular . Nos últimos anos, a lipoaspiração tem beneficiado de várias melhorias a nivel de avanços de varias tecnicas , incluindo a lipoaspiração com ultra-som assistido (UAL), a técnica Super-wet similar á tumescente, com a exceção de que ela usa menos fluido , bem como a técnica tumescente. Esses avanços têm ajudado bastante todos os cirurgiões plásticos que disponibilizam esta cirurgia , fornecendo aos seus pacientes melhores resultados , mais sólidos e um tempo de recuperação muito mais rápido .

Não sabe como é feita uma lipoaspiração ?
Embora existam varias técnicas diferentes, todas as formas envolvem o uso de um grande tubo de lipoaspiração, chamado de cânula, que é inserida através de minúsculas (pequenas) incisões na pele. Esta cânula consegue aspirar os depósitos de gordura existentes no tecido adiposo atraves do uso da sucção a vácuo . É perdido algum Fluido Durante a cirurgia quando a gordura é aspirada para fora. Este fluido deve ser substituído após a cirurgia .

Quais são os Riscos da Lipoplastia e Possiveis Complicações ?
Como qualquer cirurgia de grande volume, a lipoplastia tem muitos riscos e complicações associadas a ela que deve ser tomadas em consideração antes de se decidir optar pela cirurgia . As Complicações mais conhecidas ocorrem devido á quantidade elevada de gordura a ser aspirada , na anestesia em excesso, ou devido a um trauma excessivo das muitas cirurgias ou áreas em que a lipoaspiração é realizada apenas de uma vez só . Muitos destes riscos e possiveis complicações podem ser evitados se o paciente estiver bem instruído e informado sobre todo o procedimento , e se tiver o tempo adequado para encontrar um cirurgião experiente e qualificado com que fará que o paciente se sinta confortável em todos os aspectos envolvidos .

Algumas dessas complicações da lipoaspiração incluem :
Depressão da Pele
Indentações devida ao excessivo volume e areas tratadas em um unico procedimento .
Manchas permanentes e alguma descoloração devido aos ferimentos dos vasos sanguíneos
Hematomas
Hiperpigmentação
Granulosidade Temporária

Em casos mais graves e riscos fatais , podem ocorrer devido a uma má reação do paciente, erros em cirurgia , ou instrumentos esterilizados inadequados. Alguns destes riscos mais graves incluem:
Coágulos sanguíneos
Danos de órgãos internos
Hipotermia
Perda sanguínea Grave
Infecção
Insuficiência cardíaca
Danos nos Nervos ou dano cerebral
Apreensão

Artigos Relacionados:
– ultrashape
clinica do tempo